Jorge Martins Cardoso

 

Um eterno aprendiz



Textos

A LIBERDADE... A VONTADE... "Mais um aniversário da Professora e Poetisa Tânia Meneses".




A LIBERDADE... A VONTADE... “MAIS UM ANIVERSÁRIO DA PROFESSORA E POETISA TÂNIA MENESES”.



     AVISO INICIAL - A 3ª parte sobre a importância do estudo da MEDULA ÓSSEA para desatar o nó sobre a AUTO-HEMOTERAPIA será escrito proximamente. Tenho muita coisa para ler, tenho muito a pesquisar e tenho muito que escrever. Estamos apenas no começo da luta. E tem mais: - Estou estudando teoria musical e aperfeiçoando a aprendizagem de VIOLÃO. Não estou perdendo tempo de maneira alguma!
     SEGUNDO AVISO – Os textos sobre “AS BATALHAS do Dr. LUIZ MOURA” terão continuidade.
     TERCEIRO AVISO – Os textos sobre “Teorias Conspiratórias” também terão continuidade.


     No próximo dia 28 de julho (sexta-feira vindoura), estará completando mais uma primavera a professora e poetisa Tânia Meneses. Provavelmente não poderei encontrar-me com ela no dia do seu aniversário, por várias razões, que irei mencionar mais adiante.
     No entanto, devo adiantar a todos as leitoras e leitores, que a 1ª Cirurgia de Catarata que ela realizou recentemente, foi coroada de pleno sucesso.  
     E por qual (ais) razão (ões) não irei encontrar-me com ela no seu dia primaveril? A lista é enorme e dramática: -
     1ª – Na sexta-feira próxima (28-julho-2017) é o dia de meu Plantão Fixo lá no S. V. O.
     2ª – Mesmo que não estivesse de plantão, eu não gostaria de encontrá-la por uma questão de vergonha. É que já não sei mais a idade dela. Como posso cumprimentar uma pessoa se eu não sei a idade da aniversariante?
     3ª – O que eu me recordo vagamente, é que a idade dela é próxima da minha. Nós dois estamos na 5ª idade. Vaga recordação...  
     4ª – Acontece que eu era portador de “Alzheimer Trilateral Paroxístico Mitocondrial”. Todavia, os homens da OMS mandaram alterar o meu diagnóstico BIO PSICO SOMÁTICO SOCIAL para “Alzheimer Trilateral Transversal Tetraploide Tocatouca Paroxístico Mitocondrial Dispneico Progressivo não Esclarecido”.
     5ª – No CID n° 10 não existe ainda tal diagnóstico. Entretanto, no CID de n° 11, ele irá aparecer completamente ESCLARECIDO.
     6ª – Enfim as coisas pioraram para a minha MEMÓRIA, não por causa da patologia em si, mas por causa do tamanho do DIAGNÓSTICO (CID).  
     7ª – Por essa razão, acho que a professora e poetisa Tânia Meneses, deva estar na casa dos 40, 50, 60, 70, 80 ou 90 anos de idade. Mais ou menos nesta faixa etária. O “Alzheimer” deu um ataque “Paroxístico”.  
     8ª – Consultando o HORÓSCOPO dela, e, comparando com uma BOLA de CRISTAL que eu tenho, o que posso adiantar também para os leitores, é que a aniversariante viverá até os 159 anos de idade. Em outras palavras, teremos muitas primaveras pela frente.
     9ª - Conversando com o meu “Alzheimer”, pedi a ele (que tem boa memória), uma poesia. Ele disse-me que não sabia poetar e mandou que eu transcrevesse certa música. Passei a música para os meus BEIJA-FLORES. Num jardim florido, os BEIJA-FLORES se reuniram e deram o veredicto final: - Publique tal música e faça o seguinte comentário: - CCCCCCDDDDDDDDD + EEEEEEFFFFFFFFF + GGGGGGAAAAAAAAA + BBBBBBC#C#C#C#C#C#C#C#C#. E eu sou tolo de duvidar da capacidade musical dos meus BEIJA-FLORES? Concordei de imediato!          




Mulher de 40, de 50 e de 60 – Roberto Carlos e Jorge Martins.



Sorriso bonito, olhar de quem sabe, um pouco da vida

Conhece o amor, e quem sabe uma dor, guardada escondida

Por experiência, sabe a diferença, de amor e paixão

O que é verdadeiro, caso passageiro, ou pura ilusão

É jovem bastante, mas não como antes, mas é tão bonita

Ela é uma mulher, que sabe o que quer, e no amor acredita

Não quero saber, da sua vida, sua história, nem do seu passado

Mulher de QUARENTA, eu só quero ser o seu namorado

Não importa a idade, a felicidade, chega um dia que vem.

Se ela vive feliz, ou espera de novo encontrar outro alguém

Se ela se distrai, uma lágrima cai, ao lembrar do passado

Seu olhar distante, vai por um instante, a um tempo dourado

Retoca a maquiagem, cheia de coragem, essa mulher bonita

Que já não é menina, mas a todos fascina, e a mim me conquista

Não quero saber da sua vida, sua história, nem do seu passado

Mulher de CINQUENTA, eu só quero ser. o seu namorado

Não quero saber da sua vida, sua história, nem do seu passado

Mulher de SESSENTA, eu só quero ser o seu namorado.




Comentário sobre a música: “TOCANDO em FRENTE”.

     A 4ª parte da música composta por Renato Teixeira e/ou Almir Sater, se eu fosse compositor, eu escreveria o seguinte:


Ando DEVAGAR porque já tive PRESSA.  
E levo essa TRISTEZA porque já SOFRI demais.
Cada um de nós COMPÕE a sua HISTÓRIA.
E cada SER em si carrega o DOM de ser CAPAZ, e ser FELIZ.
    


     Pois é Professora e Poetisa Tânia Meneses. Parabéns pelo seu próximo aniversário e pelos seus próximos aniversários. TOCANDO em FRENTE!

    
     A luta contra a debilitante POLIOMIELITE (paralisia infantil) continua, e a luta a favor da inofensiva AUTO-HEMOTERAPIA (AHT), também continua.
      Se DEUS nos permitir voltaremos outro dia ou a qualquer momento. Boa leitura, boa saúde, pensamentos positivos e BOM DIA.
     ARACAJU, capital do Estado de SERGIPE (Ex-PAÍS do FORRÓ e futuro “PAÍS da BOMBA ATÔMICA”), localizado no BRASIL, Ex-PAÍS dos fumantes de CIGARROS e futuro “PAÍS dos MACONHEIROS”. Quarta-feira, 26 de julho de 2017.

Jorge Martins Cardoso – Médico – CREMESE – 573.



     Fontes: - (1) – INTERNET.  (2) – OUTRAS FONTES.

jorge martins, Roberto Carlos, Renato Teixeira, Almir Sater e Jorge Martins
Enviado por jorge martins em 26/07/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras