Jorge Martins Cardoso

 

Um eterno aprendiz



Textos

A LIBERDADE... A VONTADE... "IGREJAS EVANGÉLICAS BRASILEIRAS estão envolvidas com o NARCOTRÁFICO?" - (da 1ª à 10ª parte).





A LIBERDADE... A VONTADE... “IGREJAS EVANGÉLICAS BRASILEIRAS estão envolvidas com o NARCOTRÁFICO?” – (da 1ª à 10ª parte).





1ª parte.
    




     Johnny Bernardo é Jornalista, Pesquisador da Religiosidade Brasileira e Colaborador do GENIZAH – Terça-feira, 26 de junho de 2012.







     “Foto: Guilhermino Filho Prado em depoimento na CPI do Narcotráfico”.





     No mês em que a Igreja Pentecostal “Deus é Amor” completa cinqüenta anos (foi fundada no dia 03 de junho de 1962) e novas suspeitas de que Traficantes de Drogas e Armas atuam por trás de Denominações Evangélicas vêem à tona.

     A prisão de um Pastor do Rio Grande do Norte e mais três homens por Tráfico de Drogas em Fortaleza, no último dia 18 de junho, e a denúncia (feita por um ex-bispo da Igreja Universal do Reino de Deus), de que Edir Macedo teria comprado a Rede Record de Televisão com dinheiro oriundo do Cartel de Cali, são apenas dois de inúmeros casos envolvendo Igrejas e Líderes Evangélicos.
     Em meio a um turbilhão de denúncias e prisões, a sociedade e os meios de comunicação se debruçam para entender até que ponto o Narcotráfico possui influência nas Organizações Religiosas.
     A aproximação entre Traficantes e Igrejas Evangélicas nos morros do Rio de Janeiro seria uma das causas do envolvimento de Pastores com o Tráfico de Drogas e Lavagem de Dinheiro?
     Haveria algum tipo de coação? No caso de coação, qual seria o nível de culpabilidade? O questionamento é amplo, bem como as respostas a ele dadas.
     O que se tem de concreto – por parte das autoridades competentes – é que a Isenção da Declaração de Imposto de Renda e a constante Movimentação de Dólares pelo Exterior fazem de Igrejas alvo de Quadrilhas Especializadas em Lavagem de Dinheiro.




     “Foto: Record comprada com auxílio de Cartel de Drogas”.




     Embora esporadicamente, casos de prisão de Pastores por envolvimento direto com o Narcotráfico indicam que a Participação de Determinadas Igrejas vai além da simples Lavagem de Dinheiro? Seria o caso da Igreja “Deus é Amor?”
     Em depoimento à Polícia Federal, Guilherme Filho Prado (que por 18 anos trabalhou como contador na IPDA) revelou que a Cúpula e Lideranças Regionais da “Deus é Amor” teriam envolvimento com o Narcotráfico, e cita o Traficante Fernandinho Beira-Mar como um dos Beneficiados.
     Ainda de acordo com as denúncias – feitas em 2000 e investigadas pela Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro e acompanhadas pela deputada federal Laura Carneiro (à época do PFL – RJ) -, membros de uma filial da IPDA transportavam Drogas, Armas e Dinheiro para a Vila Beira-Mar.
     Em setembro de 2010, um Pastor de uma congregação da IPDA de Ribeirão Cascalheira, a 893 km de Cuiabá (MT) foi preso em flagrante pela Polícia Civil embalando Drogas dentro da Própria Igreja.
     Dois meses depois, outro pastor foi preso em São Bernardo do Campo (SP) em um Laboratório de Drogas instalado em cima de uma Igreja.




        “Foto: Marcos Pereira é outro Pastor acusado de envolvimento com o Tráfico”.



     Apesar de declarações do advogado da IPDA – de que o ex-contador teria tentado extorquir a igreja – e de que nenhuma condenação teria sido imposta à cúpula, o testemunho de Guilherme Filho Prado serviu de base para uma operação de busca e apreensão na casa de David Miranda (fundador da Igreja “Deus é Amor”), em setembro de 2000, e outras investigações promovidas pela PF de Foz do Iguaçu, São Paulo e Rio de Janeiro, além de CPIs do Narcotráfico de São Paulo e Brasília.
     A suspeita é de que a Andy Viagens e Turismo, com escritório na Vila Mariana (SP) e de Propriedade da Igreja “Deus é Amor”, serviria de base para Operações de Lavagem de Dinheiro.
     De acordo com investigações realizadas pela Polícia Federal, somente entre 1992 e 1996 – portanto, anterior às denúncias de Guilherme Prado – cerca de 37 bilhões de reais teriam deixado o Brasil através de Foz do Iguaçu e tinham como destino contas do Fundador da Igreja “Deus é Amor”.
     Indiciado por Evasão de Divisas e Lavagem de Dinheiro, David Miranda compareceu a Superintendência da Polícia Federal de São Paulo na tarde de 16 de maio de 2000 para prestar esclarecimentos sobre o Envio de Remessas de Dólares para contas associadas à CC-5.
     Conquanto nenhuma acusação contra David Miranda e a nenhum outro membro da cúpula da IPDA tenha progredido nos Tribunais, a centralização do poder nas mãos da Família Miranda, a ligação com a agência Andy Viagens e Turismo (como pode ser comprovada com base em dados de um ex-funcionário da IPDA – disponível em um site de cadastro de currículos) e o extremo controle dos membros e patrimônio da igreja, seriam, pelo menos internamente, indícios de “manipulação”?
     Há quem suspeite das reais intenções da IPDA. De acordo com Sidnei Moura (que foi membro da IPDA por 15 anos), “usos e costumes são uma das muitas formas de manipulação e controle”.



     “Foto: Pastores da Mundial presos com fuzis M15 no Mato Grosso do Sul”.




     A IPDA também é conhecida por alguns processos movidos contra meios de comunicação, como no caso de uma ação movida contra a Rede Bandeirantes de Televisão, da qual a emissora e o repórter acabaram absolvidos - na reportagem, produzida pelo jornalista Sandro Barbosa de Araújo, o ex-contador da IPDA oferece detalhes do suposto “envolvimento” de lideres da igreja com o Narcotráfico e Lavagem de Dinheiro.
     Em outro processo movido contra o programa do Ratinho e SBT - aberto após declarações de Raquel Borges Miranda, nas quais acusa seu ex-marido, Daniel Oliveira Miranda, de viver luxuosamente e ser Usuário de Drogas – a IPDA saiu vitoriosa.
     Apesar da condenação ao programa e ao canal de televisão, parte das declarações da ex-mulher do filho de David Miranda foi confirmada pelo Deputado Estadual Renato Simões (PT), à época relator da CPI do Narcotráfico na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP).
     Segundo o relator, Daniel Oliveira de Miranda tem duas passagens pela polícia por Porte de Entorpecentes, embora deixe claro que “de maneira alguma isso significa que ele seja Traficante”.




DÚVIDAS.




     Até que ponto o relato de Guilherme Filho Prado pode ser considerado confiável? Sidnei Moura lembra que por ocasião de uma sabatina na ALESP, na qual Guilherme Prado foi convidado como testemunha chave, após entrar em contradição em diversas declarações que haviam sido dadas a imprensa, um dos parlamentares o questionou sobre possíveis provas.
     Em resposta, o ex-contador afirmou que teve acesso a várias Remessas Ilegais de Dinheiro, mas que a única coisa que podia afirmar sobre o Envolvimento de Traficantes foi ter visto os filhos de David Miranda recebendo tais Traficantes na Sede Mundial.
     Na ocasião, a IPDA fez uma gravação de trechos da sessão onde Guilhermino Filho Prado é confrontado e que passou a ser transmitida em meios de comunicação ligados a IPDA.
     "Lembro-me que era obrigado veicular a gravação mesmo em programas de horários alugados em rádios, e nesses programas a ordem era rodar de meia em meia hora, como também nos cultos da igreja sede - houve até cultos especialmente convocados apenas para se ouvir tal gravação”, declara Sidnei Moura.

     Ainda de acordo com Sidnei Moura, o que lhe pareceu estranho foi que antes de ir à ALESP, o ex-contador fez um verdadeiro alarde em diversas emissoras de rádio e televisão, e na última aparição na TV disse ter provas irrefutáveis da participação da IPDA nesse tipo de delito, e que apresentaria documentos que comprovavam tal esquema.
     “Depois de falar secretamente com membros da comissão foi a público sem uma única prova concreta sobre a denúncia – de envolvimento da IPDA com o Narcotráfico”, revela Sidnei Moura.
     O que ocorreu entre a última declaração de Guilhermino Prado, na TV, e a sabatina na ALESP?
     Não se sabe ao certo até que ponto o ex-contador teria “mentido” ou “ocultado” provas, e até onde possuía informações, mas seus depoimentos na TV Bandeirantes, e, principalmente, na Polícia Federal, foram claros no sentido de que a Igreja “Deus é Amor” teria algum tipo de envolvimento com Esquemas Ligados ao Tráfico de Drogas.
     A dúvida é de que maneira e por meio de qual elo frágil Narcotraficantes teriam se infiltrado.
     Sidnei Moura parece nos indicar um caminho. “O caso Guilhermino Prado não foi o único a levantar dúvidas sobre o tema - os dois filhos de David Miranda são conhecidos por terem uma Relação Instável na Igreja, saem e voltam com frequência, e quando saem envolvem-se com Traficantes”.
     “Porém, a força do sistema é extremamente cuidadosa para não expor suas fragilidades - daí a incerteza sobre todas essas acusações”, conclui Moura.

     Sobre a maneira como a instituição lidava com as denúncias, Sidnei Moura ressalta que o “caso acabou sendo proibido de ser falado na igreja e membros chegaram a ser disciplinados por terem acesso a tais reportagens ou por insistirem no assunto.”
     Em uma circular despachada recentemente pela Sede Mundial da Igreja “Deus é Amor”, obreiros, e demais membros são expressamente proibidos de manterem qualquer tipo de contato com ex-membros da IPDA –, particularmente obreiros e pessoas de destaque na instituição.
    Qual seria a razão da proibição e sob qual base jurídica a decisão foi aprovada?
     Procurada, a IPDA não quis se manifestar sobre a polêmica.
     Algo semelhante acontece em Outras Religiões, como no caso das Testemunhas de Jeová e na Congregação Cristã no Brasil.
     Pelo menos nestes exemplos, proibições são impostas aos adeptos com o intuito de mantê-los a salvo de más influências externas, e, ao mesmo tempo, sob seu domínio.
     O extremo centralismo administrativo na IPDA e as constantes disciplinas (e até mesmo processos judiciais) impostas a membros é algo no mínimo preocupante.





UM PROBLEMA GENERALIZADO.




     A IPDA não é a única a sofrer com acusações de Lavagem de Dinheiro e Associação com o Narcotráfico.
     No dia 11 de março de 2010 a Igreja Mundial do Poder de Deus teve seu nome estampado nos principais jornais após a prisão de três de seus Pastores acusados de Tráfico de Armas.
     Detidos em Miranda, Mato Grosso do Sul, com os Pastores teriam sido encontrados sete fuzis modelo M15 de Uso Exclusivo do Exército.
     Em depoimento, os Religiosos declararam que as Armas seriam levadas para Niterói e depois entregues a Traficantes de Morros do Rio de Janeiro.
     A Igreja Universal do Reino de Deus também seria alvo de acusações, sendo uma das primeiras direcionadas por Caio Fábio, que, em um vídeo distribuído a partir do YouTube, declara que Pessoas Próximas a Edir Macedo teriam viajado para Cali, na Colômbia, de onde teriam trazido Recursos para a Fundação da IURD.
     Três anos depois, Carlos Magno de Miranda – um ex-bispo da Igreja Universal e que por dez anos esteve ao lado do fundador – declarou, em entrevista ao blogueiro Vini Silva, que a Rede Record de Televisão teria sido comprada com Verbas Oriundas do Narcotráfico.
     A crise também teria atingido, recentemente, um dos mais destacados Pastores do Rio de Janeiro. Líder da Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias (IADUD), Marcos Pereira – conhecido por seu trabalho na Recuperação de Drogados e Traficantes -, virou alvo de inquérito policial após denúncias do líder do Afro Reggae, José Júnior.
     Segundo o denunciante, o líder da IADUD teria sido um dos principais mentores dos ataques no Rio, em 2006, logo após a Eleição de Sérgio Cabral para Governador do Estado.
     José Júnior, que entre 2006 e 2007 trabalhou ao lado de Marcos Pereira, também deu detalhes da participação do Pastor com o Narcotráfico, de Possíveis Abusos Sexuais cometidos contra Crianças e Mulheres, de Encenações de Curas e de seu temor de que poderia ser assassinado.
     Em nota, a IADUD classificou como levianas as acusações e lamentou pelo fato de que o assunto tenha sido levado ao conhecimento público.








2ª parte.
    




CARTEL de CÁLI.


    
     Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.






      O Cartel de Cáli era um Cartel de Drogas, situado na região sul da Colômbia, ao redor da cidade de Cáli, chefiado pelos irmãos Gilberto e Miguel Rodríguez Orejuela.
     De acordo com algumas estimativas o Cartel de Cáli controlou 80% das exportações de COCAÍNA da Colômbia (após a separação do Cartel de Medellín devido à morte e captura de seus líderes entre eles o mais conhecido: - Pablo Escobar) para os Estados Unidos.
     Gilberto Rodríguez Orejuela fundou o Cartel de Cáli em 1977 em conjunto com José Santacruz Londoño.
     Observação do escriba: - Na Wikipédia está disponível apenas uma referência sobre o Cartel de Cáli.



VER TAMBÉM.


Cartel de Medellín.  



CATEGORIAS:


Sociedade da Colômbia.
Organizações criminosas.
Cáli.
Narcotráfico na Colômbia.



     Esta página foi editada pela última vez às 13h50min de 27 de novembro de 2017.






3ª parte.



FERNANDINHO BEIRA-MAR.



     Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.





     Luiz Fernando da Costa, mais conhecido como Fernandinho Beira-Mar (Duque de Caxias, 04 de julho de 1967 – 50 anos), é um criminoso brasileiro, líder da organização criminosa Comando Vermelho.
     É considerado um dos maiores Traficantes de Armas e Drogas da América Latina.



BIOGRAFIA.



     Fernandinho Beira-Mar foi criado na Favela Beira-Mar, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.
     Aos 20 anos, Fernandinho foi preso por roubo, tendo chegado a furtar Armas Pesadas do Exército e revendê-las para Traficantes Cariocas.
     Ao cumprir sua pena, voltou a morar na Favela Beira-Mar onde, aos 22 anos, tornou-se uma das “cabeças" do Tráfico Local.
      É considerado um dos Maiores Traficantes de Armas e Drogas da América Latina
     Para fugir aos cercos da polícia local, decidiu se refugiar no Paraguai com seu principal fornecedor de Maconha.
     Já com o intuito de dominar a Distribuição de Drogas no Rio de Janeiro, Fernandinho Beira-Mar providenciou uma festa e chamou parentes e aliados.
     A polícia por sua vez fez um cerco para prendê-lo, mas ele escapou e, por se sentir traído por seus aliados, ordenou mortes e assumiu a distribuição de drogas local.
     Fernandinho Beira-Mar fugiu para o Uruguai, mas, como não tinha muitos recursos, se aliou com as FARC na Colômbia para estudar como unir facções, mas foi preso pelo Exército Colombiano e deportado ao Brasil.
     No presídio, Beira-Mar conseguiu adquirir Pistolas Automáticas dentro da Penitenciária Bangu I e executou o desafeto UÊ, líder da ADA, que tinha se recusado a unir as facções para se por contra o Estado.
     Está preso desde 2002. Desde aquela data até 2008, foi sendo transferido constantemente, de Presídio em Presídio, devido ao fim do regime especial de prisão e de decisões da Justiça.
     Em dezembro de 2010, durante a ocupação do Complexo do Alemão, foram encontradas cartas atribuídas a Beira-Mar, possivelmente enviadas da prisão, em Mato Grosso do Sul.
     Nessas cartas, o prisioneiro sugere que seus comandados se aliem às milícias do Rio de Janeiro e organizem sequestros de autoridades para trocá-las por milicianos que se encontrem presos.
     Com base na apreensão das cartas, é possível que Beira-Mar volte a ser enquadrado no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD).
     Em 02 de fevereiro de 2012, foi transferido para o Penitenciária Federal de Porto Velho de Rondônia.
     Atualmente, cumpre pena na Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.
     Em 2015 Beira Mar foi condenado a 120 anos de prisão pela morte de 04 traficantes durante uma rebelião ocorrida em Bangu I no Complexo Penitenciário de Gericinó em Setembro de 2002.
     Em Agosto de 2016 Fernandinho Beira Mar foi condenado a mais de 30 anos de prisão pela morte de um estudante em 1999, cumprindo pena na Penitenciária Federal de Porto Velho.
     Em Maio de 2017 foi novamente transferido para a Penitenciária Federal de Mossoró no Rio Grande do Norte.



LIVROS e ESTUDOS SOBRE NARCOTRÁFICO.



     O Sistema Criminoso montado pelo Narcotraficante Fernandinho "Beira-Mar" já foi objeto de Estudo Acadêmico.
     Encontra-se, ainda, Analisado na Literatura Nacional, por vários Autores, como o Jornalista PERCIVAL DE SOUZA (“NARCODITADURA: - O Caso Tim Lopes, Crime Organizado e Jornalismo Investigativo no Brasil”, de 2002), a Filósofa ALBA ZALUAR (“Integração Perversa: - Pobreza e Tráfico de Drogas”, de 2004) e o Bancário WAGNER FONSECA LIMA (“Violência Corporativa e Assédio Moral”, Edições Armazém Digital/RJ, de 2005).
     Também é citado no Livro CV PCC que estão Enfrentando uma Guerra Intensa as Duas Facções – “A Irmandade do Crime”, de CARLOS AMORIM (Editora Record) e no Livro “Direito Informal e Criminalidade: - Os Códigos do Cárcere e do Tráfico”, de ROBERTO BARBATO JR. (Editora Millennium).


     Observação do escriba: - Na Wikipédia estão disponíveis cinco referências sobre o assunto.






Categorias:



Nascidos em 1967.
Naturais de Duque de Caxias (Rio de Janeiro).
Traficantes de drogas do Brasil.
Assassinos do Brasil.


     Esta página foi editada pela última vez às 05h06min de 25 de novembro de 2017.





4ª parte.





MARCOS PEREIRA da SILVA.



     Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.



     Marcos Pereira da Silva (Rio de Janeiro, 29 de novembro de 1956 – 61 anos) é Pastor da Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias. Tem dois filhos.
     Fundador da Assembleia de Deus dos Últimos Dias, o Pastor é famoso desde a década de 1990 por Trabalhos Sociais com Presidiários.
     No ano de 2004, após uma Rebelião na Casa de Custódia de Benfica, o religioso foi chamado pelo então Secretário de Segurança, Antony Garotinho, para mediar a situação, conseguindo em seguida que os presos se entregassem, terminando o motim.
     Na ocasião, 34 presos haviam sido assassinados pela facção Comando Vermelho.
     Na política, apoiou o Cantor Waguinho como candidato a Senador em 2010, e a Prefeito de Nova Iguaçu em 2012.
    Em 2013, foi Preso Acusado de Diversos Crimes, tais como Estupro e Lavagem de Dinheiro.
     A polícia federal teria chegado a divulgar algumas escutas telefônicas nas quais o pastor marcava encontro com uma mulher, supostamente, uma fiel da sua igreja.
     Waguinho, seu amigo pessoal, declarou tratar-se de "armação" por parte de José Júnior, líder do AfroReggae, com quem Marcos Pereira possuía divergências.
     Em resposta, sua Denominação publicou Vídeos com supostos depoimentos de fiéis acusando membros do AfroReggae de tentar aliciar testemunhas a acusar o Pastor Marcos Pereira.
     O Religioso foi condenado a 15 anos de prisão por Estupro, mas em dezembro de 2014 a Justiça do Rio de Janeiro concedeu um habeas corpus.


     Observação do escriba: - Na Wikipédia estão disponíveis oito referências sobre o Pastor Marcos Pereira da Silva.




ALGUMAS REFERÊNCIAS CURIOSAS.




     01 - Veja (09 de maio de 2013). «Ex-funcionário acusa pastor Marcos Pereira de tramar rebeliões de presos». Consultado em 02 de junho de 2013.


     02 - Vermelho.org (08 de novembro de 2011). «Renato Rabelo e Netinho abonam filiação de Waguinho ao PC do B - RJ». Consultado em 02 de junho de 2013.


     03 - Veja. «Veja On Line: Pastor Marcos Pereira Preso por Estupro.». Consultado em 20 de maio de 2013.


     04 - Portal Cristão. «Pastor Marcos Pereira é transferido para Bangu 2 e cantor Waguinho afirma que tem motivo político na Prisão do Pastor». Consultado em 21 de maio de 2013.


     05 - Tiago Chagas, Gospel Mais (17 de maio de 2013). «Gravação mostra membros do AfroReggae supostamente coagindo testemunhas a acusar o Pastor Marcos Pereira de Estupro, diz ADUD; Assista». Consultado em 21 de maio de 2013.



Categorias:


Nascidos em 1956.
Criminosos do Brasil.
Assembleias de Deus.
Pastores do Brasil.
Pentecostais do Brasil.
Escritores pentecostais.
Criacionistas.


     Esta página foi editada pela última vez às 01h59min de 09 de dezembro de 2017.





5ª parte.




     Por Pâmela Oliveira, do Rio de Janeiro – 08 de maio de 2013, 19h59m.
    


     VÍTIMAS do PASTOR MARCOS PEREIRA da SILVA AFIRMAM que ESTUPROS eram parte da SALVAÇÃO.



     MULHERES contaram à polícia que Pastor Comandava Orgias, mantinha MÉDICO PARTICULAR para realizar ABORTOS e, ao fim dos Abusos Sexuais, ordenava que os participantes pedissem perdão uns aos outros.

     Marcos Pereira da Silva acreditava na Impunidade e beneficiava-se do mesmo mecanismo que permite a ESTUPRADORES CONTUMAZES a manter a rotina de Abusos Sexuais contra suas Vítimas: - O MEDO.
     A jovem conta em seu depoimento que resolveu denunciar o Pastor Depois que se Casou.
     Ao saber do relacionamento da Jovem com um Rapaz, Marcos Pereira da Silva tentou Separar o Casal e chegou a afirmar que os filhos dos dois “Nasceriam Defeituosos”.
     Os depoimentos das vítimas que acusam o Pastor Marcos Pereira de Estupro indicam que o líder da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) promovia Orgias e Abusos Sexuais como se estivesse salvando as pessoas de Espíritos do Mal.
     As Violações aconteciam na Sede da Igreja, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, e em Uma Residência da ADUD, onde moravam cerca de 30 seguidoras da Seita.
     Uma das Vítimas, que contou ter sido Violentada pelo Pastor dos 14 aos 22 anos de idade, disse que ao se tornar seguidora do Pastor Marcos Pereira da Silva e começar a usar o “ROUPÃO” Típico dos Fiéis foi muito criticada pela família.
     Ao ouvir o Pastor afirmar que as Críticas “eram Influência do Diabo”, a jovem deixou a Casa dos Pais e se mudou para a Residência da Assembleia.
     De acordo com o depoimento, prestado no dia 15 de abril de 2013, antes dos Estupros o Pastor afirmou que estava “vendo um Espírito Lésbico” na jovem.  
     Depois de algumas conversas, começaram os Abusos Sexuais. Segundo a Vítima, Marcos Pereira passou “a trazer outros membros da ADUD para participar dos Atos Sexuais”.
     Em uma das vezes, um “Garoto de Programa” participou da Orgia, contou ela.
     Segundo a Vítima, o Líder da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) “tinha sempre predileção por Sexo Anal”.


LEIA TAMBÉM:


Pastor Marcos Pereira da SILVA é acusado de Estuprar Menores e de Matar uma Delas.
Pastor Marcos Pereira é preso por Estupro no Rio.
MARCO FELICIANO e os amigos poderosos do Pastor Marcos Pereira da Silva.


    

    
     Outra Vítima relatou sequência de Abusos Sexuais cometidos pelo Pastor entre 2009 e 2010.
     Em depoimento prestado no dia 17 de abril de 2013, ela diz que “era forçada a praticar Sexo Oral e tocar nas partes íntimas” do pastor.
     Em uma das vezes, conta ela, o líder da ADUD tentou fazer Sexo Anal, mas não conseguiu.
    Depois disso, “exigiu que fosse feito Sexo Oral. Não consegui reagir. ESTAVA ATERRORIZADA”, disse.
     Marcos Pereira da Silva era figura conhecida no Rio por “salvar” pessoas condenadas pelo Tribunal, do Tráfico e por Regenerar Criminosos.
     O MEDO que as Vítimas tinham do Pastor, segundo o Delegado Márcio Mendonça, evitava que elas o denunciassem.
     Durante o depoimento, a Jovem que foi Violentada por oito anos disse que precisou de “muito tempo para ter coragem de denunciar o Pastor”.
     “Temia que acontecesse algo ruim com a minha família. Todos os membros da Igreja têm pelo Pastor Marcos um temor reverencial por ele ser o Líder Espiritual de todos”, afirmou.

     SALVAÇÃO – Outra mulher que denunciou o Pastor em março de 2012 disse que Marcos Pereira afirmou que ela precisava de um “Conserto Espiritual”.
     No depoimento prestado à polícia, ela conta que o Pastor a “encurralava, pegava sua mão e a passava no seu pênis”.
     Ela contou ainda que viu Marcos Pereira fazendo sexo com outras internas.
     Com o tempo, ela passou a permitir os abusos porque “entendeu” que tinha de deixar o pastor abusar dela para que “não pecasse com mulheres do mundo exterior”.
     A mesma mulher conta que se casou com um fiel e que o líder da Assembleia de Deus dos Últimos Dias “mandou que o Marido dela fosse Evangelizar as pessoas” em Favelas enquanto a Assediava.
     Em 2006, o Pastor mandou seu Marido para uma Favela, à noite. Logo depois, duas seguidoras de Marcos Pereira bateram em sua porta e a convenceram a ir ao encontro do Pastor na Sede da Igreja. Lá, ela foi mais uma vez Violentada pelo Pastor.

    ABORTOS – As Vítimas afirmam que o Pastor Marcos Pereira da Silva não usava preservativo.
    Uma delas contou à polícia que o Religioso mantinha um MÉDICO PARTICULAR para realizar ABORTOS nas Fiéis que Engravidavam.
     Ex-mulher do Pastor, Ana Madureira da Silva, também acusa Marcos Pereira de Estupro.
     Em depoimento prestado em março de 2012, ela afirma que “apesar de Marcos nunca ter estudado profundamente a Bíblia, acabou tornando-se Pastor”. E que Marcos baseava-se “Em Visões”.
    Ao fim das Orgias, o Pastor exigia que os participantes pedissem desculpas uns aos outros e confessassem os Pecados.



FOTOS e REFERÊNCIAS.




     “Foto: - 1/14 - O Pastor Marcos Pereira, Preso por Estupro, chega para audiência no Fórum do Rio de Janeiro. (Daniel Ferrentini - Ag. O Dia-01-07-2013)”.

     “Foto: - 2/14 - Movimento no Fórum de São João de Meriti, onde acontece a audiência de instrução e julgamento do Pastor Marcos Pereira da Silva. (Daniel Ferrentini - Ag. O Dia-01-07-2013)”.

     3/14 - Pastor Marcos Pereira com uniforme da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). (Divulgação).

     5/14 - Pastor Marcos Pereira é acusado de estupro. (Gustavo Azeredo/Ag. O Globo).

     6/14 - O pastor Marcos Pereira durante culto na Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias. (Uanderson Fernandes/Agência O Dia).

     7/14 - Reprodução do Pastor Marcos Pereira da Silva, da Assembleia de Deus dos Últimos Dias, que foi preso acusado de Estupro na Rodovia Presidente Dutra, em São João de Meriti, Baixada Fluminense (Oswaldo Prado/Agência O Dia/Folhapress).

     8/14 - O Deputado Marcus Vinicius realizou sessão solene para entrega da Medalha Tiradentes ao Pastor Marcos Pereira, em 2012. (Murilo Rezende/Futurapress).

     9/14 - Pastor Marcos Pereira durante Rebelião no Presídio de Bagé, em 2009. (VEJA.com).

     10/14 - O Pastor Marcos Pereira da Silva durante culto na Assembleia de Deus dos Últimos Dias, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. (Folhapress).

     12/14 - Pastor Marcos Pereira, ao lado do também Pastor e Deputado Marco Feliciano. (Divulgação).

     13/14 - Pastor Marcos Pereira com a Deputada Federal Jandira Feghali (PC do B). (VEJA.com).

     “Foto: 14/14 - Pastor Marcos Pereira, com o ex-vereador Netinho e o ex-pagodeiro Waguinho. (Divulgação)”.






6ª parte.





DAVID MARTINS de MIRANDA.



     Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.



     David Martins de Miranda (Reserva, 04 de julho de 1936 — São Paulo, 21 de fevereiro de 2015 – 78 anos) foi um pastor evangélico pentecostal, fundador da Denominação Evangélica Brasileira Igreja Pentecostal “Deus é Amor” (IPDA), em 1962.



BIOGRAFIA.




     Filho do agricultor Roberto Martins de Miranda e da dona de casa Anália Miranda, David Miranda mudou-se do Paraná para São Paulo em abril de 1958, ainda jovem.
     Converteu-se ao Pentecostalismo em 06 de Julho de 1958 na Igreja Cristã Pentecostal “Maravilhas de Jesus”, dirigida na época pelo Pr. Leonel Silva.
     Até o final da década de 1960, a grande maioria das Igrejas Pentecostais eram radicalmente contrárias à Política, ao Divórcio, à Televisão e outras práticas, porém muitos destes Costumes foram Abolidos e práticas modernas passaram a ser aceitas.  
     Não conformado, David Miranda fundou um ministério em 1962, no Bairro de Vila Maria, mudando-se posteriormente para a Baixada do Glicério.
     O nome: - Igreja Pentecostal “Deus é Amor”, segundo conta o Missionário em sua autobiografia, foi revelado pelo próprio Deus numa madrugada de Oração.
     Casou-se em 12 de Junho de 1965, com Ereni Oliveira de Miranda, com quem teve 04 filhos: Pr. David Miranda Filho, Daniel Miranda, e as Cantoras Débora Miranda de Almeida e Léia Miranda.
     Em 1979, David Miranda adquiriu o terreno que hoje abriga a Sede Mundial da IPDA, inaugurado em janeiro de 2004 e denominado “O Templo da Glória de Deus”, em uma área de 70 mil metros quadrados, com capacidade total para 60.000 pessoas sentadas, reconhecido como um dos maiores Templos Evangélicos do Mundo, perdendo para o Grande Templo Assembleia de Deus em Cuiabá, que tem capacidade para 80 mil pessoas sentadas.
     David Miranda faleceu às 23h45 do dia 21 de fevereiro de 2015, aos 78 anos de idade, vítima de infarto.
     O velório foi nos dias 22, 23 e 24 de fevereiro, no “Templo da Glória de Deus” e o sepultamento no Cemitério Jardim Horto Florestal, na Zona Norte de São Paulo.



     Observação do escriba: - Na Wikipédia estão disponíveis cinco referências e três ligações externas sobre o Pastor David Miranda.




UMA REFERÊNCIA CURIOSA.



     01 - «Justiça condena Ratinho e SBT por ofensa a Pastor Evangélico». 22 de Janeiro de 2006. Consultado em 21 de Maio de 2012.



LIGAÇÕES EXTERNAS.



Página da Igreja Pentecostal “Deus é Amor”.
Auto Biografia de David Miranda e IPDA.
Rádio Voz da Libertação.






Categorias:


Nascidos em 1936.
Mortos em 2015.
Pastores do Brasil.
Naturais de Reserva (Paraná).
Protestantes do Brasil.
Líderes Religiosos.
Pentecostais do Brasil.



     Esta página foi editada pela última vez às 16h20min de 05 de abril de 2017.






7ª parte.




LOIRA que se ENVOLVEU com DAVID MIRANDA FILHO PUBLICA VÍDEO para se DEFENDER.



     Por Rede Pentecostal em 08 de abril de 2017.


     A jovem goiana Aline Ferreira, publicou um vídeo se defendendo das acusações de ter forjado uma mentira para incriminar o Pastor da Igreja Pentecostal “Deus é Amor”, David Miranda Filho.
     Aline Ferreira está sendo pivô de um escândalo envolvendo o Pastor “deusamorense”, após ter mantido uma suposta conversa indecente com ele no Facebook.
     Apelidada na web de “Loira do Flerte”, Aline afirmou que havia pessoas afirmando que ela estava mentindo quando disse ter tido a conversa comprometedora com Davi Filho.
     “O povo me caluniou, falou mal de mim, me ameaçou tá aí a verdade apareceu aí”, declarou a moça. Veja no vídeo abaixo:
     Aline ainda fez questão de garantir que era mesmo o Pastor que estava conversando com ela e que os defensores dele são idólatras.
     A loira garantiu ainda que seu perfil no Facebook não é falso e ainda aproveitou para sugerir um futuro para David Miranda Filho.


Saiba Mais

     “Pouca vergonha”, diz Sérgio Sora sobre escândalos na IPDA.
     Veja aqui o vídeo da suposta conversa entre o Pastor e a Jovem.
     E agora? Qual será o futuro de David Miranda Filho?
     David Miranda Filho pede perdão pelo escândalo.

     “Eu percebi que ele gosta de mulher, né? Ele gosta de mulher! Agora ele vai poder fazer o que quiser da vida dele, agora ele pode casar, sei lá ficar com as mulheres… acabou aquela pressão”, afirmou Aline no vídeo.

     A loira do flerte ainda pediu que os Pastores e membros da IPDA não abandonem seus cargos em função do ocorrido. “Eu peço que não larguem da igreja por causa do Pastor (David Miranda Filho)… agente tem que ir pra igreja por causa de Jesus, não por causa do homem não”, afirmou.







8ª parte.





DAVID MIRANDA FILHO sai da IPDA e ANUNCIA a FUNDAÇÃO de NOVO MINISTÉRIO.


    
Por Rede Pentecostal em 23 de maio de 2017.


     O pastor David Miranda Filho, anunciou hoje (04) através do seu Facebook oficial a fundação de um novo ministério, a “Igreja Pentecostal Santificação no Senhor”, ministério David Miranda Filho.
     A postagem do pastor não dá maiores detalhes sobre seu novo ministério, limitando-se a dizer que sua nova denominação está pautada no evangelho de São João 17:17: “Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade”.

     Postagem do pastor sugere que saiu da IPDA e pretende fundar nova denominação. Será que agora vai? (Reprodução: Facebook).

     David Filho foi afastado da sua denominação, a Igreja Pentecostal Deus é Amor (IPDA), depois que um vídeo, publicado nas redes sociais mostrou o Pastor tendo uma conversa de Teor Sexual com uma Jovem através de um aplicativo de mensagens.
     Posteriormente David foi alvo de um novo vazamento, muito pior que o anterior, em que em um áudio o Pastor aparece falando coisas impublicáveis com outra mulher desconhecida.
     A decisão do pastor tem dividido as redes sociais, a maioria dos internautas não entenderam direito se o Pastor realmente saiu da Igreja Pentecostal “Deus é Amor”.
     Outros, no entanto já entenderam que o Pastor se desfiliou da IPDA e tem apoiado a decisão de Miranda.
     “Deus não deixou nome de igreja.. Se eles não aceita (sic) o David na Deus é Amor , ele quer trabalhar, tá na oração, tem mais que abrir um ministério, importa que a palavra seja pregada, quem perde um grande homem de Deus, é a IPDA, assim como já perderam tantos outros por falta de união, amor para com os outros… Não sabem perdoar”, comentou um internauta.

     Veja também: Pastor David Filho terá direito a uma indenização bastante elevada, comenta advogado.
     David Filho rebate criticas e promete abrir Igrejas em todo Brasil.
     “Paz do Senhor! Isso aí pastor David Miranda Filho,vai em busca das almas, o homem barrou você de fazer a obra mais Deus é contigo”, declarou outro internauta.

     Entretanto, alguns membros da IPDA não viram com bons olhos a decisão de David Filho, argumentando que o Pastor está em rebelião por não ter cumprido integralmente a sua prova e partir para fundar uma nova denominação.


     “Foto: Arte mostra o começo da identidade visual do ministério de David Miranda Filho. (Reprodução Facebook).

     “(…) Ele está pagando apenas por um erro que ele mesmo confessou que cometeu, e estamos sujeitos a errar também, mais abrir outro ministério antes da disciplina terminar, é rebelião, romper barreiras é ficar firme e vencer, voltar atrás, Não venceu barreiras não!”, sentenciou um usuário.
     “Um absurdo isso! Toda vida a Igreja não lhe apoiou? E agora causar divisão dentro de Igreja, isso é mais triste de que quando reconheceu seu pecado; uma Igreja nascer da divisão de alguém é triste”, declarou outro internauta.
     Em novembro do ano passado, o Pastor David Miranda Filho chegou a se explicar por uma postagem que sugeria que ele iria sair da IPDA quando pediu dinheiro aos internautas para organizar concentrações independentes.
     Posteriormente, Miranda desistiu da empreitada e voltou atrás na sua decisão. Agora tudo indica que a situação entre a diretoria da IPDA e David Filho tem ficado mesmo insustentável.
     Na visão de David Filho seus erros não são suficientes para mantê-lo afastado tanto tempo assim dos púlpitos, mas a diretoria não pensa assim.
     Trazê-lo de volta a comunhão em um prazo relativamente curto, pode elevar de forma descomunal as criticas à IPDA, que tem sido bastante criticada na forma como tem lidado com os Casos Amorosos do Pastor.
     A Rede Pentecostal segue acompanhando o desenrolar do que pode ser mais uma grande cisão dentro de um dos maiores Ministérios Pentecostais do Mundo.





9ª parte.




EX-GENRO de DAVID MIRANDA contará em LIVRO por que deixou a IGREJA “DEUS é AMOR”.



     SÉRGIO SORA ANUNCIOU EM SEU PERFIL NO FACEBOOK QUE PUBLICARÁ LIVRO SOBRE SUA SAÍDA DA IGREJA PENTECOSTAL “DEUS É AMOR”. SEGUNDO ELE, O LIVRO REVELARÁ "COISAS QUE ESTÃO OCULTAS AOS OLHOS DE MUITOS" E ESTARÁ DISPONÍVEL EM ATÉ SEIS MESES.





     “Foto: Sérgio Sora em sua Igreja no RJ”.


      Apontado até então como sucessor e herdeiro natural do trono de David Miranda, de seu púlpito blindado no Maior Templo Evangélico da América do Sul no centro de São Paulo, e de mais de 09 mil Igrejas o então presbítero Sergio Sora casado com a cantora Leia Miranda (filha mais nova de David Miranda) foi desligado da Igreja “Deus é Amor”, em 2005, por acusações de exigir a renúncia de David Miranda da presidência da igreja e por tê-lo submetido a cárcere privado e violência. Sergio Sora nega as acusações.
     Nas últimas semanas em sua página no Facebook Sora divulgou a informação de que decidiu publicar em um livro os principais motivos que o levaram a se desligar da igreja há seis anos, presidida por seu ex-sogro e em que por mais de vinte anos ocupou a função de vice-presidente.
     Sergio Sora era casado com a filha mais nova de David Miranda, a cantora Leia Miranda, e por muitos anos ocupou a vice-presidência da igreja, dirigiu as principais capitais do país e era cotado como provável sucessor de David Miranda para a presidência da denominação, porém de acordo com reportagem da versão online da Revista Isto É publicada em 23 de fevereiro de 2005, um desentendimento familiar envolvendo agressões de David Miranda contra sua esposa Ereni culminaram no desligamento de Sora da denominação.
     Acusado de ter coagido Miranda a renunciar a presidência, de tentar agredi-lo e feri-lo, e de tê-lo submetido a cárcere privado, Sora foi o principal tema da reunião ordinária da diretoria da denominação no primeiro dia do ano de 2005, quando se decidiu por sua expulsão.
     Sora nega as acusações, e à revista Sora afirmou que foi expulso por não aceitar o “mau testemunho” e o “terrível mau exemplo” de David Miranda, bem como as “horríveis agressões físicas e verbais” causadas a sua esposa.



     “Foto: David Miranda em seu púlpito blindado em SP”.


     Após deixar a Igreja “Deus é Amor” Sergio Sora e sua então esposa Leia Miranda foram recebidos na Igreja Evangélica “Vida em Cristo”, denominação sediada no Rio de Janeiro e fundada por um Pastor amigo de Sora.
     Enquanto realizava campanhas e cultos em sua recém igreja, Sora continuou apresentando programas de rádio em emissoras do Rio de Janeiro, mas sua principal ferramenta de comunicação era seu site – enquanto ainda ligado a IPDA, Sora saiu na dianteira ao eleger a internet como sua principal ferramenta de transmissão de seus sermões e de divulgação de suas campanhas, e por essa razão seu contato com membros da ex-igreja continuaram por um bom tempo.
     Aproveitando-se do banco de dados de seu site, semanalmente Sora entrava em contato com os internautas divulgando notas sobre sua saída da IPDA, e principalmente críticas às declarações polêmicas de David Miranda em seus programas de rádio e transmissões de seus cultos.
     Durante esse período, Leia Miranda, agora usando apenas o sobrenome de seu marido, lança um novo CD com título “Liberdade”, transmitindo através da música de forma sutil a ideia de “liberdade” que agora obtiveram ao deixar a denominação.
     Nesse período, Sergio Sora pregou em diversas igrejas evangélicas do país como Assembleia de Deus em Madureira e Assembleia de Deus do Bom Retiro, e recebeu diversas manifestações públicas de pregadores conhecidos em todo país como Abílio Santana da Assembleia de Deus baiana, apoiando sua decisão de ter deixado a IPDA.
     Com a finalidade de legitimar seu trabalho frente a outros pastores e igrejas, Sora solicitou a um pastor da Igreja Presbiteriana Renovada que realizasse sua consagração ao pastorado, e a partir daí passou a liderar a Igreja “Vida em Cristo” no Rio de Janeiro, abrindo congregações em São Paulo e em outros estados passando a receber diversos crentes que abandonaram a Igreja “Deus é Amor” para congregar em sua denominação.
     Na IPDA, Sora era conhecido como de linha dura no trato com obreiros, mas também na relação da igreja com outras denominações.  
     Era comum em reuniões de obreiros Sora disciplinar auxiliares por motivos banais, tais como iniciar o recolhimento de ofertas sem ordem expressa e direta dele, e em seus cultos era recorrente as suas declarações contra outras denominações chegando ao ponto de cunhar um jargão específico para se referir à Igreja de Edir Macedo: - Igreja Universal do Reino da Carnalidade -, jargão que acabou sendo adotado pelo próprio David Miranda e por outros líderes da denominação.
     Sora foi o principal responsável pela implementação de campanhas e práticas nada ortodoxas nos cultos da “Deus é Amor”, tais como a valorização da “Teologia da Prosperidade” e o uso de Amuletos como “O Selo da Prosperidade”, a foto da “Língua de Fogo” e a Consagração de Objetos, abrindo precedente para uma enxurrada de outras Práticas Bizarras nos cultos da IPDA por toda uma nova geração de obreiros, práticas que ele mantém até hoje em sua igreja.
    Devido ao seu sucesso de público em suas Campanhas de Prosperidade na Sede Mundial da Igreja em São Paulo, David Miranda o batizou como “Apóstolo de Cristo”, e por diversas vezes foi substituído por Sora em concentrações por todo o Brasil e outros países da América do Sul.
     Enquanto nenhum pastor da IPDA tinha autorização de tomar decisões nas igrejas sob sua responsabilidade devendo submeter qualquer assunto a diretoria da igreja por mais simples que fossem (como a consagração de novos obreiros), Sora acumulava privilégios mesmo após deixar a vice presidência, exercendo amplos poderes de decisão, deliberação e execução.
      Sergio Sora está há dois anos separado da cantora Leia Miranda, que abandonou a Igreja “Vida em Cristo” e passou a congregar na Igreja Batista da Barra, no Rio de Janeiro, igreja que tem entre seus líderes a cantora Fernanda Brum, e se prepara para um novo projeto de gravação sob a direção de Emerson Pinheiro, esposo de Fernanda Brum. (Leia nota no rodapé da postagem).  
     Após sua separação, Sora foi afligido por um período de depressão, mas agora tem planos de casar-se novamente e está construindo a sede própria de sua igreja no Rio.
     Ele garante que embora não tenha a intenção de “citar nomes” revelará em seu livro sobre sua saída da IPDA coisas que “estão ocultas aos olhos de muitos”.
     Perguntei-lhe se poderia citar pelo menos um exemplo dessas “coisas ocultas” a que se referiu, e ele se negou a dar maiores detalhes, pois segundo ele, foi ameaçado pela cúpula da IPDA e por sua ex-mulher de que qualquer declaração pública dele que venha lhes denegrir a imagem será alvo de ações judiciais por calúnia e difamação, por essa razão ele pretende fazê-las apenas no “momento apropriado”.
     Perguntei-lhe sobre seu “novo” casamento, e ele declarou que “embora não esteja escrito na Bíblia que um Pastor deve estar casado para exercer suas funções” ele pretende “regularizar sua situação emocional” em breve.
     Acerca de suas declarações a revista Isto É de que obreiros e membros da IPDA estariam sendo “assolados por uma grande cegueira espiritual” questionei-lhe se ele não se sentia responsável por isso por ter incrementado práticas antibíblicas nos cultos.
     Sora respondeu que se referia à forma em que as coisas “são conduzidas” e não a “fé”, e que eu estaria “equivocado” em fazer tal afirmação, pois, segundo ele, suas práticas ainda que Teologicamente reprováveis do ponto de vista ortodoxo são realizadas “com base na Bíblia”.
     E completou sua defesa: “a letra mata, o espírito vivifica”.


     *Antes da publicação deste texto troquei diversas mensagens com Sora (por emails e ligações telefônicas) e Leia (apenas por email) para averiguação e expressão do ponto de vista dos dois sobre o tema. Leia nega que esteja separada de Sora há dois anos - segundo ela Sora deixou de viver maritalmente com ela em março de 2011. Ela nega também que tenha ameaçado Sora de processá-lo em eventual manifestação pública dele sobre relacionamento rompido ou declarações sobre a IPDA.






10ª parte.





REV. EDNALDO BREVES.



    
Este blog serve para que eu possa compartilhar com todos, um pouco das pessoas, curiosidades, mensagens, estudos, pastorais e acontecimentos que são relevantes, para nosso país, minha vida, família e para vida de toda comunidade onde estou inserido. Segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013.



O DILEMA NA SUCESSÃO DE DAVID MIRANDA NA IGREJA “DEUS É AMOR”.




     A Igreja Pentecostal “Deus é Amor”, a segunda maior igreja pentecostal do país, completou em 2012, meio século de existência.
     A igreja conta hoje com diversas filiais em vários países do mundo e uma gigantesca cadeia de rádios no Brasil e na América Latina.
     Todo o êxito que a IPDA conquistou, se deve em grande parte à figura do Missionário David Miranda como líder dessa denominação.
     Sua autoridade impediu que a IPDA se dividisse em muitos levantes promovidos por obreiros rebelados.
     É considerado homem de oração, característica rara entre a liderança da igreja hoje.
    É um líder reservado. Não é vaidoso nem extravagante. Raras vezes tem seu nome exposto na imprensa.
     Miranda implantou uma doutrina rígida na IPDA que na visão de muitos, o favorece como sendo um dos poucos líderes que lutam para manter a Santidade na Igreja.
     Miranda completou 76 anos em 04 de julho de 2012. Sua idade avançada já está começando a se tornar um empecilho para exercer plenamente sua função de liderança.
     Quando era mais novo realizava grandes concentrações pelo Brasil e pela América Latina. Isso ajudava muito a consolidação do nome da igreja no exterior.
     Diante desse problema, todos na IPDA já começam a cogitar a possibilidade do afastamento de David Miranda, seja por idade ou caso o Senhor o recolha.
     Com a vaga em aberto quem poderia assumir o lugar de David Miranda? Tem que ser um Pastor muito bem preparado, pois a tarefa será dura.
     O novo Pastor terá que conter a saída de membros para outras denominações e rachas promovidos por obreiros insatisfeitos.
     Terá que convencer os membros  que  também é um “especialista” em curas e que tem autoridade incontestável.
    Certamente ninguém fora do circulo familiar assumirá o cargo de líder da “Deus é Amor”.
     Os principais cargos na diretoria da igreja, sempre foram ocupados por familiares de David Miranda, o que indica que eles mesmos elegerão o novo líder.
     Muitos membros especulam os principais candidatos a sucessor, falaremos sobre eles.

     Daniel Miranda – É o filho mais novo de David Miranda e membro da diretoria ocupando o cargo de diretor administrativo. É o principal candidato a assumir o cargo do pai.
     Ganhou destaque na igreja principalmente com a saída de Sérgio Sora, apontado até então como grande candidato. É semelhante ao pai em diversos aspectos, principalmente nas pregações.
     Tem boa proximidade com as IPDAs na América Latina, realizando com freqüência concentrações nesses países pregando em espanhol. Possui a simpatia dos membros mais idosos da igreja. Sua esposa também administra congregações e ministra estudos bíblicos.
     Daniel Miranda foi visto recentemente em uma “Assembléia de Deus” ao lado do Pastor Marco Feliciano.
     Se assumir a direção da igreja provavelmente promoverá maior proximidade com outras denominações.

     Lourival de Almeida – É casado com Débora Miranda, filha do missionário David Miranda. Se o novo líder da IPDA fosse escolhido à base do voto, certamente Lourival de Almeida ganharia o cargo.
     Tem excelente relacionamento com os jovens, um ponto bastante positivo a favor dele.
     Possui experiência missionária internacional.
     Fundou a IPDA nos Estados Unidos e ajudou a expansão da IPDA na América do Norte. Ao lado de sua esposa promove grandes eventos com os jovens.
     Sua pregação é bem elaborada e criativa assim como seu programa de rádio que é bastante dinâmico e informativo.
     Claramente possui pontos de vista diferentes de David Miranda em diversos aspectos relativos à doutrina da IPDA.
     O Pastor Lourival de Almeida quase não reforça a doutrina da IPDA em suas pregações.

     Débora Miranda – Seria uma surpresa enorme que uma mulher fosse escolhida para liderar a IPDA, mas não é uma possibilidade remota se Débora Miranda, filha do Missionário ocupasse o cargo.
     Embora hoje na IPDA a mulher não possa exercer o cargo de Pastor, a igreja tem dado cada vez mais espaço para a mulher.
     Antes não podiam nem subir ao púlpito, hoje já dirigem até Sedes Regionais.
    Débora na verdade já tem todas as funções de um pastor administrativo: - É responsável pelas reuniões de obreiros e tesoureiras. Tem controle sobre as finanças da igreja e forte influencia na diretoria. É conhecida em todo o ministério por ser cantora.
     Ao lado de seu esposo, participa de várias concentrações na América Latina. Tem proximidade com os membros nas redes sociais, por ser apresentadora de rádio.

     David Oliveira de Miranda Filho –  É outro filho do missionário David Miranda, irmão gêmeo de Débora.
     É conhecido como David Filho. Talvez seja o que menos tem chances de assumir o cargo do pai, pois é considerado muito “inconsistente”.
     Processou  o SBT e o apresentador Ratinho. O motivo foi uma entrevista exibida no Programa do Ratinho, em 08 de junho de 2000, concedida ao apresentador por Raquel Borges Miranda, ex-mulher de David Filho.
     Na ocasião, Raquel Borges Miranda teria atingido a imagem do marido, revelando fatos que corriam em segredo de justiça.
     Sua foto foi removida recentemente do link de líderes na página da “Deus é Amor”.
     Não há dados sobre a Vida Conjugal do Pastor, algo que com certeza compromete muito sua credibilidade.

FONTE: http://tvpentecostal.com/o-dilema-da-igreja-deus-e-amor-quem-sera-o-sucessor-do-missionario-david-miranda


OBSERVAÇÃO: Minha gratidão a Deus pela vida deste "Homem de Valor", Missionário David Miranda, que, com sua pregação simples, mas regada de oração, foi um dos instrumentos de Deus na conversão de meu amado Pai "Eduardo Breves", que em 1976 partiu "Salvo" para o encontro com Jesus! Aqui fica o nosso "Até Breve"! Daqui a pouco estaremos todos juntos com o nosso Pai Eterno!





     A luta contra a debilitante POLIOMIELITE (paralisia infantil) continua, e a luta a favor da inofensiva AUTO-HEMOTERAPIA, também continua.
      Se DEUS nos permitir voltaremos outro dia ou a qualquer momento. Boa leitura, boa saúde, pensamentos positivos e BOM DIA.
     ARACAJU, capital do Estado de SERGIPE (Ex-PAÍS do FORRÓ e futuro “PAÍS da BOMBA ATÔMICA”), localizado no BRASIL, Ex-PAÍS dos fumantes de CIGARROS e futuro “PAÍS dos MACONHEIROS”. Terça-feira, 19 de dezembro de 2017.




Jorge Martins Cardoso – Médico – CREMESE – 573.



    
     Fontes: (1) – INTERNET. (2) – Wikipédia. (3) - OUTRAS FONTES.


jorge martins
Enviado por jorge martins em 19/12/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras