Jorge Martins Cardoso

 

Um eterno aprendiz



Textos

A LIBERDADE... A VONTADE... "A morte precoce do CANTOR ROMÂNTICO ALTEMAR DUTRA".





A LIBERDADE... A VONTADE... “A morte precoce do CANTOR ROMÂNTICO ALTEMAR DUTRA”.



     AVISO INICIAL - A 3ª parte sobre a importância do estudo da MEDULA ÓSSEA para desatar o nó sobre a AUTO-HEMOTERAPIA será escrito proximamente. Tenho muita coisa para ler, tenho muito a pesquisar e tenho muito que escrever. Estamos apenas no começo da luta.
     SEGUNDO AVISO – Os textos sobre “AS BATALHAS do Dr. LUIZ MOURA” terão continuidade.
     TERCEIRO AVISO – Os textos sobre “Teorias Conspiratórias” também terão continuidade.




ALTEMAR DUTRA.



     Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


INFORMAÇÃO GERAL.


- Nome Completo – Altemar Dutra de Oliveira.
- Também Conhecido Como – “Rei do Bolero”.    
- Nascimento – 06 de outubro de 1940.
- Origem – Aimorés, Minas Gerais, Brasil.
- Data da Morte – 09 de novembro de 1983.
- Local da Morte - Nova Iorque, Nova Iorque, Estados Unidos.
- Gêneros – MPB e BOLERO.
- Ocupação – CANTOR e COMPOSITOR.
- Instrumento – Violão.
- Modelo de Instrumento – VOCAL.
- Período em Atividade – 1963 – 1983.
- Gravadoras – EMI-Odeon e RCA Victor.
- Afiliação – Altemar Dutra Júnior.


     Altemar Dutra de Oliveira (Aimorés, 6 de outubro de 1940 — Nova Iorque, 9 de novembro de 1983 – 43 anos) foi um cantor e compositor brasileiro.
     Sucesso em toda a América Latina, interpretando obras como "Sentimental Demais", "O Trovador", "Brigas" e "Que Queres Tu de Mim", boa parte das canções de autoria da dupla Evaldo Gouveia e Jair Amorim, foi progressivamente destacando-se no gênero musical bolero.
     De fato, veio a ser aclamado como o "Rei do Bolero" no Brasil.




BIOGRAFIA.



INÍCIO da CARREIRA.



     Iniciou sua carreira na Rádio Difusora de Colatina, no Espírito Santo, localidade para onde sua família havia se mudado, cantando uma música de Francisco Alves.
     Antes de completar sua maioridade, seguiu para o Rio de Janeiro, levando uma carta de apresentação para o compositor Jair Amorim, que o encaminhou a amigos do meio artístico.
     Tentou a sorte como crooner em boates e casas de espetáculos.


PRIMEIRO DISCO.



     Gravou seu primeiro disco na Tiger, com "Saudade Que Vem" (Oldemar Magalhães e Célio Ferreira) e "Somente Uma Vez" (Luís Mergulhão e Roberto Moreira).
     Por volta de 1963, foi levado por Jair Amorim para o programa Boleros Dentro da Noite, na Rádio Mundial, e no mesmo ano Joãozinho, do Trio Irakitan, levou-o para a Odeon, onde foi contratado.
     Logo atingiu os primeiros lugares nas paradas de sucesso com “Tudo de Mim” (Evaldo Gouveia e Jair Amorim), tornando-se conhecido em todo o Brasil.



CARREIRA INTERNACIONAL.




     Em 1964 gravou com grande sucesso, “Que Queres Tu De Mim”, “O Trovador”, “Sentimental Demais” e “Somos Iguais” (todas de Evaldo Gouveia e Jair Amorim).
     Destacou-se também na América Latina, fazendo apresentações em vários países e gravando um LP com Lucho Gatica: “El Bolero Se Canta Así”.
     Com suas versões em espanhol, chegou a vender mais de 500 mil cópias na América Latina.
     Depois de ter dominado as paradas de sucesso locais, a partir de 1969 passou a conquistar fãs de origem latina nos Estados Unidos. Em pouco tempo tornou-se um dos mais populares cantores estrangeiros nos Estados Unidos.
     Apresentava um show para a comunidade latino-americana, no clube noturno "El Continente", em Nova Iorque, quando faleceu aos 43 anos, de DERRAME CEREBRAL.
     Foi casado com a cantora Marta Mendonça, tendo dois filhos, Deusa Dutra e Altemar Dutra Júnior, este também seguiu carreira artística.




DISCOGRAFIA.



1963 - "Mensagem"
1963 - "A Grande Revelação"
1964 - "Sentimental Demais"
1964 - "Que Queres tu de Mim"
1965 - "Eu te Agradeço"
1966 - "Sinto que Te Amo"
1967 - "Dedicatória"
1969 - "O Trovador das Américas"
1970 - "O Romântico"
1971 - "Altemar Dutra"                      
1971 - "Companheiro"
1972 - "A Força do Amor"
1973 - "Altemar Dutra"
1974 - "Enamorado"
1975 - "Amor de Pobre"
1976 - "Amigos"
1977 - "Sempre Romântico"
1978 - "Mais Sentimental"
1979 - "Altemar Dutra"
1980 - "Especialmente Pra Você"
1980 - "Siempre Romântico” - 25 Boleros – “Inolvidables"
1981 - "Eu Nunca Mais Vou te Esquecer"
1982 - "Estranho Amor"
1983 - "Inédito"
1984 - "Altemar Dutra"
1989 - "O Trovador das Américas"
1990 - "Especial - Altemar Dutra"
1993 - "Nunca Mais Vou te Esquecer"
1994 - "Meus Momentos” - Altemar Dutra
1997 - "Meus Momentos” -  Vol. II - Altemar Dutra
2000 - "Série Bis: Altemar Dutra"
2005 - "Maxximum (Altemar Dutra)"




CURIOSIDADES.



     O cantor Paulo Sérgio aparece como calouro do Chacrinha no filme “Na Onda do Iê-iê-iê” de 1966, interpretando a canção “Sentimental Demais”.

    
Observações do escriba:


     1ª – Na Wikipédia não existe nenhuma referência sobre Altemar Dutra.

     2ª – Altemar Dutra sentiu-se mal no palco, quando estava fazendo uma apresentação na cidade de Nova Iorque.

     3ª – Foi levado às pressas para um hospital de lá.

     4ª – Foi constatado pelos médicos americanos que ele tinha sofrido um Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico.

     5ª – Não é comum uma pessoa com apenas 43 anos de idade, ter um AVC Hemorrágico ou Isquêmico.

     6ª – Com a idade que Altemar Dutra tinha (43 anos), não me parece procedente que ele tivesse alguma Doença Neuro-Degenerativa.

     7ª – Logo abaixo mais informações sobre o assunto.  



CATEGORIAS:
    
• Nascidos em 1940.
• Mortos em 1983.
• Cantores premiados com o Troféu Imprensa.
• Compositores de Minas Gerais.
• Cantores de Minas Gerais.
• Cantores de Bolero.
• Cantores de Música Popular Brasileira.
• Cantores de Brega.
• Violonistas do Brasil
• Mortes por Doenças Neuro-Degenerativas.
• Naturais de Aimorés.





     Esta página foi editada pela última vez às 18h51min de 16 de maio de 2017.



O Escrevinhador.


     Wednesday, January, 16, 2013.



Por dentro da TV.


ALTEMAR DUTRA MORREU.


     Infelizmente, aquela informação que demos na terça-feira, sobre o cantor Altemar Dutra, dizendo que ele já estava fora de perigo, não se confirmou.
     Ele morreu ontem, no Hospital Elmhurst, de Nova York, onde foi operado para retirar um coágulo no cérebro.
     Recorde-se que na noite de sábado, quando se apresentava na boate El Continente, Altemar sentiu-se mal e foi levado às pressas para o hospital.
     Lá, os médicos constataram que o cantor sofreu uma HEMORRAGIA CEREBRAL, que tomou todo o lado esquerdo do seu CÉREBRO.
     Falando ontem à TV Globo, o médico que o operou, Dr. Chris Overly, não deu muita esperança de que o artista se recuperaria.
     O cantor e compositor, de 43 anos de idade, morreu na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Elmhurst, de Nova York.
     Segundo o diretor executivo adjunto daquela instituição, John Silvestro, o HEMATOMA no CÉREBRO de Altemar ocasionou a sua morte.
     O cantor estava em companhia, desde sábado, do seu empresário e ontem a sua mulher embarcou para Nova York.


    

     A luta contra a debilitante POLIOMIELITE (paralisia infantil) continua, e a luta a favor da inofensiva AUTO-HEMOTERAPIA (AHT), também continua.
      Se DEUS nos permitir voltaremos outro dia ou a qualquer momento. Boa leitura, boa saúde, pensamentos positivos e BOM DIA.
     ARACAJU, capital do Estado de SERGIPE (Ex-PAÍS do FORRÓ e futuro “PAÍS da BOMBA ATÔMICA”), localizado no BRASIL, Ex-PAÍS dos fumantes de CIGARROS e futuro “PAÍS dos MACONHEIROS”. Domingo, 11 de Junho de 2017.

Jorge Martins Cardoso – Médico – CREMESE – 573.



     Fontes: (1) – Wikipédia.  (2) – OUTRAS FONTES.


jorge martins
Enviado por jorge martins em 11/06/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras