Jorge Martins Cardoso

 

Um eterno aprendiz



Textos

A LIBERDADE... O CONHECIMENTO... A VIDA... "O Mundo das LEIS, a Origem do DINHEIRO, A História dos BANCOS, a 'Filantropia' dos BANQUEIROS e a Evolução da HUMANIDADE". - (9ª parte).





A LIBERDADE... O CONHECIMENTO... A VIDA... “O Mundo das LEIS, a Origem do DINHEIRO, a História dos BANCOS, os ‘Filantropos’ BANQUEIROS e a Evolução da HUMANIDADE”. – (9ª parte).




4ª versão – A HISTÓRIA dos BANCOS.




BANCO NACIONAL de DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO e SOCIAL - (BNDES).



     Origem: - Wikipédia, a enciclopédia livre.



INFORMAÇÕES GERAIS.



Tipo – EMPRESA PÚBLICA FEDERAL.

Slogan – O Banco Nacional de Desenvolvimento.

Fundação – 20 de junho de 1952 - (67 anos).

Sede – Brasília – Distrito Federal.

Proprietário (s) – GOVERNO FEDERAL BRASILEIRO.

Presidente – Gustavo Montezano.

Produtos – Financiamentos de Longo Prazo.

    

     O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é uma Empresa Pública Federal, com SEDE e FORO em Brasília, (Distrito Federal), e ESCRITÓRIO no Rio de Janeiro, cujo principal objetivo é o Financiamento de Longo Prazo e investimento em todos os segmentos da economia brasileira.
    
     Um dos Maiores BANCOS Públicos do Mundo, apesar de conter "desenvolvimento" em seu nome, o BNDES não é Banco de Desenvolvimento, conforme a resolução (394 de 1976) – {todo banco de desenvolvimento deve ser estadual}.
    
     O BNDES, é uma entidade que compõe a Administração Pública Indireta e atualmente vinculada ao Ministério da Economia, em busca de apoiar empreendedores de todos os portes, inclusive, Pessoas Físicas, na realização de seus planos de modernização, expansão e concretização de novos negócios, tendo em vista o potencial de geração de empregos, renda e inclusão social no Brasil.
    
     O que melhora a competitividade da economia brasileira e eleva a qualidade de vida da população.



     “Foto: - Sede do BNDES no Rio de Janeiro”.




     Desde a sua fundação, em 20 de junho 1952 – (67 anos), é um Órgão de Fomento no contexto do desenvolvimento econômico como esboçado no PLANO SALTE (a-30).  
    
     O BNDES vem financiando os grandes Empreendimentos Industriais e de Infraestrutura tendo marcante posição no apoio aos Investimentos na Agricultura, no Comércio e Serviço, nas Micro, Pequenas e Médias Empresas, e aos Investimentos Sociais direcionados para a Educação e Saúde, Agricultura Familiar, Saneamento Básico e Ambiental e Transporte Coletivo de Massa.
    
     Suas linhas de apoio contemplam financiamentos de longo prazo e custos competitivos, para o desenvolvimento de projetos de investimentos e para a Comercialização de Máquinas e Equipamentos Novos, Fabricados no País, bem como para o Incremento das Exportações Brasileiras.
    
     Contribui, também, para o fortalecimento da estrutura de Capital das Empresas Privadas e desenvolvimento do Mercado de Capitais.
    
     Os escritórios centrais do BNDES ficam localizados no Rio de Janeiro. Também há representações regionais em São Paulo (Departamento Regional Sul), Brasília (Departamento de Relações com o Governo) e Recife (Departamento Regional Nordeste).




HISTÓRIA.




     O BNDES foi criado pela LEI nº 1.628, de 20 de junho de 1952, no segundo Governo do ADVOGADO Gaúcho Getúlio Vargas, com o nome de Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDE), como um BANCO de ESTADO, tendo Autonomia Administrativa e Personalidade Jurídica Própria, sendo depois repassado ao Ministério do Planejamento e Coordenação Geral, por força do DECRETO nº 60.900, de 26 de junho de 1967.
    
     Foi modificado pela LEI nº 5.662, de 21 de junho de 1971, transformando-o em Empresa Pública, de Personalidade Jurídica de Direito Privado, com seu patrimônio próprio (art. 1º), permanecendo vinculado ao Ministério do Planejamento e Coordenação Geral.
    
     Com o DECRETO-LEI nº 1.940, de 25 de maio de 1982, o BANCO passou a ter a sua atual denominação, vinculado à Secretaria de Planejamento da Presidência da República (art. 5º, § 1º).




SUBSIDIÁRIAS.




     O BNDES e suas subsidiárias, abaixo listadas, compreendem o chamado "Sistema BNDES".


    
     - Agência Especial de Financiamento Industrial (FINAME): - Criada com o objetivo de financiar a comercialização de máquinas e equipamentos.


     - BNDES Participações S.A. (BNDESPar): - Criada com o objetivo de possibilitar a subscrição de valores mobiliários no mercado de capitais brasileiro.


     - BNDES Limited: - Criada com a principal finalidade de Aquisição de Participações Acionárias em Companhias Estrangeiras. CONSTITUÍDA em LONDRES, na INGLATERRA.




PRESIDENTES.



     Ver artigo principal: - Lista de Presidentes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.





CRÍTICAS e CONTROVÉRSIAS.



      Ver também: - Lista de Grandes Salvamentos Financeiros e Salvamentos pelo Governo Brasileiro.




     A Formalização, Transparência e Neutralidade do BNDES têm sido questionadas pelo Ministério Público Federal (MPF).
    
     O BANCO nega o acesso aos dados inclusive para os órgãos de controle do País, como o Tribunal de Contas da União (TCU) e Controladoria Geral da União (CGU).
    
     Em maio de 2015, o Supremo Tribunal Federal (STF) obrigou o BNDES a fornecer dados sobre Empréstimos de R$ OITO BILHÕES fornecidos ao Grupo JBS Friboi.




NOVO MODELO ECONÔMICO.




     Em uma economia na qual o Crédito Privado é abundante e as empresas teoricamente sobreviveriam sem o crédito barato do governo, alguns economistas questionam o papel do BNDES.
    
     Outros defendem um novo posicionamento dos BANCOS ESTATAIS, com modificações no atual sistema, para continuar suportando o crescimento do País.
    
     Outros, ainda, elogiam o modelo adotado. Por exemplo, para o ECONOMISTA Joseph Stiglitz (a-31), Prêmio Nobel de Economia:


     "O Brasil demonstrou na prática como um país pode, sozinho, criar um banco de desenvolvimento muito efetivo. Há um aprendizado sendo feito. E essa noção de como se cria um banco de desenvolvimento efetivo, que promova desenvolvimento real, sem todas as condicionalidades e armadilhas que permeiam as velhas instituições, será uma parte importante da contribuição do Brasil."




TRANSPARÊNCIA e IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS.




     No intuito de tornar o BNDES uma Instituição mais Democrática e aberta ao controle público sobre o desenvolvimento, mais de 30 organizações e movimentos sociais se reuniram para elaborar estratégias comuns de fiscalização, diálogo e constrangimento do banco.
    
     Desde 2007, a principal conquista deste grupo, batizado Plataforma BNDES, foi garantir uma base mínima de transparência aos projetos financiados pela instituição, que passou a divulgá-los no site BNDES Transparente.
    
     Diversos outros pontos, no entanto, listados no documento fundador da Plataforma BNDES permanecem estagnados, na avaliação do conjunto das organizações.
    
     A Transparência sobre Operações Internacionais é considerada precária, assim como os critérios e parâmetros utilizados para aprovação dos projetos.
    
     Ao longo de 2011, diversos protestos tiveram como alvo Empreendimentos Financiados pelo BANCO, não só no BRASIL, mas também em outros PAÍSES da AMÉRICA LATINA.
    
     Em todo caso, o BNDES não financia Obras em Outros Países, somente a exportação de bens e serviços brasileiros de engenharia, e assim todo o dinheiro que o banco investe contribui para aumentar a receita brasileira.



POLÍTICA das “Campeãs Nacionais.”




     Durante os Governos do Partido dos Trabalhadores (PT), vigorou a Política Extraoficial das "Campeãs Nacionais", encerrada com a ascensão de Maria Silvia Bastos Marques (a-32) à Presidência do BANCO em 2016 por indicação do então Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (a-33), na Administração do ADVOGADO Paulista Michel Temer.
    
     Por inspiração no Modelo de Desenvolvimento Sul-Coreano e seus Conglomerados Empresariais Transnacionais, essa atuação procurava estimular a formação de Grandes Empresas Brasileiras com atuação global e, a partir delas, a indução de cadeias produtivas inteiras a fim desenvolver o País.
    
     Entretanto, as críticas voltam-se para o foco de uso de Recursos Públicos com juros subsidiados em empresas de grande porte e para a ausência dos resultados aguardados.


    
     “Foto:- Exemplar de 1998 da Revista do BNDES”.



VER TAMBÉM.



ECONOMIA do BRASIL.


    
     Observação do escriba: - Na Wikipédia estão disponíveis 22 Referências sobre o BNDES.




ALGUMAS REFERÊNCIAS CURIOSAS.




     01 - «BNDES financiará até 40% do investimento em leilões de aeroportos (No leilão de 2011, participação foi de até 70%)». G1 Economia. 09 de dezembro de 2016. Consultado em 09 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 09 de dezembro de 2016.


     02 - Luciana Amaral (21 de fevereiro de 2017). «BNDES dá início à concessão de 06 empresas de saneamento no Norte e Nordeste (Pelo menos outros quatro editais para a área devem ser lançados.)». G1 Economia. Consultado em 22 de fevereiro de 2017. Cópia arquivada em 22 de fevereiro de 2017.


     03 - FOLHAPRESS (26 de maio de 2015). «STF obriga BNDES a fornecer ao TCU dados de empréstimo ao grupo JBS». Gazeta do Povo. Consultado em 08 de março de 2016


     04 - «STF nega pedido do BNDES para manter em sigilo dados da JBS». G1. 26 de maio de 2015. Consultado em 08 de março de 2016.


     05 - Juan Gonzalez e Amy Goodman (23 de julho de 2014). «Stiglitz aposta no Banco dos BRICS». Carta Capital. Consultado em 23 de julho de 2014.


     06 - «Organização pede fim dos financiamentos do BNDES a obras que violam direitos dos trabalhadores». Ihu.unisinos.br


     07 - «BNDES assinou contrato para obra na Bolívia sem estudo ambiental». Valor Econômico. 29 de setembro de 2011. Consultado em 08 de março de 2016.



CATEGORIAS:



BANCO Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

BANCOS fundados em 1952.



     Esta página foi editada pela última vez às 19h54min de 20 de outubro de 2019.




(a-30) - PLANO SALTE.



     Origem: - Wikipédia, a enciclopédia livre.


     “Foto: - Presidente da REPÚBLICA MARECHAL Eurico Gaspar Dutra, idealizador do plano”.



     O Plano SALTE (iniciais de SAÚDE, ALIMENTAÇÃO, TRANSPORTE e ENERGIA) foi um Plano Econômico lançado pelo Governo Brasileiro do MARECHAL Mato-grossense Eurico Gaspar Dutra.
    
     O objetivo do SALTE era estimular e melhorar o desenvolvimento de setores de Saúde, Alimentação, Transporte e Energia por todo o Brasil, assim ajudando e melhorando as condições de vida da população brasileira.
    
     Foi apresentado ao Congresso por Mensagem Presidencial em maio de 1948, porém foi aprovado apenas em 1950.
    
     Os recursos para sua execução vieram de Empréstimos Externos e da Receita Federal.
    
     Acabou sendo abandonado em 1951 por não terem sido alcançados os objetivos pretendidos. Esse plano tinha como ideia Aumentar as Tropas Marítimas e Aéreas
    
     Entretanto, o Plano SALTE resultou na Construção das Seguintes Obras:

    
     Na ÁREA da SAÚDE - O Hospital dos Servidores do Estado (RJ), construído como sendo o Maior Hospital da AMÉRICA LATINA, e o Hospital do Subúrbio em Salvador.

  
     Na ÁREA de TRANSPORTES - Tem-se a conclusão da Rodovia Rio - Bahia e a Nova Rodovia RJ - SP (Rodovia Presidente Dutra).


    Na ÁREA da ENERGIA - Foi Construída a Usina Hidrelétrica de Paulo Afonso, no Rio São Francisco.

    
     O fracasso do Plano SALTE veio juntamente com a INFLAÇÃO gerada pela INTERVENÇÃO do ESTADO na ECONOMIA, através da Criação de Crédito e IMPRESSÃO de MOEDA sem LASTRO.





APENAS UMA REFERÊNCIA LOGO ABAIXO.




     01 - «IBGE/Biblioteca/Detalhes/O Plano Salte/ Departamento Administrativo do Serviço Público.». biblioteca.ibge.gov.br. Consultado em 09 de outubro de 2015.



     Observação do escriba: - Ainda voltaremos a falar do Governo do MARECHAL Mato-grossense Eurico Gaspar Dutra. Já naquela época os ateus e comunistas ou os comunistas e ateus, queriam “desmoralizar” a DEMOCRACIA no BRASIL.






CATEGORIAS:




Política do BRASIL em 1947.

Planejamento Econômico no BRASIL.



     Esta página foi editada pela última vez às 13h32min de 02 de janeiro de 2020.




CPI do BNDES.



     Origem: - Wikipédia, a enciclopédia livre.



     “Foto: - O Deputado Rubens Bueno {a-34} - (autor do requerimento da CPI do BNDES) em outra Comissão Parlamentar de Inquérito, CPI da Petrobras”.




     A CPI do BNDES foi uma Comissão Parlamentar de Inquérito criada em 12 de julho de 2015 para investigar supostas irregularidades ocorridas entre os anos de 2003 e 2015 envolvendo o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
    
     O requerimento de criação da comissão foi do Deputado Federal Rubens Bueno. O relator da comissão foi Deputado José Rocha (PR-BA).



PREJUÍZOS.




     No período em que é investigado pela CPI, o BNDES teve grandes prejuízos em algumas de suas operações.
    
     Uma delas foi a empresa de laticínios LBR presidida por Nelson Bastos (a-36) e que a época pertencia a holding Laep Investments, prejuízo este que superou R$ 700 milhões.
    
     De acordo com o Tribunal de Contas da União (TCU), o Frigorífico JBS pode ter gerado perda de pelos menos R$ 800 milhões.
    
     Os Deputados aprovaram também um requerimento de informações sobre todas as OPERAÇÕES do BANCO com o grupo EBX, do Empresário Eike Batista (a-37), em razão das perdas que teve com o grupo.
    
     Na convocação de Eike Batista, em três horas e meia de depoimento à CPI do BNDES, Eike Batista negou as suspeitas de que tenha feito pagamento de propina em troca de contratos para a Fabricação de NAVIOS-PLATAFORMA para a Petrobras.
    
     A denúncia de pagamento de propina foi feita por Fernando Soares (a-38), um dos delatores da Operação Lava Jato.




INVESTIGAÇÕES de FINANCIAMENTO no EXTERIOR.




     Ao final de agosto de 2015, foram aprovadas convocações do então Vice-Presidente do BANCOCV, Wagner Bittencourt de Oliveira (a-39), e da Diretora da Área de Comércio Exterior, Luciene Machado (a-40).
    
    Financiamentos do BANCO para Projetos em Outros PAÍSES, como CUBA e VENEZUELA, são um dos principais focos da CPI, junto com o financiamento das EMPREITEIRAS envolvidas na Operação Lava Jato.




RELATÓRIO e CONCLUSÃO.




     Em seu relatório setorial, o Deputado Alexandre Baldy (a-41) - (PSDB-GO) disse ter identificado indícios de gestão fraudulenta e prevaricação praticada por Luciano Coutinho (a-42), então Presidente do BNDES.
    
     O líder do PT na CPI, Carlos Zarattini disse que os pedidos de indiciamentos não são fundamentados em provas que atestem qualquer irregularidade, e se configuram apenas como atos políticos.
    
     Em fevereiro de 2016, a CPI do BNDES chegou ao fim sem pedidos de indiciamento.


    
     Observação do escriba: – Na Wikipédia existem 14 Referências sobre a CPI do BNDES.




ALGUMAS REFERÊNCIAS CURIOSAS.




     01 - «Uma aposta bilionária». Exame. Editora Abril. 17 de setembro de 2014. Consultado em 09 de agosto de 2016.


     02 - «BNDES tem prejuízo de R$ 700 mi por operações erradas». Cenário Tocantins. Consultado em 09 de agosto de 2016.



     03 - Thiago Bronzatto (a-44). «Laep Investiments, uma empresa que deu um golpe de R$ 5 bilhões». Época. Globo.com. Consultado em 09 de agosto de 2016.



     04 - «BNDES pode ter perdido R$ 848 milhões com frigorífico JBS, aponta TCU - 30/11/2015 - Mercado». Folha de S.Paulo. Consultado em 04 de julho de 2019.



     05 - «BNDES perdeu dinheiro com ações de Empresa de Eike Batista». iG. 28 de outubro de 2015. Consultado em 09 de agosto de 2016.



     06 - Aguirre Talento (25 de fevereiro de 2016). «Por maioria, CPI do BNDES aprova relatório sem indiciamentos». Folha de S.Paulo. Consultado em 09 de agosto de 2016.



CATEGORIAS:




Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

Comissões Parlamentares de Inquérito do BRASIL.

2015 na Política do BRASIL.

2016 na Política do BRASIL.


    
     Esta página foi editada pela última vez às 00h04min de 04 de julho de 2019.





Observações do escriba:




     1ª – Durante uma 2ª CPI do BNDES, o jovem Deputado Federal por São Paulo Kim Kataguiri (DEM) – acho que foi em 2019 -, educadamente e com informações concretas, faz algumas perguntas à um dos Ex-Presidentes do BNDES.



     2ª – O Deputado Kim Kataguiri acrescenta as informações de que além de CUBA e da VENEZUELA, o EQUADOR e ANGOLA também teriam recebidos “dinheiros” do BNDES. E ele também fala do Porto de Mariel. O Ex-Presidente do BNDES se enrola todo, fala muito Blá, Blá, Blá, e, termina não dizendo nada de útil. Mais uma dos PETRALHAS. Bando de CALOTEIROS. O tema está disponível em vídeo na INTERNET.



     3ª – Parece-me que foi na 1ª CPI do BNDES que, a então Deputada Federal Mara Gabrilli (PSDB – SP), dirigindo-se ao senhor Bumlai faz declarações estarrecedoras sobre os “políticos corruptos da PETRALHADA”. O pai de Mara Gabrilli era um Empresário do Transporte Coletivo em Santo André, e sofreu durante dez anos nas mãos dos PETRALHAS e seus capangas, o que terminou levando-o à falência e à morte. Mara Gabrilli se refere ao grupo como uma QUADRILHA ARMADA. A temática está disponível na INTERNET.  


     4ª – Eis as perguntas que não querem calar:


     A – Quem mandou ASSASSINAR o Prefeito  de Santo André, Celso Daniel, em janeiro de 2002?


     B – Quem eram os integrantes da QUADRILHA ARMADA que extorquia o pai de Mara Gabrilli, e, que extorquiam outros empresários de Santo André, durante os mandatos do Prefeito Celso Daniel?


     C – Quem era o famoso “Homem do Carro Preto” de Santo André na época?


     D – Quem é o fazendeiro Walter Sâmara, que, na época, entregou uma fita (áudio ou vídeo) ao então Presidente Molusco Sapo Barbudo da Silva.


     E – Qual o conteúdo da fita (áudio ou vídeo)?


     F – Hoje, Mara Gabrilli é Senadora da REPÚBLICA (PSDB) por São Paulo, o que significa que Paulistas e Paulistanos votaram nela porque acreditam nela! E as autoridades de São Paulo não acreditam nela?  


     G – A população brasileira, e, principalmente a população de Santo André, aguarda ansiosamente por uma resposta esclarecedora e definitiva das autoridades decentes de São Paulo e do BRASIL! HOMICÍDIO. Celso Daniel continua sendo um CADÁVER insepulto.

    
     H – A HIENA HIDROFÓBICA, a TVBOLA a TVGATE, a TVCBFGATE, a TVFIFAGATE, a GLOBOLIXO, de tanto lixo que produz, vai terminar mesmo sendo a TVESGOTO. Não dá pra ver nada, não dá pra ouvir nada, e, ainda FEDE pra caramba. Exemplo recente: - Liverpool 1 x Flamengo 0. Nem os flamenguistas comemoraram... Exemplo mais antigo: - Alemanha 7 x Brasil 1. Nem os brasileiros comemoraram... FEDEU e continua FEDENDO galera!    


     I – Cadê os restos mortais da jovem Eliza Samúdio ASSASSINADA covardemente com requintes de CRUELDADE? Será que a TVESGOTO sabe? FEMINICÍDIO? Outro CADÁVER insepulto?


                
     Em 1980, a então útil ONU (hoje quase inútil), a então útil OMS (hoje um cabide de empregos bens remunerados), além de outros Organismos Internacionais, declararam através da IMPRENSA MUNDIAL que a deformante e letal VARÍOLA estava ERRADICADA do Planeta TERRA. A “arma” usada para combater a terrível doença foi apenas uma VACINA!
    
     Em 1980, um País Continental chamado BRASIL, dava um exemplo ao MUNDO, de que, era capaz de ERRADICAR a debilitante POLIOMIELITE usando apenas uma VACINA, exemplo este seguido por outros países da AMÉRICA do SUL, e, depois, um benéfico caminho que foi trilhado por quase todos os Países do MUNDO. Mas...
    
     Em 1980, o Planeta TERRA foi “presenteado” com uma nova e misteriosa enfermidade chamada de SIDA ou AIDS. Após quase quatro décadas não existe uma única VACINA para evitar a enigmática patologia. Estranho ou muito estranho?
    
     Então a luta contra a debilitante POLIOMIELITE (paralisia infantil) continua, e, a luta a favor da inofensiva AUTO-HEMOTERAPIA, também continua.
    
     Se DEUS nos permitir voltaremos outro dia ou a qualquer momento. BOA leitura, BOA saúde, BONS pensamentos e BOM DIA.
    
     Aracaju, capital do Estado de Sergipe, localizado no BRASIL, um País que combate ferozmente o ainda LÍCITO TABAGISMO e que quer legalizar na tora outras DROGAS ainda ILÍCITAS, inclusive a ESQUIZOFRÊNICA maconha. Não tem TREM na LINHA. Tem é TRAFICANTE “político” nessa estória.






Aracaju, quarta-feira, 15 de janeiro de 2020.




JORGE MARTINS CARDOSO – Médico – CREMESE nº 573.
        
      
      


     Fontes: (1) – INTERNET. (2) – Google. (3) – Wikipédia. (4) – Outras fontes.

jorge martins
Enviado por jorge martins em 15/01/2020
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras