Jorge Martins Cardoso

 

Um eterno aprendiz



Textos

A LIBERDADE... A VONTADE... "IGREJAS EVANGÉLICAS BRASILEIRAS estão envolvidas com o NARCOTRÁFICO?" - (da 11ª à 16ª parte).





A LIBERDADE... A VONTADE... “IGREJAS EVANGÉLICAS BRASILEIRAS estão envolvidas com o NARCOTRÁFICO?” – (da 11ª à 16ª parte).






11ª parte.




ESCÂNDALO da NOSSA CAIXA.



     Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.



      O Escândalo da Nossa Caixa foi o apelido de um suposto esquema de favorecimento do banco estatal Nossa Caixa, até então o terceiro maior banco público do país, na distribuição de algumas verbas públicas em favor de deputados ligados à base aliada durante o governo de Geraldo Alckmin em São Paulo.



DENÚNCIA.



     Em 2005 o Ministério Público do Estado de São Paulo recebeu denúncia anônima sobre irregularidades nas verbas de publicidade do banco Nossa Caixa, onde por um tempo de um ano e seis meses operou com contratos vencidos com duas agencias de publicidade, a Colucci & Associados Propaganda Ltda. e a Full Jazz Comunicação e Propaganda Ltda., no valor de R$ 28 milhões.
     A denúncia acabou por dar início a uma sindicância interna no banco, sob ordens de Carlos Eduardo Monteiro, então presidente da Nossa Caixa, para investigar o erro administrativo.
     Em uma circular para a diretoria do banco, Carlos Monteiro informa que em 29 de junho de 2005 foi procurado por Jaime de Castro Júnior, então gerente de marketing da Nossa Caixa, que lhe informou de falhas na prorrogação dos contratos em tempo hábil por conta da burocracia legal.
     O resultado foi o afastamento de Castro e de uma funcionária e a convocação de um novo edital no valor de R$ 40 milhões.
     O banco após a conclusão da sindicância e o afastamento dos responsáveis, enviou o resultado da sindicância ao Tribunal de Contas Estadual.
     O banco ainda teria reclamado da politização do assunto no momento.
     A denúncia passou a ganhar caráter político após a obtenção de documentos pela Folha de S. Paulo, onde havia indícios que o governo do estado havia interferido no Banco Nossa Caixa em favor de deputados aliados ao governo na Assembleia Legislativa Paulista.
     As verbas eram direcionadas principalmente para financiar anúncios em revistas e jornais dos aliados, como a rede de televisão Rede Vida e a revista Primeira Leitura.
     A responsabilidade destes contratos recai sobre Jaime de Castro Júnior, o ex-gerente de marketing do banco.
     Alguns dos deputados beneficiados pela destinação irregular das verbas teriam sido: - Wagner Salustiano (PSDB), Geraldo "Bispo Gê" Tenuta (PTB), Afanázio Jazadji (PFL), Vaz de Lima (PSDB) e Edson Ferrarini (PTB).
     Com a Quebra do Sigilo da Correspondência de Jaime de Castro Júnior, foi revelado que os pedidos de beneficio haviam partido de Roger Ferreira, então assessor-chefe de comunicação de Geraldo Alckmin, e também assessor da presidência da Nossa Caixa.
     Geraldo Alckmin exonerou Roger Ferreira após as denúncias, e Roger afirmou que "a comunicação da Nossa Caixa é de inteira responsabilidade da Nossa Caixa".
     O então deputado da oposição, Renato Simões, do PT, e seus aliados políticos passaram a insistir em uma CPI, mas falharam depois de rejeição por parte da câmara de deputados estaduais do pedido de abertura da CPI feito por Enio Tatto, do PT, e a convocação de quatro pessoas suspeitas de envolvimentos nas fraudes do banco, entre elas Roger Ferreira, pois consideraram a demanda eleitoreira.
     A oposição por sua vez disse haver uma "operação abafa" no caso. Alckmin, então pré-candidato do PSDB a Presidência da República para as eleições de 2006, declarou na ocasião: "Nenhum problema que a Assembleia investigue, chame as pessoas, abra CPI. O governo é absolutamente transparente".
     Em dezembro de 2005, o PT tentou impugnar no Supremo a norma que dificulta a criação de comissões de investigação na Assembleia, também sem sucesso na época, apesar de que, em meados de 2007, já durante o governo de José Serra, conseguiu a aprovação da anulação de alguns dispositivos do Regimento Interno da Assembleia Legislativa paulista, que dificultavam a criação de CPIs.




A DEFESA de ALCKMIN.



     Alckmin declarou que "O governo é absolutamente transparente" e que não se opunha às investigações.
     Em entrevista, o ex-governador Geraldo Alckmin declarou que os R$ 43 milhões gastos com publicidade sem amparo legal seriam um "erro formal".
     A denúncia também foi tida como eleitoreira pela revista Época, devido à sincronia do anúncio da Candidatura de Alckmin para a Presidência e a pressa do PT, seu concorrente político, em abrir uma CPI.



REPERCUSSÕES no BANCO NOSSA CAIXA.



     Em 07 de abril de 2006, o PT paulista pediu o afastamento do presidente do banco Nossa Caixa, Carlos Eduardo Monteiro, por Improbidade Administrativa, protocolando representação na Procuradoria Geral do Estado.
     Monteiro, além das suspeitas de beneficiar empresas de mídia pertencentes aos integrantes da base aliada (PSDB-PFL), também era suspeito de participar no desvio de verbas em doação ao programa das Padarias Artesanais do Fundo de Solidariedade do Estado de São Paulo.


     Observação do escriba: - Na Wikipédia estão disponíveis dez referências sobre o tema.



Categorias:


Nossa Caixa.
Escândalos Políticos no Brasil.
Escândalos de Corrupção no Brasil.


     Esta página foi editada pela última vez às 19h34min de 1º de julho de 2017.





12ª parte.




DEPUTADO BRASILEIRO MANIFESTA APOIO a GUERRILHEIRO das FARC.



     Origem: - Wikinotícias, a fonte de notícias livre. - 04 de agosto de 2008.



     O deputado brasileiro pelo PARTIDO dos TRABALHADORES, RENATO SIMÕES, manifesta publicamente em sua página web o apoio ao Guerrilheiro das FARC conhecido como "El Cura Camilo" ou "Padre Olivério Medina".
     A página, datada de 13 de setembro de 2005, época em que estava se decidindo a Extradição para a Colômbia de Olivério Medina, preso pela Polícia Federal Brasileira.
     O manifesto publicado na página do Deputado questiona a qualificação de Terrorista para Medina, ao mesmo tempo em que o trata como vítima, com risco de vida, e que por causa disso não poderia ser extraditado para a Colômbia.




LISTA de APOIADORES ao LÍDER das FARC que VIVE no BRASIL.

    

     Uma extensa lista de apoiadores formada por políticos do PARTIDO dos TRABALHADORES e do PARTIDO COMUNISTA do BRASIL, além de ONGS e Lideranças Estudantis, Sindicais e Integrantes da IGREJA CATÓLICA aparece na página do deputado Renato Simões.

    A lista segue abaixo:


     Anita Leocadia Prestes, Dom Moacir Guechi Bispo de Rondônia, Ligya Prestes, Luiz Francisco Ferandes de Souza, Procurador Paulo Guimarães Aldo Lins e Silva - Conselheiro da República.


     Observação do escriba: - Anita Leocadia Prestes é filha de Luiz Carlos Prestes, um dos mais destaques Comunistas do Brasil, o líder da Revolta Comunista no Brasil em 1935.





PARLAMENTARES FEDERAIS.



     Tarciso Zimmermann - Deputado Federal (PT-RS), Adão Preto - Deputado Federal (PT-RS), Luciano Zica - Deputado Federal (PT-SP), Iriny Lopes - Deputado Federal (PT-ES), Claudio Vignatti - Deputado Federal (PT-SC), Maninha - Deputada Federal (PT-DF), Mauro Passos - Deputado Federal (PT-SC), Iara Bernardi - Deputada Federal (PT-SP), Ricardo Berzoini - Deputado Federal (PT-SP), Maria do Rosário - Deputada Federal (PT-RS), Zaire Resende - ex-Deputado Federal (PMDB), Ivan Valente - Deputado Federal (PT-SP).




PARLAMENTARES ESTADUAIS.



     Vanio dos Santos - Deputado Estadual - PT-SC, Dionísio Marcon - Deputado Estadual - PT-RS, Frei Sergio - Deputado Estadual - PT-RS, Jussara Cony - Deputada Estadual – Pc do B -RS, Paulo Tadeu - Deputado Distrital - PT-DF, Chico Vigilante - Deputado Distrital - PT-DF, Chico Floresta - Deputado Distrital - PT-DF, Arlete Sampaio Deputada Distrital - PT-DF, Érika Kokay - Deputada Distrital - PT-DF, Renato Simões – Deputado Estadual – PT-SP.




PARLAMENTARES MUNICIPAIS.



     Albertão Vereador de Guarulhos PT - SP, Leopoldo Paulino Vereador de Riberão Preto SP – PSB - SP, Raul Carrion Vereador de Porto Alegre RS - Pc do B – RS, Manuela Dávilla Vereadora de Porto Alegre - RS – Pc do B – RS, Dr. Ricardo Rui Vereador de Guarulhos São Paulo – PPS, Alencar – Vereador - Guarulhos – SP – PT, José Carlos Dalan – Vereador – Guarulhos – SP – PT, Auriel Brito Leal – Vereador – Guarulhos – SP – PT, Jonas Dias – Vereador - Guarulhos- SP - PT, Erô Chouery – Vereadora – Guarulhos - SP- PT, Professor Macedo – Vereador – Guarulhos – SP – PT, Luiza Cordeiro – Vereadora – Guarulhos – SP – Pc do B.



MOVIMENTO ESTUDANTIL.



     Patrícia Cristina Cunha, Vice-Presidente da UNE – Minas, Leandro Borges Reis Cerqueira Diretor de Esportes da UNE, Sarah de Roure – UNE – DF,  Federação Brasileira dos Estudantes de Agronomia Murillo Miguel N. da Silva - DCE - UCB (Universidade Católica de Brasília), Juventude Avançando, Estevão Toffoli Rodrigues - DA Medicina - UFU Nilton Pereira Junior, DA Medicina - UFU – DCE -UFRGS (Diretório Cental dos Estudantes da UFRGS) Centro Acadêmico de História FAG - Guarulhos São Paulo Marcílio Rodrigues Lucas, DCE da UFU Erivaldo Loureiro Santos, DCE UNIMINAS André de Queiroz, Economia UJS (União da Juventude Socialista).



MOVIMENTO SINDICAL.



     Jacy Afonso Tesoureiro CUT – Nacional, Afonso Magalhães Executiva CUT DF, Geraldo Cardoso da Silva - ADCAE DF, Washington Luis Dourado Gómez - Sindicato dos Professores DF, José D. Junior - Sindicato dos Trabalhadores Urbanitarios – DF, Arlindo Pereira Dias - AMASBC SP, Debora de Albuquerque Souza - CUT-PR, João Luis Batista, - SINDISEP e CUT Associação de Praças do Estado de Santa Catarina APRASC Coordenação Estadual de Lutas CONLUTAS-SC, Trajano Jardim, Federação dos Aposentados de Brasília FAP-DF, Raimundo Carvalho, Associação dos Aposentados de Brasília SINTE/REGIONAL FLORIANÓPOLIS (Sindicato dos Trabalhadores em Educação).




ENTIDADES da SOCIEDADE CIVIL.



     Comitê Catarinense de Solidariedade ao Povo Palestino, Coletivo Pensamento Radical CPR-SC, Maria das Graças Silva, Centro de Estudos da América Latina CELA, Maria Auxiliadora César, NESCUBA (Núcleo de Estudos Cubanos), Alencar Henrique de Oliveira - CDR DF (Comite de defesa da Revolução Cubana), Katia Grams de Lima - Contadora – ANCA - Brasilia-DF (Associação Nacional das Cooperativas Agrícolas) Espaço Cultural Florestan Fernandes – Guarulhos – SP, Movimento de Luta por Moradia Guarulhos- SP, Espaço Zumbi dos Palmares Guarulhos – SP.




INTELECTUAIS-PERSONALIDADES.



     Dr. Antonio Funari, Conselheiro do CONDEPH (Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana) Vice-Presidente da Comissão de Justiça e Paz (SP) Geraldo Magela Pereira, Presidente do Banco Popular do Brasil Eloi Pietá, - Prefeito de Guarulhos – PT - SP Professor Luiz Carlos Pinheiro Machado, Ex-Presidente da EMBRAPA, Padre Antonio Naves - Zona Leste- SP, Professor - Phd Luiz Carlos Pinheiro Machado Filho, - UFSC, Professor Clariton Cardoso Ribas, UFSC Eliane Soares, Socióloga, Antonio José Soares dos Reis, - Jornalista DF Edemar Barbosa do Santos, Empresária Luciana de Souza Ramos, Advogado Paulo Miranda, - TV Comunitária Georgete Medley Roduff, - Professor UNB Samuel Rodriguez, - Professor DF Juliana Aparecida de Almeida Barbosa, - Jornalista Marcos Rogério de Souza, - Advogado - SP Maria de Jesus Werneek Muniz, Professor Marcos Del Roio, - Professor de Ciências Políticas da UNESP-FFC, Éder Fernando dos Santos, Professor - Espaço Marx-Maringá (PR) Paulo Roberto de Camargo, - Professor Universitário - SP Pablo M. Barros, - V. Velha (ES) Paulo Roberto Scott, - Educador Popular - Novo Hamburgo (RS) Antonio Carlos Mazzeo, Professor UNESP, Silvia De Bernardinis, São Paulo Virgínia Fontes, - Historiadora - UFF Jason Borba, - Economista - Depto de Economia – FEA - PUC/SP Wallace Moraes, - Cientista Político Mario Duayer, Professor, Niterói (RJ) Patrícia Danza Greco, Museóloga Memélia Moreira, - Jornalista Aldo Duran Gil, Professor (Universidade Federal de Uberlândia) Wilson Alves dos Santos Junior, Diretor Executivo do CLAE (Centro Latino-Americano de Estudos), Leila Bianchi Aguiar, - Professora de História - Niterói RJ, Poméia Genaio, Professora, moradora de Niterói - RJ, Pedro Castro, - Professor Aposentado - RJ Maurício Gonçalves Margalho, - Professor - UFF (RJ) Marisa Brandão, Professora CEFET/R.





ORGANIZAÇÕES PARTIDÁRIAS e MILITANTES.



          Valter Pomar, Diretório Nacional PT Nacional, Plínio Arruda Sampaio Diretório Nacional PT, Raul Pont Diretório Nacional PT, Paulo Petry Corrente Comunista Luiz Carlos Prestes, Wilmar Lacerda Presidente PT-DF, Apolinário Rebelo Presidente Pc do B-DF, Partido Socialismo e Liberdade SC, Rita Matos Coutinho Pc do B-DF, Bruno Barbosa Pc do B-DF, Antonio do Carmo PCB-DF, Celso S. De Alcântara PSOL-DF, Fernando Mousinho - PSB-DF, Carlos Augusto Rodriguez da Silva - PT – DF, Carlos Alberto Jacques de Castro - PT - Rio Grande do Sul, Carlos Antonio Coutrin Cardade - PT DF, Gilberto Ricardo - PT MG, Ismael César - PT – DF, José Ricardo de Sousa PT – DF, Edilmar Pereira Luna - PT - Zonal Guará – DF, Antonio Ernesto Pinto - PT - Riacho Fundo II, Manuel Viana de Souza - PT – SC, Karin Bacha  - PT- SC, César Luis M. - PT-DF, Dionísio Neto - PT- DF, Jodete Guillerme Amorin - PT DF. Leila Cristiano Luis C. Cardoso - PT-DF, Gisele Maria Gomez Payares - PT-DF, Pedro Rodriguez de Suares PT-DF, Débora Raquel Cruz Ferreira PT-DF, Roberto Rivisite PT-MG, Nery Kwe de Aguiar Filho PT-DF, Cleberon Zavaski - PT-PA, Ane J Dantas PT-CE, Edna V. Paiva PT-DF, Gonzala Viera dos Reis PT-DF, Eridon N. Nacimiento PT-DF, Silvia Denis PT-DF, Gilson R da Silva - PT- Santa Maria, Saulo Cardoso Silva PT-DF, Waldemir N. Lima,  PT – DF, Mirian Vaz Parente PT – DF, Edna Joaquin de Moxes – PT – DF, Rubem Ricardo Azevedo Lima – PT – DF, Evanise Maria da Costa Santos – PT – DF, Maria do Carmo Souza – PT – DF, Werte de Souza Chaves – PT – DF, Carlos dês Essaros Hetzer – PT – DF, Julio Celso Pinheiro PT – DF, Maria Lucia Pereira PT – DF, Maria de Fátima G. Borges - PT-DF, Erson Birk Teixeira - PT-DF, Maria Santana,  PT – DF, Zuleica Brito Fischer  PT – DF, Odete Carmen – PT – RS, Thais Maranhon de Sá e Carvalhio  PT – DF, Yuri Leão – PT – DF, Maxuel de Castro – PT – DF, Marcelo Didoneth – PT – DF, José Ricardo de Souza – PT – DF, Benedito Pereira Alves – PT – DF, Patrícia Montenegro Freire de Carvalho – PT – PB,  Margarette B. Guimarães – PT, Gama Silvia Rodriguez Fernandes – PT – DF, Luis Cláudio de Marais Pinheiro – PT – DF, Carlos Otavio de Oliveira Guedes – PT – DF, Mônica Rodriguez – PT – RS, Guillerme França – PT – DF, Sonia Palhares Marinho – PT – DF, Edenaldo de Albergaria Freitas PT – DF, Maria de Lourdes Castro Mousinho – PT – DF, Lourdes Mara O. de Alburquerque – PT – DF. Marília M. Resende - PT- DF, Rita de Cássia C. Leite – PT – DF, Marcos H. Montenegro – PT – DF, Expedito Alfonso Veloso – PT – DF, Romário Schetuin – PT – DF, Maria Ricardina Almeida – PT – DF, Leonardo Mascarenhas Reni – PT – DF, Geraldo Marques Filho – PT – Samambaia, Jaime Gómez Cardoso PT – Samambaia, Ana Maria da C. Carvalho – PT – DF, Marcelo de A. Ribeiro – PT – DF, Pedro Batista – PT – CE, Francisco Nascimento – PT – DF, Junior Cardoso – PT – DF, Diumari Souza Silva – PT – DF, Gilson Rocha Miranda PT – DF, Eliane Silva de França – PT – DF, Ana Paula B. dos Santos – PT – DF, Carlos R. De Oliveira – PT – DF, Cleber R. Soares – PT – DF, Izabel Cristina A. Fíalo – PT – DF, Eli Pires Gonçalves – PT – DF, Francisco José da Silva – PT – DF, Pedro de Alcântara Costa – PT – DF, Eduardo Salgado – PT – GO, Cláudio Santana -  PT – DF, Aguinaldo Morais da Silva – PT – DF, José Carlos de Marcus – PT – SP, Josepha Britto – PT – SP, Francisco la Serda Alencar e Silva – PT – DF, José Alves da Silva – PT -Gama Aline Aguia - PT-DF Ricardo Ramos -    PT – GO, Gustavo Balduino – PT – DF, Maria Aparecida Martinelli – PT – DF, Valdemir N. Lima – PT – DF, Raimundo Rainero Xavier – PT – DF, Alexandre Vaula – PT – GO, Rodrigo Falcão – PT – DF, Silvia Cristina Lacerda – PT – DF, Sonia Varela – PT – SP, Gerson Enrique Hernadf – PT – PR, Alex Pereira – PT – DF, João Antonio Soares Viana - PT – DF, Flavia Azevedo – PT – DF, Thaisa Magalhanes – PT – DF, Antonio Sabino – PT – DF, Evellyn Cruz – PT – DF, Luciente S. Dos Santos – PT – DF, Luis Edgar Vilella Miller – PT – RS, Rafael Barros Dornelis – PT – DF, Laura Batista PT – DF, Angela M. A. dos S. Ricardo – PT – DF, Ângela Cristina P. Espinosa Santo – PT – DF, Glarben H. F. Silva – PT – DF, Ana Daniella R. P. Neves – PT – DF, Juliana G. Pinto – PT – DF, David M. Monteiro – PT – DF, Wagner M. Ramos – PT – DF, Ari Luiz Alves Pax – PT – DF, Valmor Fischer – PT – DF, Lucimar Alves Martins – PT – DF, Julio Eduardo Albuquerque – PT – DF, André Conceição – PT – DF, Paula Araújo – PT – DF, Mauricio M. Mendes – PT – DF, Carlos Jose Nascimento – PT – DF, Francisco Pereira da Silva – PT – DF, Fernando Martinez – PT – DF, Gaspar Martins de Araújo – PT – DF,  Janderson Barros dos Santos – PT – DF, Elizana Monteiro dos Santos, PT – DF, Ezequiel Neves – PT – DF, Sirlene Lourenço -   PT – DF, Adriane Sampaio – PT – DF, Bruno Gomes Monteiro – PT – DF, Raimundo Kappel – PT – DF, Ana Funtuzz – PT – DF, Vanesca Maria Campanella – PT – DF, Zolda Borges - PT – DF, Bárbara B. Batista – PT – DF, Jorge Mendonça – PT – DF, Salin Siddartha M. Diniz – PT – DF, Adrirane Lobo Costa – PT – RS, Luiz  Carlos Silva – PT – DF.



Observações do escriba:


     1ª - Na Wikipédia está disponível apenas uma referência sobre o Manifesto.


     2ª – Observa-se com muita clareza e evidência que a maioria absoluta dos que assinaram o manifesto são ligados ao Partido Comunista Brasileiro (PCB), ao Partido Comunista do Brasil (PC do B) e principalmente ao Partido dos Trabalhadores (PT - PETRALHAS).





Categorias:



Política e conflitos.
América do Sul.
Brasil.
FARC.
Terrorismo.
Olivério Medina



     Esta página foi editada pela última vez às 02h37min de 07 de janeiro de 2010.





13ª parte.




PADRE OLIVÉRIO MEDINA.



     Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
  


     Francisco Antonio Cadena Collazos, conhecido no Brasil como Padre Olivério Medina, é membro do Secretariado Internacional das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), tendo sido seu representante no Brasil durante anos.



BIOGRAFIA.



     Olivério Medina foi Sacerdote entre 1975 e 1983, e dedicou-se à Pastoral em favor dos jovens e dos camponeses.
    Fazia parte de uma Equipe Sacerdotal na Diocese de Neiva, estado do Huila, Colômbia.
     Também contribuiu efetivamente desde 1983 nos processos de paz ocorridos até hoje.
     Em 2000 Olivério foi preso pela Polícia Federal brasileira obtendo em seguida a liberdade.
     A pedido do Governo Colombiano foi capturado novamente em 24 de agosto de 2005 pela Polícia Federal Brasileira em ação conjunta com a Interpol.
     Em 15 de setembro de 2005 o Governo Colombiano pediu a sua deportação a fim de responder por acusação de Prática de Homicídio com Fins Terroristas, Sequestro Extorsivo, Terrorismo e outros Crimes.
     Logo em seguida comitês pela sua Libertação foram lançados em Guarulhos, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belém, Araraquara e Uberlândia.
     Em 14 de julho de 2006 o Comitê Nacional para Refugiados, em decisão histórica, concedeu o status de Refugiado Político ao Guerrilheiro, embora a Colômbia não seja um Estado Ditatorial ou de Exceção.
     Em 19 de julho de 2006 o Governo da Colômbia solicitou que o status de refugiado fosse revisto.
     Em março de 2007 o Supremo Tribunal Federal (STF) negou o pedido de Extradição de Medina feito pelo Governo da Colômbia justificando que o STF não pode Extraditar uma pessoa em condição de Refugiado Político.



CONTROVÉRSIA.



     Em 2005 a revista Veja publicou um artigo denunciando um vínculo entre as FARC e o Partido dos Trabalhadores (PT), tendo como figura central o Padre Olivério Medina.
     De acordo com o artigo, a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) teria em seus arquivos o relato de uma reunião ocorrida em 13 de abril de 2002 entre trinta membros do PT e Olivério Medina em uma fazenda em Brasília.
     De acordo com o relato, na reunião Medina prometeu repassar 05 milhões de dólares, vindos da FARC, para a Campanha Eleitoral de Candidatos Petistas de sua Escolha.



PARTICIPAÇÃO no FÓRUM SOCIAL MUNDIAL.




    Durante o II Fórum Social Mundial, realizado em Porto Alegre, Brasil, Medina previu o Colapso da Economia dos Estados Unidos até 2001.
     O Embaixador declarou, numa entrevista, que a Perseguição dos Norte-Americanos às FARC seria devido ao aumento na Quantidade de Drogas Sintéticas Fabricadas Naquele País.
     Também destacou positivamente as Rádios Comunitárias do Brasil, por servirem como uma Forma de Protesto Não Violento.


     Observação do escriba: - Na Wikipédia estão disponíveis cinco referências e uma ligação externa sobre o tema.



Ligação Externa.


     Notícia da Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal do Brasil.





Categoria:

Membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.


     Esta página foi editada pela última vez às 18h57min de 25 de setembro de 2017.





14ª parte.




AS FARC NO BRASIL E OLIVÉRIO MEDINA, UM CHEFE.


Blog de Reinaldo Azevedo - 22 de fevereiro de 2017, 22h46m - Publicado em 12 de maio de 2008, 06h09m.
    

     As FARC — Sim, o Grupo Terrorista Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia — atuam no Brasil, segundo farto material publicado no Jornal Colombiano El Tiempo.
     Ali se evidencia que os narcoguerrilheiros têm contato com nada menos de 400 grupos espalhados por sete países da América Latina, com algumas ramificações na Europa e Estados Unidos.  
     O Peru e o Brasil servem para o recrutamento de simpatizantes e negócios com ARMAS e COCAÍNA. O Equador abriga o braço financeiro da organização e dá refugio a terroristas. A Venezuela, a Costa Rica e o México lavam os narcodólares.
     A principal estratégia dos Terroristas é enviar ao exterior, representantes que ganham o status de Refugiados Políticos.
     El Tiempo dá nomes de alguns membros do grupo em vários países, e, claro, no Brasil. Sobre o Bananão, está lá: “(…) o contato das Farc, Francisco Antonio Caderna Collazos, o ‘Camilo’ — casado com uma Professora Brasileira e encarregado de trocar COCAÍNA por ARMAS e do recrutamento de simpatizantes —, não pôde ser extraditado para a Colômbia porque goza do status de refugiado desde 2006”.
     Quem é esse? Ora, é o Notório Padre Olivério Medina, lembram? Aquele que participou certa feita, de uma Reunião com Petistas em Brasília e que chegou a prometer, segundo um agente da ABIN, doar US$ 5 milhões para a campanha de Lula à Presidência, em 2002.
     A VEJA contou a história numa reportagem, cuja íntegra está aqui: “Documentos guardados dos arquivos da ABIN contam tudo. O principal foi datado de 25 de abril de 2002, está catalogado com o número 0095/3100 e recebeu a classificação de ‘secreto’.
     Em apenas uma folha e dividido em três parágrafos, esse documento informa que, no dia 13 de abril de 2002, um grupo de esquerdistas solidários com as FARC promoveu uma reunião político-festiva numa chácara nos arredores de Brasília. Na reunião, que teve a presença de cerca de trinta pessoas, durou mais de seis horas e acabou com um animado forró, o padre Olivério Medina, que atua como uma espécie de Embaixador das Farc no Brasil, fez um anúncio pecuniário. Disse aos presentes que sua organização guerrilheira estava fazendo uma doação de 5 milhões de dólares para a campanha eleitoral de candidatos petistas de sua predileção.”
     Evidentemente, os tontons-maCUTs se encarregaram de acusar uma “conspiração”. Collazos — também conhecido por Camilo e Medina —, que padre não é, foi adotado pelos esquerdopatas locais e tratado como uma vítima do governo legal da Colômbia. E, agora, está livre para agir.
     A principal fachada das FARC, hoje, é a CCB — ou Coordinadora Continental Bolivariana. Olivério Medina, segundo o jornal, é peça graúda. Ele integrava o comando da CCB em companhia de Raúl Reyes, o terrorista pançudo morto no Equador, e de Orlay Jurado Palomino, ou “Hermes”, que está na Venezuela.
     Com a morte do chefe, eles buscam ampliar a rede de contatos da CCB: - O atual esforço é para instalar-se nos EUA por intermédio de uma ONG e de uma entidade ambientalista.






15ª parte.





"A RECORD foi comprada com DINHEIRO do NARCOTRÁFICO, EDIR MACEDO é um DEPRAVADO SEXUAL, e VALDEMIRO SANTIAGO é um CAFAJESTE". Diz Ex-Bispo da IURD.


     “Foto: - Ex Bispo e Líder Nacional da Igreja Universal do Reino de Deus, Carlos Magno de Miranda dá uma entrevista corajosa ao Blog Vini Silva, contando como foram parte dos anos que viveu na IURD e sua convivência com Edir Macedo, a compra de Rede Record de Televisão, o dinheiro do Narcotráfico, Renato Suhett, Valdemiro Santiago, Silas Malafaia, entre outras coisas”.


     Quem é Carlos Magno de Miranda?
“Eu nasci num Lar Católico, fui Praticante da Religião Católica, a ponto de me tornar Coroinha e ajudar em todas as Missas do Colégio Salesiano em Natal, isso nos anos de 1966-69.
     Mudei-me para o Rio de Janeiro e continuei Católico Praticante.
     Um dia fui convidado pelo namorado (bispo Renato Maduro) da prima da minha namorada (atual esposa) a ir num Culto da Igreja da Bênção (atual Universal).
    Era o primeiro templo. Gostei demais de ver aquele homem se mostrando poderoso para enfrentar os guias, ressalve-se que frequentei também Umbanda e Kardecismo e nutria respeito e medo pelas entidades.

     Aquilo me fascinou. Observe que não foi a Palavra que me encantou. Na época o Edir Macedo era apenas o obreiro do R. R. Soares e logo adiante numa jogada política, conseguiu passar a perna no Missionário e assumiu o movimento, que nesse momento já havia sido trocado o nome para Universal.

     Comecei a frequentar as correntes, e como sempre fui voltado para as Coisas Espirituais sentia um desejo muito grande de ser um Pastor.
     Isso só veio ocorrer quatro anos depois quando eu já trabalhava na Nuclep, subsidiária da Nuclebras em Itaguaí, Estado do Rio.
     Larguei tudo, um emprego onde eu tinha um alto salário e fui ser Pastor ganhado um salário mínimo e o pagamento do aluguel de um pequeno apartamento.
     Eu fui um fiel imitador do Edir Macedo, que era meu ídolo, e o resultado foi espetacular, eu me tornei uma máquina de arrecadar dinheiro.
     Em um ano fui mandado para o Nordeste para liderar o Estado de Pernambuco.
     Na época em todo nordeste só existia a IURD em Recife com três pequenos templos.
     Vendo o sucesso que eu fazia em conseguir atrair multidões, logo fui colocado como bispo do Norte e Nordeste.
     Ingloriamente o confesso, acabei abrindo cerca de 108 templos em toda região.

     Diante disso tudo, quando o Edir decidiu ir para Nova Iorque, para surpresa de todos, fui o escolhido para substituí-lo como Bispo do Brasil.
     Fui para São Paulo, e tão logo cheguei fui responsável em conduzir toda compra da TV Record.
     Eu conheço todos os detalhes dessa negociação imoral onde a Política e as Religiões dos homens se misturam e acabaram dando todo esse poder que o Edir possui hoje. Poder Financeiro e Político.

     No momento que estava no auge da Ascensão na Seita, Deus começa a me tirar das trevas para luz.  
     Foi um processo muito rápido, em quatro meses eu passei a tomar conhecimento de coisas que jamais imaginei existir num lugar que se denominava Igreja de Jesus.
     Filmes Pornográficos sendo exibidos para Pastores Líderes e Esposas.

     Compra de imóveis de um milhão de dólares quando todos os pastores ficaram sem salário devido à compra da Record.
     Envolvimento com o mundo sujo da política (Collor, Quércia, Renan Calheiros, etc.)
     A remessa semanal de Dinheiro para o Exterior via Doleiros.
     O ouro derretido e transformado em barras e levado pessoalmente para ser entregue na casa do Edir nos Estados Unidos.
     Finalmente o pote encheu com a ida a Colômbia para pegar Dinheiro Sujo de Sangue do Narcotráfico.
     Bom, hoje eu sei que foi Deus que me tirou, na época achava que eu era que havia saído.
     Ledo engano, pois ninguém, humanamente falando, renuncia ao poder político e financeiro que eu desfrutava.
     Tem que ser uma ação sobrenatural de Deus. Hoje sei que tudo isso faz parte dos desígnios de Deus para minha vida. Minha profissão secular é Técnico especializado em Fabricação Nuclear.
     Meu ministério atual teve inicio com a minha saída da IURD quando veio à revelação do Evangelho da Graça de Deus que é o único para a Igreja, e que foi revelado a Paulo e está nas suas quatorze epístolas. Somos uma igreja reformada.
     A minha conversão se deu quando sai da IURD e ao ouvir uma pregação sobre a verdade de que Deus é soberano, cri e me converti e Deus me tornou aquilo que ele já havia designado desde o ventre materno, um pregador do Evangelho da Graça de Deus.
     Temos 16 anos de pregação desse evangelho, e apenas três templos, sendo um em Natal, outro em Recife e outro em Fortaleza.
     Um ministério pobre financeiramente, mas rico em conhecimento e verdade.
     É coisa muito difícil ter pastores segundo o coração de Deus. O único titulo que possuo é o de pastor. Diploma apenas o do primeiro grau, o segundo não completei. Nunca cursei nenhum seminário e nenhuma faculdade teológica.
     “Tudo que sei e prego foi absoluta Graça de Deus que ele me revelou e iluminou os meus olhos espirituais.”

PERGUNTAS:

– O senhor foi um bom tempo Bispo da Universal, conte como era sua relação com seus Líderes e outros Bispos e como foi sua entrada na Universal?

     “Acima já contei a minha entrada na IURD. Minha relação com os outros bispos era muito boa enquanto eu não fui Ordenando Bispo.
     A partir do momento que me fizeram bispo o relacionamento já não era o mesmo. Havia muita inveja, disputa pelo poder e isso me enojava.
     Na época a cúpula era formada por Bispo Paulo Roberto Guimarães, bispo Rodrigues (aquele deputado do sangue suga), bispo Honorilton Gonçalves e o próprio Edir Macedo.
     Pra mim foi uma surpresa descobrir que havia disputa entre eles. É realmente de causar nojo o puxa saquismo.

     Mas exatamente por não ter esse comportamento pequeno, servil, foi que acabei me tornando uma pessoa próxima do Edir.
     Ele mesmo dizia que eu era o único amigo que ele tinha, pois tinha a coragem de lhe falar a verdade.
     Realmente, falei da minha indignação com os filmes pornô, me posicionei contra o envolvimento político, e tomei muitas outras atitudes que não sei por que agradaram a ele.
     É bem verdade que quando assumi a Liderança Nacional ele tentou me corromper com dinheiro, exigindo minha mudança de pensamento, alegando que agora eu fazia parte da cúpula, que agora eu não podia mais pensar como antes, como nordestino tinha que pensar grande.”

     – O senhor declarou em site de relacionamento que o Bispo Macedo era um homem depravado, e que cometia atos ilícitos, o senhor confirma?

    “Confirmo sim. Digo que ele era imoral porque era comum nas reuniões de liderança ele provocar assuntos que falasse de sexo.
     Os bispos para lhe agradar contavam o que faziam com suas esposas, suas preferências pessoais etc.
     Filmes pornôs eram passado para os Pastores e esposas. Como eu nunca abri a boca para falar nada era chamado pelos demais de Santa Madre Teresa de Calcutá. Eu não me incomodava. Mas mantinha minha dignidade, pois mesmo no tempo de catolicismo nunca vi nada igual.”

     – O senhor também afirmou que foi um dos Bispos que foi a Colômbia trazer Dinheiro do Tráfico para compra da Rede Record. Como foi isso? Quais eram os outros Bispos que trouxeram dinheiro? Como se dava a relação do Edir Macedo com o Narcotráfico?

     “Não só afirmei como dei depoimento de mais de 12 horas na Policia Federal apresentado todas as provas.
      Infelizmente, a IURD teve todo apoio do Governo Collor e não deu em nada as minhas denuncias.
     Fizemos uma viagem à Colômbia, éramos uns cinco casais, e a justificativa para a viagem era de conhecer a cidade para colocar um Templo da Seita.
     Só no hotel em Bogotá foi que o bispo Gonçalves nos reuniu e contou a verdade. Segundo ele um Traficante que estava foragido no Rio de janeiro por ter Assassinado um Coronel na Colômbia, assistiu o programa de TV, se sensibilizou com a campanha da compra da Record, e se ofereceu para emprestar Um Milhão de Dólares e uma quantia que não sei calcular em Pedras de Diamante.
     Neguei-me categoricamente a participar e isso causou um mal estar muito grande.

     Edir tentou me convencer pelo telefone argumentando que para Jesus “até gol de mão vale”. Não adiantou.
     Fui o único a ficar fora do esquema. Minha Esposa participou alegando que se estava errado, ele daria conta a Deus.
     Veja, eu podia esconder esse detalhe, todavia, mesmo no meu depoimento na Federal eu o expus.
    
     - “Conte realmente como se deu a compra da TV Record pela Universal”.

     “Foto: Capa da Revista Isto É de 1995” – Exclusivo – Edir Macedo – Como ARRANCAR DINHEIRO em nome de DEUS.

     “Eu vou gravar um vídeo contando a verdade sobre a compra da Record que foi feita pessoalmente por mim, que na época era o “Bispo” que liderava toda Seita Universal no Brasil”.
     Em primeiro lugar o Edir Macedo estava morando nos Estados Unidos quando iniciei as negociações com o Grupo Sílvio Santos e a família Machado de Carvalho, que detinham cada um deles 50% das ações da Record.

     A Record foi comprada pelo valor de 45 milhões de dólares, e a igreja assumia as dividas, sabendo que o patrimônio tecnológico era zero.
     Tudo sucateado, o que implicava em ter que comprar tudo novo. Foi dado um sinal de 15 milhões de dólares e o saldo restante deveria ser pago em 10 parcelas mensais de 4,5 milhões de dólares.
     Entretanto, antes de começar a pagar as parcelas, a IURD deveria em 90 dias apresentar fiança bancária de um banco de primeira linha, e o contrato dizia que se isso não fosse cumprido a venda estaria desfeita, e pasmem os senhores, até o sinal de 15 milhões de dólares seria perdido.

     Eu tentei em todos os bancos a fiança, e mesmo a IURD possuindo patrimônio para garantir a dívida, nenhum banco se prestou a financiar.
     Fiquei então sabendo que era regra na época as Instituições Bancárias não serem fiadoras de instituições como Igrejas, Creches, Asilos e outros semelhantes a essas.

     Depois de passado os noventa dias, tivemos uma reunião na sede do SBT em São Paulo, onde estava presente Eu, Edir Macedo, Honorilton Gonçalves, Sandoval que era o braço direito do Grupo do Baú da Felicidade e o próprio Sílvio Santos.

     A reunião foi rápida e objetiva. O Sílvio iniciou dizendo: “Edir eu tenho aqui o contrato, vocês não apresentaram a fiança bancária, e o contrato diz que vocês perdem o sinal dado e o negócio está desfeito.
     Mas eu não vou fazer isso, eu nunca fiquei com nada de ninguém, mas o problema é que já gastamos os 15 milhões de dólares.
     Então vocês vão ter que esperar aparecer outro comprador para a Record e aí nós devolvemos esse dinheiro.
     O Edir Macedo ficou branco, e só dizia tudo bem, tudo bem, nós aguardamos. Eu falei com ele baixinho e perguntei se ele me dava carta branca para negociar essa situação e ele disse: TUDO BEM CARLOS, METE BRONCA.
     Eu pedi a palavra e fui direto e contundente: “Sílvio, eu não sou advogado, mas tenho certeza que em nenhum lugar do mundo alguém possa perder um sinal de 15 milhões de dólares.
     Eu sou o Líder da IURD no Brasil e posso afirmar que isso é um Golpe do Baú.
     Só que amanhã eu vou convocar o povo e vamos colocar cem mil pessoas na frente do SBT gritando “queremos nosso dinheiro, isso é Golpe do Baú”.

     “O Sílvio Santos empalideceu e disse: ”Calma rapaz, você não é louco de fazer uma coisa dessas”. Eu disse: “Vou fazer sim porque esse Dinheiro é de Deus (eu ainda acreditava nisso), é dinheiro do povo sofrido, isso é o Sangue da Igreja”.
     Falei com voz alta, bastante nervoso e irritado.
O Sílvio teve medo e disse: “Os ânimos estão alterados, vamos esfriar a cabeça e faremos uma reunião na segunda feira junto com os Machado de Carvalho”.
     Era uma quinta feira por volta das 16 horas. E assim ficou combinado.

     Saímos dali e na sexta de manhã eu disse: Se a IURD apoiou o Collor, por que não pedir ajuda a ele? Eu mesmo liguei para Brasília, falei com Renan Calheiros, expus a situação e pedi ajuda.
     Ele disse: ”O presidente tem hoje uma recepção para os governadores eleitos que lhe apoiaram aqui na casa da Dinda, e meia noite ele vai para um jantar na casa de Paulo Otávio.
     Procurem chegar aqui antes de ele sair”.
Parece incrível, mas não havia passagem em avião comercial para Brasília, os vôos lotados.

     Procuramos alugar um jato particular e por incrível que pareça não havia nenhum disponível.
     Isso mostra a Grandeza dessa Metrópole que é São Paulo. Só no final da tarde foi que o Sr. Demerval, um dos diretores da Record representante de Sílvio Santos, conseguiu com um empresário amigo o aluguel de um jatinho.

     Partimos para Brasília, eu, Edir Macedo, Honorilton Gonçalves, Alberto Hadad (que foi quem trouxe a Record para ser comprada), e seu primo Jorge Hadad.
     Na frente da casa da Dinda uma multidão de curiosos e muita imprensa. Falamos com a segurança que por sua vez contatou Renan Calheiros, e a ordem dada foi para entrar apenas Edir Macedo.
     Edir recusou e disse que só entraria se entrassem todos. Meia hora depois veio a autorização para todos entrarem e entramos.

     Havia uma grande festa nos jardins da casa da Dinda. Ficamos em pé na varanda esperando e sendo ciceroneados pelo Cláudio Humberto, o porta voz do Collor.
     Conversou bastante e deu uma dica: “Quando vocês cumprimentarem o presidente, somente aperte sua mão, não dêem tapinhas nas costas, pois ele detesta”.
     Depois de mais de 01 hora de espera, finalmente vem o Collor cercado de uma dúzia de pessoas e parou cumprimentando a todos nós depois da apresentação do Cláudio Humberto, identificando cada um de nós.
Collor disse: “Muito obrigado pelo apoio de Vocês.
      Inclusive eu vi na Veja o Bispo na Igreja com a Minha Camiseta de Campanha e vi como vocês tem apanhado do PT”.
     Nesse momento o Edir Macedo disse: “Presidente, o senhor poderia nos atender em particular por cinco minutos?”. O Collor hesitou por uns segundos, e disse: Tudo bem, cinco minutos.

     Entramos na sala e durante uns 10 minutos ouvindo o presidente falar dos seus planos e em seguida foi abordado o problema da Record.
    O presidente disse: - Eu ainda não tomei posse mesmo que tivesse tomado não sei se poderia usar o Banco do Brasil para dar essa fiança.

     Pensou e pediu a sua esposa que estava numa mesa em uma sala ao lado com a Claudia Raia que chamasse o PC Farias.
     Para nós era um ilustre desconhecido. Veio aquele senhor baixinho, usando sandálias e o Collor disse: “PC o pessoal do SBT está querendo passar a perna neles, Resolva isso pra mim”.
     O PC perguntou: “Agora?”. O presidente retrucou: “Não, amanhã você resolve. E assim nos despedimos.
     Saímos da casa da Dinda para o aeroporto revoltados, achávamos que aquele foi uma maneira do presidente nos descartar.
     Na segunda feira às 11 da manhã fomos à reunião no SBT e lá estavam todos, esperando apenas o Sílvio chegar. Sílvio chega e o sobrinho Guilherme Estoliar diz: “Sílvio, preciso falar com você antes de começar a reunião.
     Sílvio disse: Fale logo, pode falar aqui mesmo”.
Para surpresa de todos o Guilherme Estoliar diz: “O PC me ligou no sábado e disse que a Record é do Presidente, que o bispo é apenas o testa de ferro.
     Sílvio arregala os olhos e diz: “Edir Macedo, porque você não me disse isso? Rapaz, se eu contrariar o presidente ele me cassa a concessão do SBT, esse pessoa é uma máfia”.

     Edir Macedo entendeu de imediato o que estava acontecendo e disse: “Sílvio, você me desculpe mais o presidente queria segredo, eu não podia revelar nada”. Sílvio se dirige aos demais e diz: “Então está tudo resolvido, não precisa fiança nenhuma”.
     Edir Macedo aproveita e mentindo diz: “Outra coisa, ele pediu para dividir o saldo em mais vezes”.
     Resultado, o que era para ser pago em 10 parcelas ficou de ser decidido parcelar em mais vezes.

     Essa é a verdade da compra da Record. Fico enojado ao ver o Edir Macedo enganando as pessoas e contando uma versão mentirosa, fantasiosa, e os bestas dizendo amém.
     E o que é pior, ainda dizendo que foi um Milagre de Deus. Deus não usa Dinheiro de Tráfico, não Sonega Impostos e não faz negócios com Homens Impuros.

     Só Edir Macedo Bezerra mesmo para contar suas pilantragens e roubos como se fosse testemunho.

     O que ele se esqueceu de dizer foi que foram buscar Dinheiro de Tráfico de Drogas na Colômbia e que os membros da IURD faziam sacrifícios sem igual para arranjarem dinheiro para pagar as prestações da Record, pessoas deram todo o seu dinheiro, venderam casas, móveis, eletrodomésticos, aliança, bicicleta, carro e etc., para dar o dinheiro na IURD, pois o safado do Edir Macedo e seus comparsas mentiam e diziam que a RECORD ia ser da igreja e seria usada para pregar o Evangelho de Jesus Cristo 24 horas por dia.

     Ele se esqueceu de dizer que os Pastores pequenos, os auxiliares e suas famílias passavam fome, porque não recebiam salários.
     Naquela época só os grandalhões continuavam na vida boa, sem lhes faltar nada.

     O que Edir Macedo se esqueceu foi de dizer que ele aplicou o maior golpe e a maior fraude já acontecida em uma igreja dita evangélica,
Comprou Canais de TV e rádio com dinheiro suado que o povo, sob pressão e manipulação doava para a igreja, pois acreditavam nas mentiras do Macedo, depois ele surrupiou tudo passando para o nome dele e da sua esposa.
     Hoje a TV Record é usada para divulgar o “evangelho” de satanás 24 horas por dia.

     Como é que pode ainda haver gente que acredita neste Edir Macedo e sua Quadrilha?”

     – Quais foram às ordens mais escusas que o senhor recebeu de seus Líderes?

     “Bom ele tinha um respeito muito grande por mim, sabia do meu caráter, e costumava dizer a minha esposa que eu era o único Pastor que ele pisava em ovos antes de falar qualquer coisa.
     Recusei-me, por exemplo, a obrigar os Pastores do Norte e Nordeste a fazerem cinco reuniões diárias para aumentar a arrecadação.
     Eu achei uma desumanidade. Só deixei que fizessem três, e as outras duas o pastor auxiliar fazia.
     Recusei-me a trazer material para rádio e TV dos Estados unidos, mesmo sabendo que havia um acordo com a alfândega em São Paulo para a entrada de tais equipamentos.
     Só numa viagem foram trazidas 32 malas. Parece conto de fadas, mas é verdade”.

     – Os Bispos são “sócios” do Edir Macedo, participam do “lucro” da Igreja?

     “O esquema é de comissão. Os líderes de estado têm uma comissão sobre o líquido da arrecadação que for enviada para ele.
     Os pastores de cada templo têm uma comissão sobre o que for arrecadado. É muito dinheiro a comissão dos bispos, eu, por exemplo, ganhava 5% do líquido que arrecadava todo Norte e Nordeste.

     Algo na época, algo em torno de 100 mil reais. Achei um absurdo, e ele sugeriu que fizesse uma retirada de 10 mil reais e o restante ficavam como uma poupança para quando quisesse comprar uma casa na Europa ou em outro lugar.
     Quando saí tinha aproximadamente um milhão de dólares na “poupança”. Saímos com uma mão na frente e outra atrás, e um dia minha esposa ligou e pediu para ele liberar esse dinheiro e a resposta dele foi: “Isso é para quando está na igreja, saiu não tem direito a nada”.

     Veja como Deus é bom, ele não permitiu que eu usufruísse disso, hoje tenho orgulho de dizer que não tenho nenhum palito de fósforo comprado com o dinheiro sujo da IURD.”

     – O senhor falou neste mesmo site de uma maneira muito contundente sobre o ex Bispo Líder no Brasil da Universal, Renato Suhett hoje Padre, o que o senhor teria a revelar sobre ele e seus atos?

     “O Renato sempre foi um indivíduo extremamente puxa saco do Edir. Aliás, observe que a característica de todos esses falsos pastores é se cercar de gente sem personalidade, gente servil, pois assim ele os manipula com muita facilidade.

     Saiu da IURD depois que sai e dizia pregar o Evangelho da Graça de Deus. Uma deslavada mentira, ele pregava um evangelho pervertido, logo abriu mais de 5 templos no Brasil e para quem prega a verdade isso é inconcebível.

     Na realidade ele sempre foi um dissimulado, hipócrita, se envolveu em escândalos sexuais, adulterou, se prostituiu, o império desabou, fechou todos os templos, e um dia aparece dando testemunho na sede da IURD em São Paulo, dizendo estar arrependido, que o Edir Macedo é que era o verdadeiro profeta de Deus e ainda fazendo apelo para que os pastores que saíram da IURD voltassem que seriam muito bem recebidos.

     Um nojo! Isso está no You Tube. Foi enganado pelos homens perversos e maus, que como Paulo disse seguiriam enganando e sendo enganados.
     Depois disso o colocaram numa igrejinha do interior e não era essa a recompensa que ele esperava. Qual foi o resultado? Saiu outra vez e agora está ai em outro puleiro.”

     – Renato Suhett foi quem consagrou o ex Bispo Valdemiro Santiago, hoje líder da IMPD, o que o senhor tem a falar sobre Valdemiro Santiago?

     “Ele foi meu subordinado em São Paulo, a primeira coisa que fiz foi proibi-lo de fazer as extravagâncias que fazia tipo distribuir o sabonete ungido, a arruda da vitória, e outras barbaridades mais.
     Depois foi mandado para o Nordeste e fez um grande sucesso com essas práticas.
     Um dia resolveu se rebelar e abrir a sua própria seita, e como bom aluno, está aí uma réplica do Edir Macedo no seu início. Tal pai, tal filho. Um cafajeste espiritual!”

     – O senhor o considera um homem de Deus ou mais um enganador que olha para o dinheiro do povo, como disse Silas Malafaia que ele e Edir Macedo são farinha do mesmo saco?

     “Edir Macedo, Waldemiro, Silas Malafaia, R. R. Soares, Estevão Hernandes, Rodovalho e outros menos votados são todos da descendência da serpente, lobos vestidos de ovelhas, falsos mestres que movidos por avareza fazem comércio com o povo de Deus (1 Pe 2:1-3).

     Malafaia durante muito tempo foi um empregado do Edir, encarregado de agenciar os programas da IURD em todo Brasil.
     Claro que ele ganhava das emissoras 10% como contrato publicitário.
     Ele ganhava mensalmente em torno de 100 mil reais. Com a compra da Record, a IURD decidiu cancelar os programas, ele fez um apelo ao Edir para deixar pelo menos um ano para ele se preparar, mas não foi atendido.
     O resultado foi o rompimento, as brigas, e hoje são desafetos. Tudo por grana.”

     – Como o senhor vê esses líderes televisivos e a briga por espaço entre eles na televisão? A briga é só por espaço? Em sua opinião existe algum líder sério?

     “Deve haver alguns lideres sérios sem dúvida nenhuma, o problema é que não tive o prazer de conhecer nenhum até hoje.
     Desses que aí estão se digladiando por espaço na televisão, nenhum deles é sério, são todos lobos vestidos de ovelhas, a briga por espaço é porque isso aumenta a possibilidade de atrair incautos para suas arapucas, o que traduzindo significa o aumento assustador da arrecadação.
     Por favor, leia Jeremias 5:26-28 que é o retrato fiel dessa gente. Líder sério nunca estará com uma visão mercantilista, não terá como alvo enriquecer nem tão pouco induzir as pessoas a quererem ficar ricas, esse perfil faz parte obrigatória do caráter de um líder sério.”

     – Como o senhor vê o momento atual das Igrejas Evangélicas? Na sua visão o que precisa ser mudado?

     “Há 15 anos que deixei de ser Evangélico para ser Cristão. Ser Evangélico se tornou como ser Católico, todo mundo é. Virou moda. Ninguém apresenta o fruto do Espírito o que é a prova de que tem o Espírito de Cristo, e não esqueça que a Bíblia diz que se alguém não tem o Espírito de Cristo esse tal não é dele.
     O que temos visto é um povo nascido da carne, gente que se acha convertido porque atendeu a um apelo, ou porque batizou nas águas, e isso é contrário à Bíblia.

     Tem que nascer da água (A palavra) e do Espírito. Quando isso ocorre não se apresenta mais as obras da carne, não se fanatiza por denominação, mas abraça a verdade da Palavra e nada mais.

     O sistema religioso que está aí estabelecido em nada difere daquele sistema religioso judaico do tempo de Jesus.
     Hoje espiritualidade é medida por números, pela quantidade de membros e pelo valor arrecadado.
     Na verdade o que vejo é um movimento onde há animais limpos e animais impuros e isso é coisa da Arca de Noé, nunca da Igreja de Jesus.
     Não há “crescimento qualitativo e sim quantitativo, uma anomalia, um inchaço”.
      “Só há um jeito de reverter isso, à volta a Palavra, a verdade sendo proclamada como Deus quer que ela seja”.


     Carlos Magno de Miranda é Professor do Seminário Teológico da Graça de Deus, Pastor Presidente da Igreja “Cristo é Vida” com filiais em Natal, Fortaleza e Recife.
Escritor, Professor, Radialista, e um profundo estudioso das verdades inerentes ao Cristianismo, um combatente duro daqueles que usam a Religião para fazer comércio com as pessoas.


     Vi no blog Vini Silva. Divulgação: Púlpito Cristão. - 08 de junho de 2012.





16ª parte.




VALDEMIRO SANTIAGO.



     Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


     Valdemiro Santiago de Oliveira (Palma, 02 de novembro de 1963 – 54 anos) é um líder evangélico brasileiro, fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus, também é televangelista. É um Pastor Neopentecostal.
     Durante quase vinte anos foi integrante da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) da qual foi expulso em 1998 após problemas com a liderança.
     Alguns dias depois fundou a Igreja Mundial do Poder de Deus, que absorveu parte dos membros da Universal, e hoje conta com mais de 5.000 templos espalhados pelo Brasil, sendo a sua maioria no Estado de São Paulo e de dimensões modestas, tratando-se na verdade de readaptações de garagens, estacionamentos e pequenos pontos comerciais.
     Em janeiro de 2013, a revista Forbes avaliou sua fortuna em aproximadamente 220 milhões de dólares (450 milhões de reais).


BIOGRAFIA.



     Valdemiro Santiago de Oliveira é natural de Cisneiros, distrito de Palma, na Zona da Mata de Minas Gerais, a 400 quilômetros de Belo Horizonte. Estudou até o quinto ano do ensino fundamental.
     Aos 16 anos, Santiago converteu-se ao Evangelicalismo Neopentecostal.
     Foi obreiro, pastor e membro da cúpula da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD).
     Auto-intitulado Apóstolo em 23 de dezembro de 2006, pelo Bispo Josivaldo Batista e um grupo de Bispos da IMPD, Santiago nunca se formou em nenhum curso de teologia nem de oratória.
     Aproxima-se do povo com um discurso ora popular ora austero com constantes referências ao seu passado no campo.
     Suas concentrações seguem um formato pré-estabelecido caracterizado pela leitura de trechos da Bíblia previamente selecionados com destaque para a apresentação de supostos milagres durante o transcurso de toda a pregação.
     Em umas das pregações conheceu Franciléia, com quem se casou em seguida.
     Assim como seu marido, a bispa Franciléia nunca fez nenhum curso de teologia ou preparatório para pregar a Palavra de Deus.
     Atualmente o casal tem duas filhas.



SAÍDA da IGREJA UNIVERSAL em 1998.



     Na Igreja Universal, atuou por 18 anos e foi expulso em abril de 1998, depois de desentendimento com o líder Edir Macedo e alguns dias depois, fundou a Igreja Mundial do Poder de Deus.
     O pesquisador da área da Sociologia da Religião, Ricardo Mariano, afirma que as crenças e práticas mágico-religiosas da Mundial são uma cópia da Universal.
     Sendo que, além de convidar parte da cúpula da IURD, atraiu também dezenas de pastores, prática que foi abandonada em 2010, quando membros da Mundial começaram a temer que houvesse pastores da IURD infiltrados entre os pastores da IMPD.



PELA RÁDIO e TELEVISÃO.



     Em agosto de 2008, a Igreja e Santiago ganham notoriedade pela imprensa televisiva após fazerem a parceria com o Grupo Bandeirantes, para transmissão na Rede 21, por 22 horas e outras 02 horas produzidas pela rede.
     Em menos de dois anos, a programação da igreja passa a ser exibidas por outras redes de rádios e televisões brasileiras, além da Rede 21.



CONTROVÉRSIAS.



PRISÃO em 2003.



     Em 2003, Valdemiro foi preso durante uma blitz em Sorocaba. Ele estava levando consigo uma escopeta, duas carabinas e munição.
     Mais armas e munição foram apreendidas em sua casa. Valdemiro alegou que as armas são de caça e estavam sendo levadas para um amigo.



DÍZIMOS.



     Foi acusado de desviar os dízimos e as ofertas da instituição, através de filmagens em propriedades adquiridas por ele em nome da IMPD e documentos cartorários contendo sua assinatura e de sua cônjuge, a bispa Franciléia de Oliveira.
     Também foi acusado de usar irregularmente o passaporte diplomático com a sua esposa.
     Durante outubro de 2013, a IMPD atravessou grave crise financeira, devendo entre 13 e 21 milhões de reais para o Grupo Bandeirantes, perdendo a locação de 23 horas diárias da Rede 21 e de três horas diárias nas madrugadas da Band.
     O espaço seria ocupado justamente por sua principal rival, a Igreja Universal do Reino de Deus, de Edir Macedo.
     A Igreja Mundial do Poder de Deus pediu aos fiéis através de cartas, que fingissem "enfermos curados, ex-dependentes químicos e aleijados" em nome de um projeto de expansão da igreja, para convencer mais pessoas a contribuírem financeiramente para a aquisição do canal 32, à venda por 500 milhões de reais e serviria para suprir o espaço perdido pela Igreja Mundial do Poder de Deus na grade do Grupo Bandeirantes e da Rede 21.  
     O canal 32 era usado para transmitir a programação da MTV Brasil em sinal aberto.



ATENTADO.



     Em 08 de janeiro de 2017, Valdemiro foi vítima de um atentado.
     Durante o culto da manhã, o pastor sofreu dois golpes com um facão enferrujado no pescoço.
     O apóstolo passou por cirurgia, recebendo cerca de vinte pontos.



LIVROS.


Milagre Urgente.
O Grande Livramento.
Sê Tu Uma Bênção.
Os Pensamentos de Deus.
Revelação no Altar.
Lágrimas no Deserto.
O Tesouro de Deus.
Viva Esperança.
Os Benditos de Deus.



ÁLBUNS.



As Inesquecíveis Canções.


    
     Observação do escriba: - Na Wikipédia estão disponíveis quinze referências sobre Valdemiro Santiago.




ALGUMAS REFERÊNCIAS CURIOSAS.



    01 - «Bispo Evangélico Preso com Armas». Paraná Online. Consultado em 13 de fevereiro de 2011.

    02 - Daniel Castro - (28 de outubro de 2013). «Falso Testemunho? Para comprar MTV, Igreja Mundial pede para Fiéis Fingirem doença». UOL - Notícias da TV. Consultado em 30 de outubro de 2013.

     03 - R7 Notícias (28 de outubro de 2013). «Para comprar emissora, Apóstolo Valdemiro Santiago pede a Fiéis que Finjam Doença ou Deficiência». Consultado em 30 de outubro de 2013.

    04 - Revista Fórum - (28 de outubro de 2013). «Pastor Valdemiro pede que Fiéis Finjam ser "Enfermos Curados" para comprar MTV». Consultado em 30 de outubro de 2013.

      05 - «Pastor Valdemiro é Atacado na Igreja e leva Facadas no Pescoço». O Dia. Consultado em 08 de janeiro de 2017.



Categorias:



Nascidos em 1963.
Naturais de Palma (Minas Gerais).
Pastores do Brasil.
Protestantes do Brasil.
Igreja Universal do Reino de Deus.
Criacionistas.
Brasileiros de Ascendência Africana.
Líderes Religiosos.
Sobreviventes de Tentativas de Assassinato.


     Esta página foi editada pela última vez às 13h06min de 25 de outubro de 2017.



     A luta contra a debilitante POLIOMIELITE (paralisia infantil) continua, e a luta a favor da inofensiva AUTO-HEMOTERAPIA, também continua.
      Se DEUS nos permitir voltaremos outro dia ou a qualquer momento. Boa leitura, boa saúde, pensamentos positivos e BOM DIA.
     ARACAJU, capital do Estado de SERGIPE (Ex-PAÍS do FORRÓ e futuro “PAÍS da BOMBA ATÔMICA”), localizado no BRASIL, Ex-PAÍS dos fumantes de CIGARROS e futuro “PAÍS dos MACONHEIROS”. Terça-feira, 19 de dezembro de 2017.




Jorge Martins Cardoso – Médico – CREMESE – 573.



    
     Fontes: (1) – INTERNET. (2) – Wikipédia. (3) - OUTRAS FONTES.

      
jorge martins
Enviado por jorge martins em 19/12/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras