Jorge Martins Cardoso

 

Um eterno aprendiz



Textos

A LIBERDADE... O CONHECIMENTO... A VERDADE... "O Médico, MIJÃO e MONSTRUOSO 'Doutor' Carlos Mosconi gosta de RIM de criancinhas. RI melhor quem RI por último...".





A LIBERDADE... O CONHECIMENTO... A VERDADE... “O Médico, MIJÃO e MONSTRUOSO ‘Doutor’ Carlos Mosconi gosta de RIM de criancinhas. RI melhor quem RI por último...”.





CARLOS MOSCONI.


    

1ª versão.


     Origem: - Wikipédia, a enciclopédia livre.



     Carlos Eduardo Venturelli Mosconi (São Paulo - SP, 24 de maio de 1944 – 74 anos) é um político brasileiro com atuação no Estado de Minas Gerais.
     Carlos Eduardo Venturelli Mosconi é de Andradas, Sul de Minas. Mudou-se para Poços de Caldas em 1975.
    


Observações do escriba:



     1ª - O suposto criminoso Carlos Mosconi já nasceu atrapalhado. Ora nasceu em São Paulo, capital. Ora nasceu em Andradas, sul de Minas Gerais. Alguns o apelidam de o “Al Capone” do sul de Minas.

     2ª - O Al Capone americano era TRAFICANTE de BEBIDAS ALCOÓLICAS.

     3ª - O Al Capone do sul de Minas parece ser TRAFICANTE de ÓRGÃOS HUMANOS.

    
     Formado em Medicina pela Universidade de Brasília, fez residência médica por três anos em NEFROLOGIA e UROLOGIA, na Universidade de São Paulo (USP).
     Trabalhou como professor nas Faculdades de Medicina de Itajubá e de Alfenas, e também foi Diretor da Faculdade de Medicina – Unifenas-BH.
     Sua carreira política começou em 1982, como Deputado Federal. Já no primeiro mandato, foi Presidente da Comissão de Saúde da Câmara Federal.
     Mesmo sendo Deputado por Minas Gerais, foi chamado pelo Governador José Aparecido para ser Secretário Estadual de Saúde do Distrito Federal (em 1985), tendo sido apoiado pelas lideranças de sua base política em Minas.
     Na Assembleia Constituinte, teve um papel primordial como RELATOR da SAÚDE, contribuindo decisivamente para a criação do SUS.
     Em 1991, foi convidado pelo Presidente Itamar Franco para Presidir o INAMPS.

     Observação do escriba: - Itamar Franco era uma mistureba de baiano e mineiro. Dizem ter nascido em um navio de nome ITA na costa baiana. ITA + MAR = ITAMAR = Oceano. Naturalidade: - Atlântica.  
    

     Em sua gestão, Carlos Mosconi extinguiu o INAMPS e viabilizou a Implantação do SUS, que, hoje em dia, chamam de SUSTO.  
     Na sua trajetória política, Carlos Mosconi também foi Secretário Nacional de Assistência à Saúde (de 1992 a 1994).
     Em 1997, foi convocado pelo Governador Eduardo Azeredo para ser Secretário de Estado de Assuntos Municipais, em Minas Gerais.
     Ao todo, Carlos Mosconi foi Deputado Federal por quatro mandatos.
     Atuou como AUTOR e RELATOR de Leis Importantes para a Saúde, como a LEI dos TRANSPLANTES, da SAÚDE MENTAL e da VIGILÂNCIA SANITÁRIA.
     Carlos Mosconi também é o AUTOR, em sua forma original, da EMENDA CONSTITUCIONAL 29, que define maiores recursos financeiros para a saúde pública brasileira.
     Carlos Mosconi já ocupou a Vice-Presidência da Comissão de Saúde do Parlamento Latino-Americano (1995-2002).
     Em 2003, presidiu a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (FHEMIG).
     Já em 2004, foi Assessor Especial do Governador Aécio Neves.



DEPUTADO ESTADUAL.



     Em outubro de 2006, Carlos Mosconi elegeu-se para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais, exercendo a Presidência da Comissão de Saúde da Casa.
     Em 2010, elegeu-se pela segunda vez Deputado Estadual.
     Carlos Mosconi foi reconduzido à Presidência da Comissão de Saúde, é membro efetivo da Comissão de Cultura e Presidente da Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas na Área da Saúde de Minas Gerais.
     Foi membro do Conselho Deliberativo da Política de Café, em Brasília.
     Na Assembleia Legislativa, Mosconi defende o desenvolvimento de políticas públicas para o desenvolvimento do café, do vinho, do queijo Minas artesanal, entre outros produtos de tradição do Estado.



PARTIDO.



     Em sua carreira partidária, foi um dos Fundadores do PSDB e Primeiro Presidente da Legenda em Minas Gerais, de 1988 a 1991. Retornou ao posto em 1998 até 2000. Também foi Vice-Presidente, de 2007 a 2009.
     Em 2010, Mosconi foi Tesoureiro da Campanha Eleitoral do Partido em Minas Gerais.
     Desde 2011, exerce a função de Secretário-Geral da legenda mineira.
     Também é um dos membros do Diretório Nacional do Partido por indicação de Aécio Neves.



Observações do escriba:



     1ª - Na Wikipédia existe apenas uma referência sobre Carlos Mosconi.

     2ª – Não existe absolutamente nenhuma referência sobre o ESCANDALOSO caso do garoto Paulo Pavesi e nem sobre a MÁFIA dos TRANSPLANTES de ÓRGÃOS em Poços de Caldas.

     3ª – Segundo o texto da Wikipédia, ele é o beneficente AUTOR e o RELATOR da LEI dos TRANSPLANTES.

     4ª – O suposto criminoso Paulista Carlos Mosconi é UROLOGISTA. Portanto entende de MIJO. E, também, é NEFROLOGISTA. Portanto entende mais um pouco de MIJO. O suposto criminoso deve ser um grande MIJÃO.

     5ª – Embora entenda de MIJO e seja um grande MIJÃO, o suposto assassino Paulista Carlos Mosconi se dedicou à TRANSPLANTE de RINS. Por ser menos lucrativo deixou o MIJO de lado.

     6ª – Ri melhor quem Ri por último. RIM melhor quem RIM por último... Ou vice-versa.    

      


CATEGORIAS:



Nascidos em 1944.
Deputados Estaduais de Minas Gerais.
Deputados Federais do Brasil por Minas Gerais.
Naturais da cidade de São Paulo.
Alunos da Universidade de Brasília.
    

    
     Esta página foi editada pela última vez às 08h57min de 19 de agosto de 2018.







2ª versão.




Cerco à “MÁFIA dos TRANSPLANTES” atinge Deputado do PSDB.



     Sociedade – A IRMANDADE - Por Renan Truffi — Publicado em 21/07/2014 às 04h25. Última modificação em 21/07/2014 às 19h26.



     JUSTIÇA de MINAS GERAIS pede Investigação de DEPUTADO CARLOS MOSCONI por suposta participação na QUADRILHA acusada de Operar uma Central Clandestina de ÓRGÃOS.

    
     “Foto: - Médicos acusados de envolvimento no TRÁFICO de ÓRGÃOS trabalhavam na SANTA CASA de Poços de Caldas (MG)”.

  
     “São pessoas de bem e bons profissionais”, escreveu o médico e Deputado Estadual Carlos Mosconi (PSDB-MG) no Facebook, no último dia 07 de fevereiro, sobre seus colegas de profissão: - Celso Scafi, Cláudio Fernandes e Sérgio Gaspar.
     Na mesma data em que ele postou a mensagem os três foram condenados à prisão pela Justiça de Minas Gerais.
     Os médicos Retiraram os Órgãos de um MENINO de 10 anos quando ELE AINDA ESTAVA VIVO, em Poços de Caldas (MG), em abril de 2000.
     Segundo a Justiça Mineira, a intenção dos RÉUS era VENDER RINS e CÓRNEAS do GAROTO, em mais uma ação da “MÁFIA dos TRANSPLANTES”.
     A solidariedade do Deputado em seu perfil na Rede Social é só mais um indício da estreita ligação entre ele e os condenados.
     Mas somente agora, após 14 anos da divulgação do caso, a relação poderá ser esclarecida.
     Além de determinar a pena dos colegas de Mosconi, a sentença do JUIZ da 1ª Vara Criminal de Poços de Caldas, Narciso Alvarenga Monteiro de Castro, determina que o deputado seja investigado o mais rápido possível por suas “supostas atividades ilícitas” ao lado dos réus.
     O escândalo foi divulgado por Carta Capital em três reportagens.
     Outro médico também citado nos processos, o NEFROLOGISTA, Álvaro Ianhez, será levado a Júri no próximo dia 31 de julho.
     Há 14 anos, o Menino Paulo Veronesi Pavesi, de 10 anos, deu entrada no HOSPITAL PEDRO SANCHES, em Poços de Caldas, depois de cair de uma altura de 10 metros no playground de seu prédio.
     O Garoto ESTAVA CONSCIENTE e CONVERSAVA, mas apresentava TRAUMATISMO CRANIANO e teve que passar por UMA CIRURGIA.
     No dia seguinte, o pai da criança, Paulo Pavesi, foi informado da MORTE do FILHO e da possibilidade de DOAR os ÓRGÃOS. ELE AUTORIZOU a RETIRADA.
     Algum tempo depois, Paulo Pavesi recebeu uma conta de R$ 11 mil do hospital.
     A cobrança incluía, entre outras coisas, OS GASTOS COM o TRANSPLANTE FEITO no GAROTO.




Observações do escriba:



     1ª - Aqui em Sergipe, sobre a proteção dos PETRALHAS, tal prática parece já estar em uso. Você doa o ÓRGÃO ou mesmo o seu SANGUE e você depois paga a conta pela “DOAÇÃO”.

     2ª - A “tríade” HUSE, HEMOSE e HOSPITAL de CIRURGIA fazem a festa. Observem as INSISTENTES e “BENEFICENTES” propagandas para a DOAÇÃO de ÓRGÃOS e de SANGUE, do tipo “DOAR é um ato de AMOR”.  

     3ª - Sempre existe uma SECOM para prestar “esclarecimentos” ao público enganado e imbecilizado.  


     INTRIGADO, ele resolveu Pesquisar e Descobriu que a Operação para Retirada de ÓRGÃOS é feita com Recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) e, portanto, Não pode ser Cobrada.
     O pai denunciou o Hospital, então, ao programa Fantástico, da TV Globo. A reportagem levou o então Ministro da Saúde José Serra (PSDB-SP) a pedir uma Auditoria na Unidade.

    

     Observação do escriba: - O então Ministro da Saúde (em 2000) “José Ribamar Serra” parece entender de ECONOMIA. Mas, há quem diga que ele formou-se em MEDICINA no Chile, quando estava foragido do Regime Militar do Brasil (em 1964). A quase inútil OMS poderá verificar tal informação. Pois, se depender do CORPORATIVISTA Conselho Federal de MERDICINA, nada será apurado.  

    

     O que se descobriu foi que a Irregularidade era apenas Parte de um Esquema de VENDA de ÓRGÃOS Gerenciada por uma Central Clandestina, a MG Sul TRANSPLANTES.
     A Central estava registrada como uma ONG e usava um nome similar ao do órgão estadual responsável por este tipo de procedimento, a MG TRANSPLANTE.
     O Menino Paulinho foi atendido pelo médico NEFROLOGISTA Álvaro Ianhez, Coordenador do Setor de TRANSPLANTES do Hospital e, ao mesmo tempo, um dos Fundadores da ONG MG Sul TRANSPLANTES.
     Com a ajuda de Celso Scafi, Cláudio Fernandes e Sérgio Gaspar, Álvaro Ianhez DECRETOU a MORTE ENCEFÁLICA do Garoto quando ELE AINDA ESTAVA SEDADO.
     O ÚNICO EXAME feito pela EQUIPE, contudo, ATESTOU QUE NÃO HAVIA MORTE CEREBRAL.
    

     Observação do escriba: - A MÁFIA BRANCA habitualmente trabalha em EQUIPE. Mas, pode ser em GRUPO ou em QUADRILHA. Entendem?



     Nada disso impediu que os médicos prosseguissem com a RETIRADA dos ÓRGÃOS.
     A reportagem de Carta Capital teve acesso à integra da SENTENÇA do JUIZ Narciso Alvarenga.
     De acordo com o MAGISTRADO, as Investigações revelaram outros OITO CASOS SEMELHANTES.
     “Tudo corria bem, achavam que era mais um paciente pobre, de família com baixa instrução, e ainda era feriado”.  
     “Até que tentaram cobrar também pelo TRANSPLANTE, a ganância foi muita. A partir daí se descobriu um verdadeiro FILME de HORROR”, resumiu Alvarenga.
     E foi a Apuração dessas Denúncias que colocou em Evidência o nome do Deputado Carlos Mosconi.
     Na última sentença, ele é citado 70 vezes. Entre os Indícios Apontados pelo JUIZ do que seria sua participação no esquema, estão provas, que mostram que o “TUCANO” é um dos fundadores da MG Sul TRANSPLANTES, a ONG Clandestina apontada como a AGENCIADORA dos ÓRGÃOS.
     “Os órgãos não foram distribuídos pela CNCDO (Central de Notificação e Captação de Órgãos), a MG TRANSPLANTES, e sim pela central clandestina MG Sul TRANSPLANTES, Coordenada por Álvaro Ianhez e Idealizada por Carlos Mosconi”, conclui o juiz na sentença.
     A prova de que ambos foram os criadores da instituição é um texto no Jornal Brasileiro dos TRANSPLANTES, que noticia a fundação da ONG.
     O documento que FORMALIZA a CRIAÇÃO e foi Publicado pelo Jornal é assinado por Mosconi e alguns dos médicos condenados, como Celso Scafi e Cláudio Rogério.
     “Tal entidade manipulava uma LISTA PRÓPRIA de RECEPTORES, interestadual, juntamente com outra entidade, a PRO RIM”.
     Ainda segundo o texto judicial a PRO RIM era dirigida por Lourival Batista, conhecido por ser O PRIMEIRO TRANSPLANTADO de Poços de Caldas.
     E quem fez a Cirurgia em Lourival Batista? Justamente Carlos Mosconi.
    

      Observação do escriba: - Não confundir o LOURIVAL BATISTA de Poços de Caldas, com o LOURIVAL BATISTA de “Sergipe”. A EMENDA poderá sair pior do que o SONETO. Há quem afirme.      



     “A PRO RIM Gerenciava uma Lista Própria de Receptores de ÓRGÃOS. Sendo que a lei fala que tem que ser uma Lista Única, municipal, estadual ou nacional. Essa lista era interestadual, e tinha pacientes de cidades vizinhas, no estado de são Paulo. São irregularidades e ilegalidades sérias”, explica o JUIZ.
     O pedido de investigação do TUCANO também se baseia em um depoimento do pai do menino Paulinho.
     No último mês de junho, a Justiça Brasileira solicitou que Paulo Pavesi fosse ouvido por Autoridades Inglesas, pois o Gerente de Sistemas (Paulo Pavesi) vive hoje em LONDRES sob Proteção Policial, APÓS RECEBER AMEAÇAS.
     “As Investigações feitas por Autoridades Brasileiras descobriram DEZENAS de CRIMES, em diversos casos semelhantes ao do meu filho.
     Em geral, os pacientes tiveram seus tratamentos terapêuticos suspensos ou negligenciados PROPOSITALMENTE e foram EMPURRADOS para a MORTE a fim de Fornecer ÓRGÃOS para TRANSPLANTES.
    

     Observação do escriba: - Se os TUCANOS do PSDB eram tão malvados, os ABUTRES do PT são piores ainda.



     O NEFROLOGISTA Álvaro Ianhez criou uma rede de Captação e Distribuição de ÓRGÃOS completamente Clandestina, com o auxílio e proteção política de Carlos Mosconi. (...).
    
     Observação do escriba: - Um MIJÃO + Outro MIJÃO = DOIS MIJÕES. Dois MIJÕES juntos podem cometer uma “boa MIJADA”. Entendem?



      Carlos Mosconi possui o controle político da cidade. “Ele Comanda a Polícia, o Ministério Público, os órgãos de fiscalização municipal e até estadual”, afirmou Pavesi, em depoimento às Autoridades Inglesas.
     O deputado TUCANO teria usado, por exemplo, sua influência para DESAPARECER com PROVAS.
     O Delegado Célio Jacinto, responsável pelas investigações da POLÍCIA FEDERAL, revelou na época a existência de uma Carta do Parlamentar na qual ele solicita ao amigo NEFROLOGISTA Álvaro Ianhez o fornecimento de um RIM para atender ao pedido do Prefeito de Campanha (MG).
     A Carta, segundo o Delegado, foi apreendida entre os documentos do NEFROLOGISTA Álvaro Ianhez, mas Desapareceu Misteriosamente do Inquérito sob custódia do Ministério Público Estadual de Minas Gerais.
     Episódios como este levaram a Justiça e o Ministério Público a classificarem o Esquema como uma “MÁFIA”.  
     Cerca de dois anos depois da morte do menino Paulinho, o Diretor da Santa Casa de Misericórdia de Poços de Caldas, Claudio Marcondes, foi encontrado MORTO dentro do próprio carro com um TIRO na BOCA.
     Com base em depoimentos que constam nos autos, o JUIZ afirma que Claudio Marcondes teria Gravações de Conversas Comprometedoras dos Médicos Envolvidos no TRÁFICO de ÓRGÃOS.
     A ARMA encontrada no local nunca foi PERICIADA e SUMIU. Além disso, AS MÃOS de Cláudio Marcondes foram LAVADAS, RASPADAS e ENFAIXADAS, o que impossibilitou qualquer exame para saber SE FOI ELE MESMO QUEM ATIROU CONTA SI PRÓPRIO.
    

     Observação do escriba: - O que aparentemente pode ter sido um SUICÍDIO, pode na realidade ter sido um HOMICÍDIO.


     Segundo a Justiça, o carro da vítima ainda foi lavado duas vezes por Sérgio Roberto Lopes. Ex-PM, “Serjão” fecha o círculo em torno de Carlos Mosconi.
     Segundo o JUIZ Narciso Alvarenga, Sérgio Roberto Lopes era advogado da Santa Casa de Misericórdia e foi levado para a política pelo deputado TUCANO.
     Ele seria ainda o responsável pelo Estatuto da PRO RIM, a entidade parceira da MG Sul TRANSPLANTES.
     A sentença ainda alerta para a possibilidade de que o deputado esteja por trás de outros negócios escusos.
     Uma das Maiores Fornecedoras de Equipamentos Hospitalares da Santa Casa de Poços de Caldas é a empresa Mantiqueira Distribuidora de Produtos Hospitalares.
     A companhia está registrada nos nomes dos filhos de Carlos Mosconi, mas ele seria o dono.
     O deputado destinaria “EMENDAS” ou RECURSOS para o hospital que, por sua vez, usaria a Verba para comprar equipamentos da Mantiqueira.
     Se for mesmo investigado, Carlos Mosconi terá de conciliar sua defesa com mais uma campanha eleitoral. Ele é candidato a deputado federal pelo PSDB.



OUTRO LADO.




     Os advogados de todos os acusados citados na reportagem negam que a MG Sul TRANSPLANTES tenha sido uma Central Clandestina.
     Eles se baseiam em uma decisão da Justiça Federal que desmente a existência tanto da “MÁFIA” como afirma ainda que a ONG estivesse regularizada nos devidos órgãos.
     Em entrevista à reportagem, o Deputado Estadual Carlos Mosconi também afirmou que nunca participou de nenhum ESQUEMA de TRÁFICO de ÓRGÃOS.
     Na opinião dele, os médicos estão sendo injustiçados. “Eu não tenho nenhum envolvimento nessa história. Tem uma denúncia caluniosa feita pelo pai da criança, pelo Paulo Pavesi, que sempre teve um grande ódio em relação a minha pessoa”, afirma.
     Ele explica que entrou com Várias Representações na Justiça contra o JUIZ Narciso Alvarenga Monteiro de Castro por conta de sua atuação e classifica as denúncias como “políticas”, ao citar que o caso também foi divulgado em blog do PT (PETRALHAS).
     Sobre as denúncias relacionadas à Empresa Mantiqueira, o TUCANO confirma que a companhia é de um de seus filhos, mas diz que não sabe com quais hospitais ele tem negócios. “Vendem para o Brasil inteiro. Meu filho é empresário”, se defende.
     Ele garante, no entanto, que na época em que a Santa Casa recebeu um Empréstimo para Quitar Dívidas, a Empresa Mantiqueira não tinha negócios com a Unidade de Saúde.
     O DEFENSOR do NEFROLOGISTA Álvaro Ianhez, Leonardo Bandeira, nega que ele tenha participado, tanto do DIAGNÓSTICO como do TRANSPLANTE do menino Paulinho.
     Leonardo Bandeira também defende o médico João Alberto Góes, que é RÉU em outros casos relacionados à suposta MÁFIA, mas critica a SENTENÇA do JUIZ por afirmar a existência do ESQUEMA de TRÁFICO de ÓRGÃOS.
     O ADVOGADO dos médicos Celso Scafi e Cláudio Fernandes, José Arthur Kalil, desmente a informação de que A CRIANÇA NÃO TERIA MORTE CEREBRAL.
     SEGUNDO ELE, o EXAME confirmou que A CRIANÇA TEVE MORTE ENCEFÁLICA. Ele ainda explica que seus clientes fizeram TODOS os EXAMES.


      
Observações do escriba:


     1ª – TODOS os EXAMES. Mas, QUAIS EXAMES?


     2ª - RIM melhor quem RIM por último. PRO RIM melhor quem PRO RIM por último. Ou, RI melhor quem RI por último. Para TRAFICANTES não faz nenhuma diferença.








3ª versão.



TRÁFICO de ÓRGÃOS no Brasil. É SEGURO DOAR ÓRGÃOS no Brasil?



     Segunda-feira, 18 de setembro de 2017. Postado por Paulo Pavesi às 05h58min.



A PERSEGUIÇÃO ao JUIZ de POÇOS de CALDAS.


    
     A matéria foi publicada em agosto deste ano e pode ser lida na íntegra CLICANDO AQUI. Mas destaco o trecho relacionado ao JUIZ NARCISO ALVARENGA MONTEIRO de CASTRO.



     “Foto: - Juiz Narciso Alvarenga Monteiro de Castro. Um dos
mais honestos do TJMG, ameaçado pela MÁFIA  de TRÁFICO de ÓRGÃOS.



    
Vida sem sossego ao combater o CRIME ORGANIZADO.



     Em DUAS DÉCADAS atuando como JUIZ, Narciso Alvarenga Monteiro de Castro já recebeu inúmeras ameaças.
     O que não sabia era que a rotina dele e da família seria totalmente alterada após desengavetar o PROCESSO da suposta atuação de uma MÁFIA de TRANSPLANTES de ÓRGÃOS em Poços de Caldas, no Sul de Minas.
     Profissionais influentes da cidade estavam na MIRA da JUSTIÇA. Havia indícios da RETIRADA de ÓRGÃOS de PACIENTES MORTOS sem AUTORIZAÇÃO PRÉVIA. Os crimes chocaram a população.
     Ao retomar o caso, o JUIZ Castro começou a sofrer intimidações e viveu escoltado de 2011 a 2015.
     “Quem trabalha em algum momento para combater o CRIME ORGANIZADO, como eu fiz, nunca mais tem sossego. Não dá para desligar nunca. Eles fazem questão de se mostrar presentes para que eu nunca mais me esqueça que estão por perto”, relata.



ABANDONO.



     O JUIZ não fala mais sobre o PROCESSO, que já está encerrado. Mas se lembra bem como a rotina da família mudou. Policiais armados acompanhavam Castro o tempo todo.
     Ele parou de sair e abandonou as atividades que mais gostava, como jogar futebol e visitar amigos e familiares.



FAMÍLIA.



     Além de dois filhos menores, a família tinha um bebê na época. “A escolta era só para mim. Quando eu saía para trabalhar, minha esposa e meus filhos ficavam sob risco em casa”, conta.
     “Recebemos ameaças todos os dias. Umas mais graves, outras menos. Mas o objetivo delas é sempre o mesmo: - Que você deixe o PROCESSO em que está trabalhando. Tomo cuidados, mas sigo meu trabalho de forma tranqüila”. (JUIZ Narciso Alvarenga).
     BANDIDOS deixavam bilhetes debaixo da porta da residência e até abordavam a mulher do JUIZ, batendo no vidro do carro dela.
     “Passavam recados. Até em uma viagem ao exterior tivemos situações de alerta”.
     Com tanta pressão, ele desenvolveu Estresse Pós-Traumático e foi obrigado a buscar tratamento. “Ninguém sai da mesma forma quando passa por isso”.
     Muito bem! A pessoa que ameaçou o JUIZ e ainda o ameaça veladamente é CARLOS MOSCONI.
     O mesmo que mandou executar o Administrador do Hospital da Santa Casa em Poços de Caldas, cujas investigações apontam para Mosconi, e mesmo assim foram arquivadas.
     O Ministério Público reconhece que Carlão (como era conhecido) foi ASSASSINADO pela MÁFIA do TRÁFICO de ÓRGÃOS, e mesmo assim pediu o arquivamento.
     Atualmente sou eu que tenho ameaçado JUÍZES. Mas ao contrário dos casos reportados pelo “Hoje em Dia”, as minhas ameaças são para que eles trabalhem.
     O PROCESSO do meu filho está parado na 1ª Câmara Criminal de Poços de Caldas, onde atuou o JUIZ Narciso Alvarenga.
     Depois que ele saiu, Carlos Mosconi escolheu o JUIZ que está na ativa, e este JUIZ está simplesmente IMPEDINDO o ANDAMENTO do PROCESSO. Se eu fosse ele, não deixaria PRESCREVER.
     Carlos Mosconi é um sujeito SUJO e PERIGOSO, com poder econômico e político.  
     Ele precisa ser EXECUTADO antes que mais pessoas tenham as vidas destruídas por ele.  
     Infelizmente, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, é comandado por Carlos Mosconi (ex-assessor especial de Aécio Neves).
     Atualmente Carlos Mosconi é Secretário de Saúde de Poços de Caldas aonde vem cometendo diversos crimes. O último foi a contratação fraudulenta de um serviço de saúde, SEM LICITAÇÃO.


     “Foto: - Carlos Mosconi, velho e gordo, chefe da MÁFIA de TRÁFICO de ÓRGÃOS ao lado do prefeito Sérgio, de Poços de Caldas.
Sergio se elegeu prefeito com o compromisso de entregar a Carlos Mosconi a Secretaria de Saúde do Município”.


    
Observações do escriba:


    
     1ª – Os TUCANOS pertencem ao Reino Animalia, ao Filo Chordata, à Classe das Aves, à Ordem Piciformes, à Família Ramphastidae, tendo cinco Gêneros e 48 Espécies.

     2ª – O velho, gordo, médico, mafioso e mijão Carlos Mosconi é um TUCANO quadrúpede. Ou seja, tem duas patas na parte inferior e duas perigosas patas na parte superior. Com as duas patas superiores ele manipula pessoas, bisturis e revólveres. É um extirpador contumaz de RIM de criancinhas VIVAS e mortas. Extirpa RIM RINDO. E RINDO extirpa RIM.

     3ª – Por enquanto não lhe pesa acusações de pertencer a alguma “MÁFIA CLANDESTINA de ABORTOS”. Sendo MAFIOSO, já deve ter recebido vários convites para integrar diversas “MÁFIAS de ABORTOS” de São Paulo e de Minas Gerais. Porém, não aceitou nenhum convite.

     4ª – A explicação angelical do Médico Monstro é uma só. Sou religioso. Tanto que, trabalho para a SANTA CASA da MISERICÓRDIA... Na respeitável CASA onde trabalhei e onde ainda trabalho sou SANTO, e, também sou MISERICORDIOSO. Há quem acredite na história do MIJÃO...  

     5ª – Para executar um TUCANO lentamente, basta um poderoso ataque dos necrófagos ABUTRES. É ataque e queda. A necrofagia deve ser feita cirurgicamente, friamente e lentamente. Comecem pela jugular. Depois, biquem os olhos...  

     6ª – Tais informações, constantemente estão sendo repassadas via FAX SOLAR, para os delicados BEIJA-FLORES. Afinal, eles, apenas eles, terão de decidir se, no Planeta Terra, o ABORTO é um assunto da CIÊNCIA ou um assunto RELIGIOSO.  

     7ª – Extirpar RIM de criancinhas VIVAS, no Planeta Terra, é assunto de mafiosos TUCANOS e de agressivos ABUTRES. A população do sul de Minas Gerais já sabe disso.  

    



4ª versão.



ESTOU de VOLTA!



     Sexta-feira, 17 de março de 2017. Postado por Paulo Pavesi às 15h:54min.



     Sim caros amigos. O blog está de volta. Depois de um período de turbulência, eu havia decidido retirar o blog do ar.
    
     Mas o CRIME ORGANIZADO e esta MÁFIA do TRÁFICO de ÓRGÃOS não me deixaram ficar muito tempo afastado.


     “Foto: - Os textos estão todos aqui, e preciso reconfigurar alguns links para vídeos, já que eu também havia removido o meu canal do YOUTUBE. Enfim, aos poucos o blog voltará como era antes”.



     Eu estou separado agora da Érika Bento Gonçalves devido às pressões da MÁFIA.
     A Érika Bento Gonçalves é da família que domina o Jogo do Bicho em Poços de Caldas, e que recebe apoio de Carlos Mosconi para poder continuar funcionando.
    Todos sabem os que acompanham este blog, que Carlos Mosconi detém poderes sobre a POLÍCIA e o MINISTÉRIO PÚBLICO local.
     O Jogo do Bicho paga propinas para Policiais e Promotores e ainda financia as campanhas políticas de Carlos Mosconi em troca de proteção. São unidos pela sujeira.
     Carlos Mosconi exigiu que a família Bento Gonçalves pressionasse a Érika.
     A tarefa foi executada por Gisela Bento Gonçalves (irmã de Érika) e o filho de Érika, Marcelo, e o resultado foi a minha separação.
     A partir de agora, estou mais livre para contar tudo o que se passa neste MUNDO do CRIME.
     Um MUNDO SUJO onde o DINHEIRO é mais importante do que qualquer coisa.
     Amanhã estarei publicando um texto em resposta a um ataque que está sendo feito pelo Luis Nassif.
     Vocês sabem que ele é amigo de Carlos Mosconi, e, como todos ligados ao Carlos Mosconi, não passa de mais um fantoche.
     Luis Nassif resolveu me atacar e atacar ao juiz do caso Pavesi. O texto foi escrito após a minha separação, o que significa para mim que se trata de uma ação programada destes vagabundos.
     Mas terei o prazer de demonstrar - mais uma vez - que estão mentindo novamente.
     Luis Nassif perdeu o patrocínio dos PETISTAS e está desesperado por DINHEIRO.
     Deve ter recebido uma grana boa para escrever as bobagens. Eu, no meu melhor estilo, responderei de graça.
     Abraços a todos. E vamos em frente! A vida não para.




Observações do escriba:



     1ª - Na internet estão disponíveis dezenas de Vídeos realizados pelo Pai de Paulo Veronesi Pavesi, carinhosamente chamado de Paulinho, uma criança de 10 anos de idade, que após um acidente em sua residência, supostamente sofreu um Traumatismo Craniano. Não sabemos se o suposto TCE foi do tipo aberto ou do tipo fechado, nem quais os exames que foram realizados na criança.

     2ª - O acidente aconteceu em um feriado no mês de abril de 2000. Após o acidente, e, após a suposta cirurgia, a criança veio a “falecer”. Informado sobre a “morte” do filho, e atendendo ao pedido de médicos, o pai autorizou a Remoção dos Órgãos do próprio filho para que fossem doados à outras pessoas necessitadas.

     3ª – Passadas algumas semanas, o senhor Paulo Pavesi (pai da criança), recebe em sua residência uma conta procedente do Hospital, no valor de R$ 11.000,00 pelo tratamento realizado, inclusive fazendo cobrança pelo TRANSPLANTE de ÓRGÃOS (Rins e Córneas).

     4ª – Surpreso pela inusitada cobrança, o senhor Paulo Pavesi começa a investigar o que realmente aconteceu com o seu filho NO HOSPITAL.

     5ª - Aos poucos, o pai vai descobrindo que na verdade o seu filho foi atendido por uma QUADRILHA de Médicos especializados em ganhar dinheiro fácil com TRANSPLANTES de ÓRGÃOS, tendo a chefiá-los um Al Capone moderno, o NEFROLOGISTA e político tucano Carlos Mosconi.

     6ª – O pai da criança chega a afirmar, após exaustivas pesquisas, que o seu filho foi sedado (anestesiado), e, sem comprovação científica de MORTE ENCEFÁLICA, os “benevolentes” médicos decidiram extirpar os Rins e as Córneas da criança, provavelmente ainda viva.  

     7ª – Ao invés de tentar salvar a vida da criança fazendo a cirurgia corretamente, sedam a criança, afirmam que a criança já morreu, e pedem ao pai a autorização para doar os ÓRGÃOS do filho. O pai, sem saber exatamente o que estava ocorrendo “DENTRO do CENTRO CIRÚRGICO”, autoriza a DOAÇÃO dos ÓRGÃOS da criança.

     8ª – “Doar ÓRGÃO é um ATO de AMOR”, é mais uma falácia do Complexo Industrial Médico Hospitalar, cujo objetivo é enriquecer ainda mais o bilionário COMPLEXO e, encher os bolsos de dinheiro de alguns médicos totalmente inescrupulosos.

     9ª – No caso do garoto Paulinho, se ele ainda estava vivo no exato momento da autorização do pai, os médicos transmitiram uma CRIMINOSA mentira, e, portanto, cometeram um CRIME HEDIONDO. Um CRIME de tal magnitude, nada mais é do que um ASSASSINATO frio contra uma criança completamente indefesa, e, por conseguinte, um CRIME IMPRESCRITÍVEL. O caso deve ser reaberto, e todos os médicos envolvidos devem ir a JÚRI POPULAR.

     10ª – Todos, ou quase todos os Vídeos, estão sendo gravados em Londres, para que a QUADRILHA de Médicos e outros envolvidos, não possam também ASSASSINAR o pai de Paulinho.  

     11ª – Que o caso relatado sirva de alerta para todas as mães e pais do Brasil.        

        
     A luta contra a debilitante POLIOMIELITE (paralisia infantil) continua, e a luta a favor da inofensiva AUTO-HEMOTERAPIA, também continua.
      Se DEUS nos permitir voltaremos outro dia ou a qualquer momento. Boa leitura, boa saúde, pensamentos positivos e BOM DIA.
     ARACAJU, capital do Estado de SERGIPE, localizado no BRASIL, Ex-PAÍS dos fumantes de CIGARROS e futuro “PAÍS dos supostos ESQUIZOFRÊNICOS MACONHEIROS”. Quarta-feira, 29 de agosto de 2018.




                  
            Jorge Martins Cardoso – Médico – CREMESE – 573.




     Fontes: (1) – INTERNET. (2) – GOOGLE. (3) – Wikipédia. (4) – OUTRAS FONTES.

jorge martins
Enviado por jorge martins em 29/08/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras