Jorge Martins Cardoso

 

Um eterno aprendiz



Textos

A LIBERDADE... A VONTADE... "A origem MISTERIOSA de uma doença" (7ª parte) - A IGNORÂNCIA matou a atriz SANDRA BRÉA! - TEORIA da CONSPIRAÇÃO - 66ª parte.



AUTO-HEMOTERAPIA, Dr. Fleming e sua PANACEIA*...


Artigo Extra.


TEORIA da CONSPIRAÇÃO – (66ª parte).


     AVISO INICIAL - A 3ª parte sobre a importância do estudo da MEDULA ÓSSEA para desatar o nó sobre a AUTO-HEMOTERAPIA será escrito proximamente. Tenho muita coisa para ler, tenho muito a pesquisar e tenho muito que escrever. Estamos apenas no começo da luta.
     SEGUNDO AVISO – Os textos sobre “AS BATALHAS do Dr. LUIZ MOURA” terão continuidade.
  
      
    

“A origem MISTERIOSA de uma doença” – (7ª parte) – A IGNORÂNCIA matou a atriz SANDRA BRÉA!



SÍNDROME da IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA (SIDA).




SANDRA BRÉA.



     Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.



     SANDRA BRÉA BRITO  (Rio de Janeiro, 11 de maio de 1952 — Rio de Janeiro, 4 de maio de 2000 – 47 anos), conhecida profissionalmente como SANDRA BRÉA, foi uma atriz brasileira.
     Foi considerada símbolo sexual do país na década de 1970 e na década de 1980.
     Ela era famosa não apenas pelos seus muitos trabalhos, mas também por ter assumido publicamente, em agosto de 1993, que foi contaminada pelo vírus da AIDS, lutando contra a DISCRIMINAÇÃO.
     Contudo, a atriz faleceu vítima de CÂNCER de PULMÃO, sete anos mais tarde.
     Foi expoente do Movimento de Arte Pornô.




BIOGRAFIA.



     SANDRA BRÉA iniciou sua carreira aos treze anos de idade, como modelo.
     Aos catorze, ela seguiu para o teatro de revista do Rio, onde estrelou Poeira de Ipanema.
     Em 1972, o diretor Daniel Filho convidou-a para interpretar Telma, personagem da novela “O Bem-Amado”, da Rede Globo.
     Como atriz estreou, em 1968, na peça Plaza Suite, tendo sido escolhida para o papel pelo diretor João Bittencourt e pela atriz Fernanda Montenegro.
     Contratada por Moacyr Deriquém, foi trabalhar na Rede Globo, estreando na telenovela “Assim na Terra Como no Céu”, em 1970.
     Seu primeiro grande papel, porém, foi no clássico “O Bem Amado”, de Dias Gomes, em 1973.
     Em seguida, atuou em "Os Ossos do Barão" e "Corrida do Ouro", "Escalada", "O Pulo do Gato" , "Memórias de Amor", "Elas por Elas", "Sabor de Mel", "Ti Ti Ti", "Bambolê", "Pacto de Sangue", "Gente Fina" e "Felicidade".
     Com exceção de "Sabor de Mel", feita na Rede Bandeirantes, todas as demais foram feitas na Rede Globo.
     Logo que estreou na televisão, SANDRA BRÉA começou a fazer não apenas novelas, mas também shows, como “Faça Humor, Não Faça Guerra”, onde conheceu Luís Carlos Miele, que veio a ser seu parceiro em uma série de apresentações que misturavam canto, dança e humor, principalmente no programa SANDRA e Miele, apresentado pela Rede Globo a partir de 1976, tornando-se um grande sucesso de crítica e de audiência.
     Muito bonita, SANDRA BRÉA foi um dos principais símbolos sexuais do Brasil, principalmente na década de 1970, tendo posado nua diversas vezes para as revistas como Status e Playboy, entre outras.
     Sua beleza também rendeu convites para filmes eróticos (como "Sedução", "Cassy Jones, o Magnífico Sedutor", "Herança dos Devassos", "Um Uísque antes, um Cigarro depois" e "Os Mansos") e pornochanchadas.
     Seus primeiros nus foram feitos ainda na década de 1970, em pleno regime militar, quando esse tipo de coisa era bem menos comum.



SAÚDE e MORTE.



     Desde que anunciou que era soropositiva, SANDRA BRÉA se AFASTOU de TUDO e de TODOS. Em dezembro de 1999, seus médicos detectaram um tumor maligno no pulmão em estágio avançado e lhe deram seis meses de vida.
     No mês seguinte, foi internada e submetida a uma biópsia.
     A proposta foi de um tratamento à base de quimioterapia e radioterapia. SANDRA BRÉA recusou.
     No final de abril de 2000, já praticamente sem voz, com muitas dores, insuficiência respiratória e febre, a atriz concordou em receber um oncologista.
     Em 2 de maio de 2000, ela foi levada ao Hospital Barra D'or para fazer uma tomografia computadorizada.
     Não soube o resultado, pois morreu dois dias depois em sua casa, em Jacarepaguá.
     “Não morrerei de Aids”, dizia. “Vou morrer como qualquer um, atropelada.”



VIDA PESSOAL.



     De 1972 até 1975, SANDRA BRÉA foi casada com Eduardo Espínolla Netto, de quem se divorciou.
     SANDRA também teve outros dois maridos, Antonio Guerreiro e Arthur Guarisse.
     Ela deixou um filho adotado, Alexandre Bréa Brito, com quem alegadamente estava brigada à época de sua morte.




CARREIRA.



NO CINEMA.



• 1982 - As Aventuras de Mário Fofoca.
• 1980 - O Convite ao Prazer, como Ana.
• 1979 - Sede de Amar, como Tânia.
• 1979 - Os Imorais.
• 1979 - Sábado Alucinante, como Laura.
• 1979 - Herança dos Devassos.
• 1979 - A República dos Assassinos.
• 1978 - A Noite dos Duros.
• 1978 - Amada Amante, como Fátima.
• 1978 - O Prisioneiro do Sexo, como Ana.
• 1974 - Sedução, como Flametta.
• 1973 - Os Mansos.
• 1972 - Cassy Jones, o Magnífico Sedutor, como Clara.
• 1970 - Um Uísque antes, um Cigarro depois.



NA TELEVISÃO.



1970 - Assim na Terra como no Céu - Rede Globo - Babi.
1970 - Faça Humor, Não Faça Guerra - Rede Globo - Vários personagens.
1972 - Uau, a Companhia - Rede Globo - Vários personagens.
1972 - Bicho do Mato - Rede Globo - Lua.
1973 - O Bem-Amado - Rede Globo - Telma Paraguaçu.
1973 - Os Ossos do Barão - Rede Globo - Zilda.
1974 - Mulher - Rede Globo.
1974 - Corrida do Ouro - Rede Globo - Isadora.
1975 - Escalada - Rede Globo - Roberta.
1976 - Sandra & Miele - Rede Globo.
1978 - O Pulo do Gato - Rede Globo - Noêmia.
1979 - Memórias de Amor - Rede Globo - Lívia.
1981-1987 - Viva o Gordo - Rede Globo - Vários Personagens.
1981 - Amizade Colorida - Rede Globo - Vera Bianca.
1982 - Estúdio A… Gildo - Rede Globo.
1982 - Elas por Elas - Rede Globo - Vanda.
1983 - Sabor de Mel - Rede Bandeirantes - Laura.
1985 - Ti Ti Ti - Rede Globo - Jacqueline.
1986 - Hipertensão - Rede Globo - Participação especial.
1987 - Bambolê - Rede Globo - Glória Muller.
1989 - Pacto de Sangue - Rede Globo - Francisca Matoso.
1990 - Gente Fina - Rede Globo - Janete.
1991 - Felicidade - Rede Globo - Rosita.
1997 - Zazá - Rede Globo - Ela mesma.



     Observações do escriba:  1ª - Na Wikipédia estão disponíveis seis referências e quatro ligações externas sobre SANDRA BRÉA. 2ª – A morte de SANDRA BRÉA nada tem a ver com a AIDS.  






Categorias:

• Nascidos em 1952.
• Mortos em 2000.
• Atores do Rio de Janeiro.
• Naturais do Rio de Janeiro (cidade).
• Mortes relacionadas à aids.
• Modelos de capa da Playboy (Brasil).
• Sepultados no Cemitério de São João Batista (Rio de Janeiro).
• Revelações do ano premiadas com o Troféu Imprensa.




     Esta página foi modificada pela última vez às 14h50min de 5 de janeiro de 2017.


    


     POUCOS ARTISTAS VÃO ao ENTERRO de SANDRA BRÉA.

    
CÁSSIA DIAN 05/05/2000 19h33 do “Notícias Populares”. Roberto Price.




“Foto: O enterro da atriz”.



“Estou surpreso por não ter amigos conhecidos aqui”. Esta foi a reação do comediante Miéle, quando chegou ao enterro da amiga Sandra Bréa, na manhã desta sexta-feira (05), no cemitério João Batista, em Botafogo (zona sul do Rio de Janeiro).

     O enterro aconteceu por volta das 10h30 desta sexta-feira.

     A atriz morreu na quinta, às 10h50, aos 47 anos. A causa de sua morte foi um câncer no pulmão.
     Após um sangramento, que encharcou seu pulmão, Sandra teve uma parada respiratória e morreu, em sua casa, no bairro de Jacarepaguá (Rio).
     Sandra era portadora do vírus da AIDS.

     O enterro e o velório de Sandra surpreenderam por não ter nenhum famoso. As cerimônias reuniram cerca de 40 pessoas.

     Apenas os comediantes Miéle e Lúcio Mauro, e o ator Tadeu Aguiar marcaram presença.
     Ninguém viu, mas parece que o Ney Latorraca esteve no velório durante a madrugada de sexta.

     O comediante Miéle, que apresentou um programa ao lado de Sandra no início dos anos 80, foi o que mais demonstrou espanto com a falta de colegas. “Não entendo. Eu fiquei 14 anos sem vê-la e estou aqui hoje”, disse. “Existem poucas atrizes tão completas como Sandra era. O Brasil perdeu muito com sua morte”, lembrou o amigo Miéle.

     O veterano humorista Lúcio Mauro foi o que mais se abalou durante o enterro. O humorista não conseguiu acompanhar o caixão até o local onde o corpo foi enterrado.

     Lúcio ficou sabendo da morte da amiga durante as gravações do programa “Zorra Total”. Os diretores da atração pediram que Lúcio fizesse uma homenagem à atriz. O discurso improvisado de Lúcio entrará no ar no final do programa de hoje.  
     “Pessoas jovens não deviam morrer. Fizemos muitos programas juntos. Ela era sensacional”, afirmou Lúcio.

     O humorista do “Zorra Total” também estranhou a ausência de famosos, mas foi mais discreto ao comentar. “As pessoas às vezes são ocupadas. Mas amigo é amigo. Eu estranhei mesmo não ter colegas aqui”, completou.



     A luta contra a debilitante POLIOMIELITE (paralisia infantil) continua, e a luta a favor da inofensiva AUTO-HEMOTERAPIA (AHT), também continua.
      PANACEIA* - UM SER SUPERIOR mandou mudar a “mensagem”.
     Se DEUS nos permitir voltaremos outro dia ou a qualquer momento. Boa leitura, boa saúde, pensamentos positivos e BOM DIA.
     ARACAJU, capital do Estado de SERGIPE (Ex-PAÍS do FORRÓ e futuro “PAÍS da BOMBA ATÔMICA”), localizado no BRASIL, Ex-PAÍS dos fumantes de CIGARROS e futuro “PAÍS dos MACONHEIROS”. Sábado, 08 de abril de 2017.

Jorge Martins Cardoso – Médico – CREMESE – 573.


     Fontes: (1) – INTERNET. (2) – Wikipédia. (3) – OUTRAS FONTES.

jorge martins
Enviado por jorge martins em 08/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras