Jorge Martins Cardoso

 

Um eterno aprendiz



Textos

A LIBERDADE... A VONTADE... "UMA PROTEÍNA ABALA o REINO UNIDO" - 7ª e última parte do 3º "capítulo".





A LIBERDADE... A VONTADE... “UMA PROTEÍNA ABALA o REINO UNIDO” – 3º “capítulo”.



Visconde de Mauá – RJ (2004) – O Médico e Ex-cirurgião Dr. LUIZ MOURA grava o seu 2º “DVD” - 7ª e última parte do 3º “capítulo”.



     Como todo mundo já deve saber o MÉDICO Dr. LUIZ MOURA aprendeu a praticar a AUTO-HEMOTERAPIA, na década de 40 do século passado (século XX) com o seu PAI, que também era MÉDICO.
     O PAI do Dr. LUIZ MOURA também era CIRURGIÃO, e chegou a estudar o trabalho CIENTÍFICO do Dr. JÉSSE TEIXEIRA, naquela distante época.
     O então cirurgião Dr. LUIZ MOURA, não estudou o trabalho CIENTÍFICO do talentoso CIRURGIÃO JÉSSE TEIXEIRA, naquele período. Ele apenas respeitava e obedecia às ordens do seu PAI. Por isto é que ele começou a realizar a AUTO-HEMOTERAPIA.
     Naquela época, tanto o PAI como o FILHO usavam a AUTO-HEMOTERAPIA com o único objetivo de combater as INFECÇÕES BACTERIANAS.
     No entanto, a partir de 1976, graças à um MÉDICO chamado Dr. FLORAMANTE GARÓFALO, que era GINECOLOGISTA a coisa mudou de direção.
     Em 1976, tanto Dr. LUIZ MOURA como o Dr. FLORAMANTE GARÓFALO, eram assistentes do Dr. AMAURY de CARVALHO, no Hospital Cardoso Fontes, localizado em Jacarepaguá.
     Dr. FLORAMANTE GARÓFALO, começou a apresentar dores e dormência na perna direita, a ponto de dificultar as sua caminhadas. Dr. LUIZ MOURA orientou o Ginecologista a procurar o Angiologista ANTÔNIO VIEIRA de MELO.
     Ficou constatada uma OBSTRUÇÃO ARTERIAL na coxa direita, com 10 centímetros de extensão, após a realização de uma  ARTERIOGRAFIA, que foi feita pelo próprio Dr. ANTÔNIO VIEIRA de MELO.
     A TERAPIA proposta pelo Angiologista era retirar a parte ARTERIAL OBSTRUÍDA (10 centímetros) e colocar em seu lugar uma PRÓTESE de PLÁSTICO. Segundo o Angiologista, era a ÚNICA SOLUÇÃO para resolver o problema da OBSTRUÇÃO ARTERIAL.
     O Ginecologista Dr. FLORAMANTE GARÓFALO disse, sorrindo, ao Angiologista Dr. ANTÔNIO VIEIRA de MELO que não aceitava o tratamento, pois não queria se tornar um HOMEM BIÔNICO. E justificou: - Hoje é essa ARTÉRIA da coxa direita, amanhã será uma ARTÉRIA da perna esquerda, mais adiante será uma ARTÉRIA do braço. Então eu só vou ficar fazendo PRÓTESES? Não. Quem vai me curar é a “AUTO-HEMOTERAPIA”.  
     Eu, o escriba, fico a imaginar a cena de como o Dr. LUIZ MOURA e como o Dr. ANTÔNIO VIEIRA de MELO devem ter ficados atônitos, pois, nenhum dos dois médicos sabiam, nem de longe, que uma ARTÉRIA pudesse ser DESOBSTRUÍDA com a prática da AUTO-HEMOTERAPIA. Mas, Dr. FLORAMANTE GARÓFALO sabia muito bem.
     O Ginecologista então pediu ao Dr. LUIZ MOURA que lhe fizesse as aplicações de AUTO-HEMOTERAPIA. E as aplicações foram feitas de sete em sete dias, durante quatro meses. (provavelmente de meados de Maio/1976, Junho/1976, Julho/1976, Agosto/1976 a meados de Setembro/1976).
     Após os quatro meses o Ginecologista disse: - “Não sinto mais nada. Estou bom”.  
     Ainda incrédulo Dr. LUIZ MOURA disse ao Ginecologista: - Mas, é o Dr. ANTÔNIO VIEIRA de MELO, que tem que dizer, que tem que te dar alta, e dizer se você está bom ou não.
     Por não saber nada de AUTO-HEMOTERAPIA, o Angiologista dizia que a inusitada TERAPIA era apenas sugestão. Por conhecer muito bem a AUTO-HEMOTERAPIA o Ginecologista dizia que não era sugestão.
     No meio do “tiroteio” verbal Dr. LUIZ MOURA encontra a solução. Fazer outra ARTERIOGRAFIA na mesma região anatômica. Realizada a nova ARTERIOGRAFIA ficou confirmado que não havia mais obstrução na ARTÉRIA.
     Como recompensa pela sua ajuda, o Ginecologista Dr. FLORAMANTE GARÓFALO deu dois presentes ao Dr. LUIZ MOURA: - 1º - O trabalho do Dr. JÉSSE TEIXEIRA (que é de 1940). 2º - O trabalho do Dr. RICARDO VERONESI (publicado em março de 1976).
     Fica claro então, que em 1976, um Ginecologista (Dr. FLORAMANTE GARÓFALO) conhecia muito bem os dois trabalhos.
     Por outro lado, o Ex-cirurgião e agora Clínico Geral, Dr. LUIZ MOURA sabia muito pouco sobre a AUTO-HEMOTERAPIA. Até então, Dr. LUIZ MOURA não havia lido o trabalho do Dr. JÉSSE TEIXEIRA e muito menos o trabalho do Dr. RICARDO VERONESI.
     É de se imaginar que os DOIS COLEGAS MÉDICOS tenham conversado muito sobre os dois trabalhos, até então desconhecidos pelo Dr. LUIZ MOURA.
     Em primeiro lugar os dois eram Assistentes do mesmo Diretor de um mesmo Hospital (HOSPITAL CARDOSO FONTES). Em segundo lugar, os dois colegas médicos tinham residência numa pequena cidade paradisíaca (VISCONDE de MAUÁ).
     Em 2004, quando foi gravado o 2º DVD, Dr. LUIZ MOURA tinha 79 anos de idade. E ele disse, em 2004,  que o Ginecologista tinha morrido com mais de 95 anos de idade.
     Em 1976, Dr. LUIZ MOURA tinha apenas 51 anos de idade. Ele nasceu em maio de 1925.
     Em 1976, Dr. FLORAMANTE GARÓFALO já estava aposentado e tinha 71 anos de idade. Ele nasceu em 1905. Certamente tinha mais experiência e mais conhecimentos que o Dr. LUIZ MOURA. Sobretudo sobre a AUTO-HEMOTERAPIA.
     Entre os dois colegas médicos existe uma diferença de 20 anos de idade, aproximadamente.  
     O trabalho do Dr. JÉSSE TEIXEIRA sobre AUTO-HEMOTERAPIA é de 1940. O trabalho do Dr. RICARDO VERONESI sobre IMUNOTERAPIA é de março de 1976.
     Quando Dr. LUIZ MOURA começou a fazer as aplicações de AUTO-HEMOTERAPIA em Dr. FLORAMANTE GARÓFALO, (meados de maio de 1976), o Ginecologista, certamente, já tinha ESTUDADO muito bem OS DOIS TRABALHOS CIENTÍFICOS.
     De antemão ele já sabia que a AUTO-HEMOTERAPIA era capaz de desobstruir a ARTÉRIA. Daí a sua determinação em não aceitar a PRÓTESE indicada pelo Angiologista.
     Diz o Dr. LUIZ MOURA: - Há um intervalo entre esses dois trabalhos de 36 anos. Um é de 1940 e o outro é de 1976. Mas a impressão é que um foi feito para o outro, para combinar um com o outro. Por quê?
     Por que enquanto este (mostrando o trabalho do Dr. JÉSSE TEIXEIRA) se limitava a ação da AUTO-HEMOTERAPIA para evitar infecções pós-operatórias, neste aqui, do Professor RICARDO VERONESI, que é Professor da Universidade de Santos, a IMUNOLOGIA já tinha avançado muito mais, e tinham descoberto que o SISTEMA RETÍCULO ENDOTELIAL (S. R. E.), tem muitas outras funções, além de combater as bactérias. Muito mais do que isso.
     As principais funções do SISTEMA RETÍCULO ENDOTELIAL são:

     01 – CLEARANCE (limpeza) de partículas estranhas provenientes do sangue ou dos tecidos, inclusive células neoplásicas (cancerosas), toxinas e outras substâncias tóxicas.

     02 – CLEARANCE de esteróides e sua biotransformação (eliminação dos hormônios esteróides).

     03 – REMOÇÃO de micro-agregados de FIBRINA e prevenção de COAGULAÇÃO INTRAVASCULAR (É o motivo pelo qual eu faço a AUTO-HEMOTERAPIA, para evitar infartos e tromboses, tromboses cerebrais, infartos das coronárias, porque ela faz a prevenção da COAGULAÇÃO INTRAVASCULAR, ela remove um possível ENTUPIMENTO que possa ter havido, como removeu a FIBRINA que ENTUPIA a ARTÉRIA FEMURAL do Dr. GARÓFALO. Por isso eu faço a AUTO-HEMOTERAPIA).  
    
     Observação do escriba: - Decorridos 28 anos, Dr. LUIZ MOURA, recorda-se perfeitamente do “entrevero” que ocorreu entre o Ginecologista FLORAMANTE GARÓFALO e o Angiologista ANTÔNIO VIEIRA de MELO, afirmando que a AUTO-HEMOTERAPIA removeu a FIBRINA que ENTUPIA a “ARTÉRIA FEMURAL” do Dr. GARÓFALO.
    
     04 – Ingestão de ANTÍGENO, seu processamento e ulterior entrega aos LINFÓCITOS B e T (o ANTÍGENO que produz a REAÇÃO ALÉRGICA. Então tem uma grande ação nas ALERGIAS, no tratamento das ALERGIAS).

     05 – Biotransformação e excreção do COLESTEROL.

     06 – Metabolismo férrico e formação de bilirrubina.

     07 – Metabolismo de PROTEÍNAS e REMOÇÃO de PROTEÍNAS DESNATURADAS (PROTEÍNAS ANORMAIS).

     08 – DESTOXIFICAÇÃO e metabolismo de DROGAS.  

     (Imagina, metabolismo de PROTEÍNAS e REMOÇÃO de PROTEÍNAS DESNATURADAS. Hoje que se sabe que essa Doença Encefalítica, que dá a “Doença da Vaca Louca” e tudo, é uma PROTEÍNA que se chama PRÍON que é DESNATURADA, e ela então poderia ajudar no TRATAMENTO, ser um colaborador nesse TRATAMENTO dessa doença).


Observações do escriba


     1ª - Mais uma vez o Dr. LUIZ MOURA fala no uso da AUTO-HEMOTERAPIA em MEDICINA VETERINÁRIA, ao afirmar que ela pode colaborar no TRATAMENTO da “Doença da Vaca Louca”.

     2ª - Relembramos aos leitores que a EPIDEMIA da “Doença Vaca louca” ocorreu em meados da década de 80, tendo a EPIDEMIA, como “epicentro”, a INGLATERRA.

     3ª – Dezenove anos após o início da EPIDEMIA da “Doença da Vaca Louca”, Dr. LUIZ MOURA recorda-se dos acontecimentos, e, através de um raciocínio lógico, esclarece que o PRÍON é uma PROTEÍNA aberrante, è uma PROTEÍNA anormal, é uma PROTEÍNA doente, é uma PROTEÍNA estranha e, por ser estranha ao organismo dos ANIMAIS ou do SERES HUMANOS, ela pode ser destruída pelos MACRÓFAGOS. Pois, uma das funções do SISTEMA IMUNOLÓGICO é destruir CORPOS ESTRANHOS.

    4ª – E, a mente brilhante do Dr. LUIZ MOURA sabia que a AUTO-HEMOTERAPIA estimula poderosamente o SISTEMA RETÍCULO ENDOTELIAL (S. R. E.), que, por sua vez estimula fortemente a MEDULA ÓSSEA que, por sua vez, estimula enormemente a produção de MACRÓFAGOS, que, no final das contas, destrói vigorosamente os PRÍONS, por se tratarem de CORPOS ESTRANHOS, pois, os PRÍONS são PROTEÍNAS ESTRANHAS, quer seja em ANIMAIS quer seja em SERES HUMANOS.

     5ª - Se a AUTO-HEMOTERAPIA pode ajudar no tratamento da “Doença da Vaca Louca”,  significa dizer que todas as DOENÇAS PRIÔNICAS que possam afetar o SER HUMANO, podem ser atenuadas ou mesmo completamente CURADAS com a TERAPIA COMPLEMENTAR conhecida como AUTO-HEMOTERAPIA.
    
     6ª - A Wikipédia comete um enorme erro ao informar aos seus inúmeros leitores, que as DOENÇAS PRIÔNICAS não têm cura, não têm tratamento e que todos os casos são fatais. A informação não está correta.

     7ª - O que causa estranheza no caso da AUTO-HEMOTERAPIA é o silêncio da maioria dos Médicos Veterinários Brasileiros, em relação, por exemplo, à “Doença da Vaca Louca”.

     8ª - Nos depoimentos que eu tenho de alguns Médicos Veterinários, eles não têm experiência com a “Doença da Vaca Louca”. Quais são mesmo as atribuições do Ministério da Agricultura do Brasil? “Operação Carne Fraca?”. “Operação Carne Podre?”. Porque não incluir também a “Operação Carne PRIÔNICA?”.

     O DVD “AUTO-HEMOTERAPIA – Conversa com Dr. LUIZ MOURA”, produzido e lançado ao público em 2004, começa a ser popularizado cada vez mais, principalmente devido aos avanços da INTERNET e das Redes Sociais.
     A divulgação do DVD, restrita inicialmente ao Rio de Janeiro, começa a incomodar as “autoridades” do Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (CREMERJ), que decide abrir uma sindicância contra o Dr. LUIZ MOURA para saber o que era aquilo?
     Aquilo o quê? Os “estudiosos” médicos não estavam querendo saber a verdadeira CAUSA do câncer! Os “nobres” médicos não estavam querendo saber a verdadeira ORIGEM da misteriosa AIDS! Os “sábios” médicos não estavam interessados em saber a verdadeira ETIOLOGIA ou ETIOPATOGENIA da “Doença da Vaca Louca”.
     Aquilo tudo eles já sabiam através da “LITERATURA MÉDICA”, ou, o que é bem pior, através da Grande Mídia Nacional e Internacional, financiada pelos Trilionários Bancos Internacionais, pelas Bilionárias Indústrias Farmacêuticas, e, finalmente, sobre o comando da “NOVA ORDEM MUNDIAL”.  
     A maioria dos “geniais” médicos brasileiros também não têm conhecimento de que, aproximadamente 90% da própria “LITERATURA MÉDICA”, da mesma maneira, ou de maneiras sutilmente diferentes, é financiada por estas “ENTIDADES BENEFICENTES”.
     Partindo do ensino médico e da aprendizagem médica, das duas formas acima mencionadas, eles continuavam com o mesmo questionamento: - O que é aquilo? Aquilo o quê? O que é a AUTO-HEMOTERAPIA?
     Como até aquela época nenhum dos “nobres” Conselheiros do CREMERJ nunca tinham ouvido falar da AUTO-HEMOTERAPIA, o médico Dr. LUIZ MOURA foi absolvido por unanimidade de votos. Isto aconteceu na sede do CREMERJ, no Rio de Janeiro, no dia 11 de janeiro de 2006.  
     O problema é que a EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA, por falta de TERAPIA, iria se transformar numa PANDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA.  
     A incipiente EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA, rapidamente contaminou o Estado do Espírito Santo e o Estado de Minas Gerais, alastrou-se pelo Estado de São Paulo e, finalmente, explodiu em todo o território nacional.
     A EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA tinha se transformado numa PANDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA. Os principais culpados? A INTERNET e as Redes Sociais.
     Conviver com uma ENDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA é uma coisa. Reconhecer a existência de uma EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA é outra coisa. Mas, deixar de combater uma PANDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA, é algo bem diferente.  
     De tanto conviver com as DOENÇAS, de tanto reconhecer as DOENÇAS e de tanto combater as DOENÇAS, a classe médica, a princípio, julgava que a AUTO-HEMOTERAPIA era uma DOENÇA.
     Na realidade, na verdade, a AUTO-HEMOTERAPIA é uma VACINA. É uma VACINA AUTÓGENA. É uma VACINA do SANGUE. É uma VACINA do PRÓPRIO SANGUE, termo cunhado pelo médico Dr. OLÍVIO MARTINS na década de 30 do século passado (século XX).
     Uma tremenda confusão entre a Indústria das DOENÇAS, a Indústria da SAÚDE, a Indústria FARMACÊUTICA e a Indústria dos PETRALHAS (PT). Só pode ser perseguição política sem base científica...
     Sim. O DVD sobre a AUTO-HEMOTERAPIA foi lançado no 2º ano do governo dos PETRALHAS (2004), que não fez nada para combater a EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA.
     Sim. A primeira sindicância do CREMERJ contra o Dr. LUIZ MOURA aconteceu no 4º ano do governo dos PETRALHAS (2006). O governo do Partido dos Trambiqueiros continuou indiferente à EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA.  
     Sim. A segunda sindicância do CREMERJ contra o Dr. LUIZ MOURA aconteceu no início do 2º governo dos PETRALHAS (2007). O governo do Partido dos Trambiqueiros, continuava a não ter a mínima ideia do que era a EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA. E por aí vai...
     No dia 13 de abril de 2007, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), dominada pelos PETRALHAS, “solta” uma nota SUPOSTAMENTE técnica, proibindo a prática da EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA em todo o território nacional. O Presidente do Brasil e o Presidente dos PETRALHAS, Doutor “honoris causa” em Medicina, - aplaudiu efusivamente a iniciativa de combater a EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA. É o que dizem...  
     No dia 24 de abril de 2007, a Rede “Bobo” de Televisão, através de um dos seus modernos circos eletrônicos apelidado de “Fantástico”, faz um documentário esculhambando a EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA.
     Entre os palhaços que se destacam no “circo eletrônico”, aparecem o Presidente do CFM, o Presidente da SBHH e a presidenta do COFEN, que se posicionaram contra a EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA.
     Dias ou semanas depois, ninguém sabe ao certo, os PETRALHAS da ANVISA, pede a ajuda, por telepatia, por telefone, por e-mail, ou por escrito, ao CFM, para que elabore um parecer “CIENTÍFICO” sobre a EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA.
     O parecer sobre a EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA fica pronto em 26 de outubro de 2007, em Brasília, Distrito Federal, e é subscrito pelo médico Munir Massud, um pneumologista do Rio Grande do Norte.
     Segundo o Jornalista Walter Medeiros, o Parecer CFM nº 12/2007 sobre a EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA é publicado no dia 07 de dezembro de 2007.
     Dizem que o CFM cassou o diploma do Médico Dr. LUIZ MOURA por causa da EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA.
     Outros dizem que o CREMERJ cassou o diploma do médico Dr. LUIZ MOURA por causa da EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA.
     Outros afirmam que o CFM cassou a EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA, mas, não cassou o diploma do médico Dr. LUIZ MOURA.
     Afirmam muitos outros, que o CREMERJ também cassou a EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA, mas, não teria cassado o diploma de médico do Dr. LUIZ MOURA.
     Tão preocupados estavam o CFM e o CREMERJ em cassar a EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA, que esqueceram a nova EPIDEMIA de MICROCEFALIA.
     Agora as “autoridades” da área da saúde (ou das doenças) tinham dois desafios: - Cassar a antiga EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA e cassar a nova EPIDEMIA de MICROCEFALIA.
     Foram criadas duas forças-tarefas.
     A 1ª força-tarefa constituída pelos PICARETAS e PETRALHAS da ANVISA juntaram-se aos “gênios” do CREMERJ para cassar a nova EPIDEMIA de MICROCEFALIA.
     A 2ª força-tarefa constituída pelo CFM e pelos homens da OMS, continuariam a cassar a velha EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA.  
     A mais importante ação PROTEICA das duas “forças” foi substituir a palavra CASSAR por CAÇAR. Como entrou um filólogo PRIÔNICO nesta tempestade, fui procurar uma bonança...
     Fui atrás da bonança no Rio de Janeiro, acompanhado com a minha esposa SÍLVIA MARIA MENDONÇA MENEZES, e, no dia 25 de março de 2014, estive pessoalmente com o médico Dr. LUIZ MOURA, em seu consultório inicialmente, e depois em seu apartamento,  - Bairro Tijuca – Rua Conde de Bonfim e Rua General Roca, respectivamente -, e conversamos durante duas horas e meia.
     Dr. LUIZ MOURA prescreveu-me a EPIDÊMICA AUTO-HEMOTERAPIA. Dr. LUIZ MOURA pode ter sido CAÇADO. Mas, o médico Dr. LUIZ MOURA não foi CASSADO!
     Depois do “espetáculo circense” realizado em 24 de abril de 2007, sobre a EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA, a Rede “Bobo” de Televisão, como que a pedir desculpas pela reportagem polêmica feita em 2007, no dia 25 de dezembro de 2011, publica uma nova reportagem sobre a EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA.
     Desta feita a reportagem é feita no Programa Globo Rural, na mesma Rede “Bobo” de Televisão.
     Na reportagem, o Professor e Médico Veterinário Antônio Cândido faz a aplicação da EPIDÊMICA AUTO-HEMOTERAPIA em uma VACA portadora de FIGUEIRA, ou seja, PAPILOMATOSE BOVINA.
     A reportagem do Programa Globo Rural é incompleta. Por quê? O Médico Veterinário Antônio Cândido explicou à repórter e ao público, que, para as VERRUGAS caírem, seriam necessárias 04 ou 05 aplicações com intervalos de dias.
     O Programa Globo Rural, após a realização das 04 ou 05 aplicações, deveria ter procurado o mesmo Médico Veterinário e a mesma VAQUINHA para saber se as VERRUGAS realmente tinham caído. Agindo assim, ficaria comprovada ou não a ação da AUTO-HEMOTERAPIA em ANIMAIS.  
     Comprovado o desaparecimento da PAPILOMATOSE BOVINA na mesma VAQUINHA, cairia definitivamente por terra, a mirabolante história de que as diversas enfermidades atenuadas ou completamente CURADAS em SERES HUMANOS, com a técnica da AUTO-HEMOTERAPIA, não é decorrente de EFEITO PLACEBO.
     Em outras palavras. Se a AUTO-HEMOTERAPIA atua com MUITA EFICÁCIA em bois, vacas, cavalos, etc., significa dizer que NA AUTO-HEMOTERAPIA NÃO EXISTE EFEITO PLACEBO.
     Na minha concepção, CAÇAR médicos que realizam a AUTO-HEMOTERAPIA, ou CASSAR pessoas que realizem a AUTO-HEMOTERAPIA, poderá trazer um grande benefício para toda a HUMANIDADE e para todos os ANIMAIS. Por quê?
     Facílimo responder. A EPIDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA, poderá se transformar numa PANDEMIA de AUTO-HEMOTERAPIA a nível planetário. Com ou sem NOVA ORDEM MUNDIAL.
     Temos afirmado várias vezes, e continuaremos a afirmar quantas vezes sejam necessárias, que, respeitáveis MÉDICOS e MÉDICOS VETERINÁRIOS, afirmaram e continuam a afirmar, que a inofensiva AUTO-HEMOTERAPIA é costumeiramente utilizada em MEDICINA VETERINÁRIA.
     O mais poderoso conglomerado de comunicação do Brasil também fez tal afirmação no dia 25 de dezembro de 2011.
     Afinal, a poderosa Rede Globo de Televisão não iria gastar TEMPO e muito menos DINHEIRO, para divulgar no Programa Globo Rural, as imagens de um Professor e Médico Veterinário (Professor Antônio Cândido), fazendo a aplicação da AUTOHEMOTERAPIA em um ANIMAL (uma vaca), portadora de PAPILOMATOSE BOVINA ou FIGUEIRA, que é uma enfermidade produzida por um vírus, sem um propósito específico.
     A Rede Globo de Televisão deve zelar pelos seus LUCROS, pela sua AUDIÊNCIA e, portanto, pela sua CREDIBILIDADE.  
     O “espetáculo circense” do dia 24 de abril de 2007, foi corrigido, em parte, pelo programa do dia 25 de dezembro de 2011.
     O “espetáculo” do dia 24 de abril de 2007, através de TRÊS ENTIDADES da ÁREA da SAÚDE, - CFM, SBHH e COFEN - se posicionaram contra o uso da AUTO-HEMOTERAPIA em SERES HUMANOS. Nada, absolutamente nada foi comentado sobre MEDICINA VETERINÁRIA.
     Aproximadamente quatro anos depois, a mesma Rede Globo de Televisão, no dia 25 de dezembro de 2011, através do Programa Globo Rural, afirma que a AUTO-HEMOTERAPIA é utilizada em MEDICINA VETERINÁRIA. Como dizem alguns zombeteiros: - Ao “VIVO” e em “CORES”.  
     O que o MÉDICO VETERINÁRIO Antônio Cândido disse e fez com uma VACA acometida de FIGUEIRA, o MÉDICO Luiz Moura já tinha dito em 2004: - (...) Mas, a AUTO-HEMOTERAPIA também é usada em VETERINÁRIA, se usa em VACA, quando tem uma doença provocada por VÍRUS, que se chama FIGUEIRA. É como VERRUGAS (...).      
     Por conseguinte, criaremos um “DOGMA”: - “NA AUTO-HEMOTERAPIA NÃO EXISTE EFEITO PLACEBO”!
     O parecer CFM nº 12/2007, foi elaborado a pedido da sebosa ANVISA, que na época estava repleta de PETRALHAS. Pode ser que no atual governo, os PETRALHAS tenham levado um belíssimo pontapé na bunda. Problema deles! Espero que não tenham sido substituídos por POLÍTICOS PRIÔNICOS...
     O parecer CFM nº 12/2007, entre as inúmeras baboseiras escritas, esculhamba o Dr. JÉSSE TEIXEIRA, o Dr. LUIZ MOURA e o Dr. RICARDO VERONESI. Resumindo: - Esculhamba a AUTO-HEMOTERAPIA e a IMUNOTERAPIA. Por tabela avacalha a IMUNOLOGIA. Eu usei o vocábulo avacalha porque já falei muito de VACAS.  
     Se a AUTO-HEMOTERAPIA propriamente dita, hoje, já é uma EPIDEMIA a caminho de uma PANDEMIA, a IMUNOTERAPIA também poderá se transformar numa EPIDEMIA ou numa PANDEMIA.
     Em março de 1976 Dr. RICARDO VERONESI publicou: - IMUNOTERAPIA: - O Impacto Médico do Século. Pois bem. Pois muito bem. Dr. RICARDO VERONESI certamente se referia ao Século passado (Século XX). O Impacto Médico aconteceu no Século XXI.
     A IMUNOTERAPIA, é premiada como sendo o maior Avanço Científico do Ano de 2013, pela revista americana SCIENCE. Ver o artigo logo abaixo.    


A centenária e prestigiada revista americana SCIENCE homenageia a IMUNOTERAPIA.



IMUNOTERAPIA.


CIÊNCIA – A VITÓRIA da PERSISTÊNCIA.



    
     Depois de décadas de descrédito, a IMUNOTERAPIA contra o CÂNCER se impõe e é o Avanço do Ano da revista SCIENCE.
     A revista americana SCIENCE, a mais prestigiada publicação CIENTÍFICA do mundo, surpreendeu a comunidade de pesquisadores ao dar o prêmio de Avanço do Ano à IMUNOTERAPIA contra o CÂNCER.
     Há mais de cinquenta anos surgiu como uma solução mágica a ideia de curar o CÂNCER pela estimulação do SISTEMA IMUNOLÓGICO dos doentes.
     Gradativamente, porém, essa frente de luta ficou em segundo plano, por falta de resultados satisfatórios. Cada descoberta teórica, cada novo estimulante do SISTEMA IMUNOLÓGICO sintetizado, produzia enorme esperança, que logo era frustrada pela realidade da prática médica.
     Foi assim com a VACINA ANTICÂNCER produzida nos anos 80, a VACINA da tuberculose, adaptada por uma série de médicos para se tornar também ANTICÂNCER.
     A TERAPIA é um fracasso na grande maioria dos casos. Mais tarde o mesmo padrão de euforia seguido de decepção se deu com o INTERFERON sintético, que se mostrou capaz de melhorar a resposta IMUNOLÓGICA dos pacientes, mas só fez o tumor regredir em poucos casos.
     Nunca totalmente abandonada, a IMUNOTERAPIA teimava em não ser alternativa à altura para a radioterapia e a quimioterapia.
     Os editores da revista justificaram a escolha da IMUNOTERAPIA exatamente pelos extraordinários resultados práticos de tratamento de TUMORES MALIGNOS pela estimulação do SISTEMA IMUNOLÓGICO.  
     “O que era apenas um conjunto de relatos esparsos foi se encorpando e tomando a forma de evidência científica”, escreveu a SCIENCE sobre a cena CIENTÍFICA em 2013, ano em que ficou célebre o caso da americana Emily “Emma” Whitehead, que em maio comemorou doze meses de remissão de uma LEUCEMIA tratada por IMUNOTERAPIA.
     Desde a aprovação do primeiro tratamento IMUNOTERÁPICO, em 1997, nada de animador acontecera. Tudo mudou com o aumento do conhecimento. Descobriu-se que certos componentes do SISTEMA IMUNOLÓGICO, paradoxalmente, precisam ser inibidos.  
     É o caso da CTLA-4, substância que impede o SISTEMA IMUNOLÓGICO de trabalhar sempre com carga máxima.
     Os melhores resultados vieram de TERAPIAS em que essa substância foi inibida, permitindo assim que o corpo se mantivesse em guerra total e permanente contra os tumores.
     Avalia o ONCOLOGISTA Bernardo Garicochea, do Hospital Sírio-Libanês: “Espero que a IMUNOTERAPIA ganhe mais espaço e substitua progressivamente outras formas de tratamento mais tóxicas e invasivas”.  
     Não menos importantes. Os nove avanços CIENTÍFICOS que competiram com o das IMUNOTERAPIAS contra o CÂNCER pelo posto de “inovação do ano”, em seleção feita pela prestigiosa revista americana SCIENCE.  

     1º - O AVANÇO... MICROCIRURGIA GENÉTICA – O estudo de como uma proteína, a Cas9, é capaz de alterar pedaços do DNA de qualquer ser vivo.
     ... E O QUE MUDA COM ELE – Testes realizados em ratos e células humanas mostram que a Cas9 pode modificar o DNA para combater doenças genéticas.

     2º - O AVANÇO... O CÉREBRO TRANSLÚCIDO – Bioengenheiros substituíram gorduras de 4 milímetros de diâmetro do cérebro de um rato morto por um gel sintético, o que deixou transparente o tecido cerebral.  
     ... E O QUE MUDA COM ELE – Médicos visualizam melhor as estruturas do cérebro e, assim, podem entender o que causa doenças mentais.

     3º - O AVANÇO... CRISTAIS ENERGÉTICOS – A descoberta de que perovskitas, cristais raríssimos na natureza, convertem 15% da energia solar absorvida em eletricidade.
     ... E O QUE MUDA COM ELE – Apesar de serem raros, esses cristais são facilmente obtidos em laboratório e podem ser associados a painéis solares para aumentar a eficiência energética em 50%.  

     4º - O AVANÇO... CLONES HUMANOS – Cientistas clonaram embriões humanos e criaram células-tronco a partir deles.
     ... E O QUE MUDA COM ELE – É a primeira vez que células-tronco são geradas dessa forma – elas serão usadas no estudo de diversas doenças.  

     5º - O AVANÇO... VACINAS APRIMORADAS – Identificou-se que a configuração da estrutura molecular dos anticorpos pode ser utilizada para a criação de VACINAS mais potentes contra vírus causadores de infecções respiratórias.
     ... E O QUE MUDA COM ELE – A VACINA deve ser testada em 2015 e, se aprovada, o pioneiro uso da estrutura molecular de anticorpos para esse fim poderá ser replicado na fabricação de outras VACINAS.  

     6º - O AVANÇO... RESQUÍCIOS DO PASSADO DO COSMO – Uma equipe de astrofísicos provou que parte dos raios cósmicos que atingem a terra tem origem em supernovas estrelas que explodiram há dezenas de milhares de anos.
     ... E O QUE MUDA COM ELE – A análise desses raios ajuda a entender o que aconteceu no universo em seus primórdios.

     7º - O AVANÇO... O MINICÉREBRO – Austríacos recriaram o tecido cerebral, mas o resultado ainda é um pedaço do tamanho de uma semente de maçã.
     ... E O QUE MUDA COM ELE – O minicérebro serve de objeto de estudo para biólogos e médicos.

     8º - O AVANÇO... SONO PURIFICANTE – Provou-se que a eficiência de vias por onde correm fluidos cerebrais, responsáveis por eliminar proteínas maléficas ao órgão, aumenta em 60% durante o sono.
     ... E O QUE MUDA COM ELE – O resultado sugere que a falta de sono pode estar relacionada ao desenvolvimento de doenças neurológicas, como Alzheimer.

     9º - O AVANÇO... MICRÓBIOS RUINS, SAÚDE RUIM – Uma série de estudos sobre o papel dos micróbios em nossa saúde – em um deles, descobriu-se uma combinação de micróbios associada a uma grave síndrome que causa desnutrição.
     ... E O QUE MUDA COM ELE – A comunidade científica passou a considerar a ação desses micro-organismos em pesquisas médicas.

     10º - O AVANÇO... IMUNOTERAPIA – CÉLULAS do SISTEMA IMUNOLÓGICO do PRÓPRIO PACIENTE portador de CÂNCER são modificadas e reutilizadas para a cura da doença.
     ... E O QUE MUDA COM ELE – Irá substituir progressivamente outras formas de tratamento mais tóxicas e invasivas, como, por exemplo, a quimioterapia tradicional.


Observações do escriba:
     1ª - Baseado nas informações da revista SCIENCE, entre os 10 Avanços Científicos do Ano de 2013, oito estão relacionados a assuntos sobre Medicina e Saúde, a saber:
1º - Combater doenças genéticas.
2º - Descobrir as causas das doenças mentais.
4º - Estudo de diversas doenças.
5º - Fabricação de outras VACINAS.
7º - Estudo do cérebro.
8º - Estudo de doenças neurológicas.
9º - Uso de micróbios em pesquisas médicas.
10º - Tratamento do CÂNCER – IMUNOTERAPIA.


     2ª observação – Segundo a revista “VEJA”, (1º de janeiro de 2014), “Há mais de cinquenta anos a IMUNOTERAPIA surgiu como uma solução mágica, com o objetivo de curar o CÂNCER, através da ESTIMULAÇÃO do SISTEMA IMUNOLÓGICO dos doentes.
    3ª – Pelos nossos cálculos algébricos e matemáticos, 2013 – 50 = 1963. Por conseguinte, certos cientistas já estudavam a IMUNOTERAPIA na década de 60 do século passado (século XX). Mas, será que tal informação é procedente? Será? Pois saibam os leitores, que a informação está absolutamente correta. Isto nós veremos mais adiante em outros artigos.
     4ª – O artigo acima foi publicado no Recanto das Letras no dia 13 de dezembro de 2015. Quem foi o autor? O escriba, ou seja, eu mesmo.  
    

      


     A luta contra a debilitante POLIOMIELITE (paralisia infantil) continua, e a luta a favor da inofensiva AUTO-HEMOTERAPIA (AHT), também continua.
      Se DEUS nos permitir voltaremos outro dia ou a qualquer momento. Boa leitura, boa saúde, pensamentos positivos e BOM DIA.
     ARACAJU, capital do Estado de SERGIPE (Ex-PAÍS do FORRÓ e futuro “PAÍS da BOMBA ATÔMICA”), localizado no BRASIL, Ex-PAÍS dos fumantes de CIGARROS e futuro “PAÍS dos MACONHEIROS”. Sábado, 07 de outubro de 2017.

Jorge Martins Cardoso – Médico – CREMESE – 573.



     Fontes: (1) – DVD do Dr. LUIZ Moura produzido e divulgado em 2004. (2) – Trabalho do Dr. RICARDO VERONESI publicado em março de 1976. (3) – Trabalho do Dr. OLÍVIO MARTINS publicado na década de 1940. A 9ª Edição é de 1969. (4) – Trabalho do Dr. JÉSSE TEIXEIRA publicado em 1940. (5) – Parecer CFM nº 12/2007 – Relator Munir Massud – Brasília – Distrito Federal – 26 de outubro de 2007. (6) - Rede Globo de Televisão – Programa Fantástico – 24 de abril de 2007. (7) – Rede Globo de Televisão – Programa Globo Rural – 25 de dezembro de 2011. (8) - Revista “VEJA”, 1º de janeiro de 2014, páginas 62 e 63. A reportagem é de autoria de RAQUEL BEER. A temática é CIÊNCIA. (9) – Vários artigos publicados pelo Jornalista Walter Medeiros. (10) - OUTRAS FONTES.


jorge martins
Enviado por jorge martins em 07/10/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras